7.2.12

Deviant Tales Ato 2 Introdução a um conto Yaoi (Por Mel Kiryu)


Ato 2

Prólogo

        Nunca saia de casa sem sua camera, as melhores fotos aconteciam onde e quando menos se esperava.
Masahiko Raiden gostava de fotografar aquelas pessoas cujo apenas o rosto conhecia, não se importava em saber o nome, revelava ele mesmo no estúdio em sua casa e gostava de desenhar tudo que não escapava de sua lente.
       Numa manhã de inverno caminhava pela cidade junto a um conhecido quando chamou sua atenção um jovem que aparentava ter no máximo vinte anos tocando guitarra na calçada com um pequeno amplificador ligado de forma improvisada.
__Raiden-san... Vamos nos atrasar.
      Mas, Raiden não se importava com o tempo, tinha um sorriso macio no rosto enquanto observava do seu lado da calçada o rapaz tocando aquela guitarra vermelha, não conhecia a melodia, mas era vibrante e antes que alguns curiosos cercassem o rapaz, se apossou de sua camera e depois de fotografar a cena não sabia bem porque, mas tinha lágrimas na beira dos olhos.
__Raiden, você não perde essa mania... Temos horário marcado, está lembrado?
__E você sempre tão estressado, Miruha...__ Raiden riu voltando a caminhar ao lado de Miruha.
__Sinceramente... Por que alguém se prestaria a tocar por trocados numa calçada a essa hora da manhã? Só pode ser um desocupado!
__A mim pareceu ser um bom rapaz...
      A música rapidamente ficou distante, continuou ouvindo os resmungos de Miruha... Claro que tinha para si que ele não era má pessoa, embora fosse uma pena que seu modo de ver o mundo distorcia tudo que havia de belo.

                                   O segundo olhar ainda é mais bonito

               A noite estava um pouco nebulosa, tinha um cheiro de chuva no ar.
         Não tinha problema, afinal estava quase chegando em casa... Não havia muitas pessoas na rua, aquela visinhança ficava praticamente deserta por volta das oito horas da noite.
       Ouviu um som estridente e logo que virou a esquina, viu um garoto caído no chão entre latas de lixo, um homem mais velho gritava com ele, não demorou e aquele homem bravio entrou na casa e bateu a porta com violência e desprezo.
__Você está bem?__ Raiden perguntou ao se aproximar estendo sua mão.__ Se machucou?
         O garoto olhou meu ressabiado antes de aceitar aquela mão estendida em sua direção, mas acabou segurando naqueles dedos que eram longos e maiores com relação a sua própria mão.
__Não foi nada...__ O rapaz retrucou, puxando de volta sua mão meio brusco.
        Ficou olhando aquele estranho gentil catando sua mochila do chão com a maior boa vontade, então, o garoto mais que rápido pegou o que parecia ser um instrumento dentro de uma capa de napa negra e pendurou no ombro... Ainda olhava desconfiado para o estranho que segurava sua mochila.
__Está começando a chover... E seu braço está sangrando.
__Ah, isso...__ O rapaz olhou e o sangue pingava pelo seu cotovelo, tinha uma expressão desanimada no rosto.__ Deve ter sido quando... Você viu,né?
          Então, os dois sairam caminhando juntos, caia um pingo de chuva aqui e ali... Devagar.
__Aquele era seu pai?
__Não... Eu estava morando de favor, mas não consegui todo dinheiro para pagar a comida...
          Não pôde deixar de notar o instrumento envolto a capa de napa negra no ombro do rapaz, olhando bem, na verdade...
__Você é músico?
__Eu tento ser...
        Não seria aquele rapaz?... Aquele que o deixou com lágrimas nos olhos?...
__É uma guitarra, não é?
__É...__ O rapaz franziu de leve a testa.__ Como você sabe?
A chuva começava a apertar, Raiden parou de andar encarando o rapaz.
__Tem lugar para ficar?
__Am... Bem... __Ele baixou a cabeça, tocando o próprio cabelo coberto de gotículas.
__Quer passar a noite na minha casa?__ Raiden perguntou, sorrindo debaixo da chuva.
__Olha, já disse que não tenho dinheiro...
__Eu tenho dinheiro, então... Não vejo problema. Prefere ficar na chuva?
         O garoto olhava para aquele homem ensopado, de olhar calmo e sorriso gentil... Devia estar ficando louco, mas pensava em aceitar. E se ele fosse algum tipo de maníaco com um sorriso lindo?
Estava com frio, estava faminto, sua barriga roncou e torceu que o som do temporal escondesse o barulho incoveniente de sua fome.
Sentiu aquele homem puxá-lo pelo braço e quando se deu conta, estava dentro da casa, ele sorriu mais uma vez na sua direção...
__Ah... Eu sou Masahiko Raiden... E você?
__Eu?... Hiroshi... Seiji Hiroshi.
__Hiroshi-san...
          E dizendo o nome, Raiden tocou de leve sua cabeça.
      Não sabia dizer porque, mas olhando aquele sorriso estranho e suave, ainda que não tivesse nenhuma pespectiva, dinheiro ou comida, sentia que tudo ficaria bem...

9 comentários:

  1. Hoo... que romântico... Está espectacular, maravilhoso... Apesar de não ser muito fã de Yaoi...

    Bjito

    ResponderExcluir
  2. Jura? Fique feliz, porque é a primeira vez que experimento fazer um conto yaoi...
    Muito obrigado, Riku!

    ResponderExcluir
  3. Juro apesar de ter visto junjou romantica e ter gostado...
    De nada

    ResponderExcluir
  4. Pois é... Foi Junjou Romantica que me fez gostar de Yaoi.
    Eu tinha certo preconceito sobre o estilo, mas superei...(Acho)

    ResponderExcluir
  5. Compreendo pois na minha cabeça acho que achava que era uma coisa do outro mundo mas com Junjou Romantica fiquei a ver os Yaoi de outra perspectiva..

    ResponderExcluir
  6. Sim, mas junjou romantica é muito especial por causa dos sentimentos, é realmente o nome do anime, puro romance...
    Acho linda a parte que o Miagy está no cemitério com o Shinobe e declara o amor dele...

    ResponderExcluir
  7. Sim isso é verdade é uma serie cheia de sentimentos...
    Concordo é uma das partes mais bonitas da serie
    Tenho que ir, até amanha... bjitos

    ResponderExcluir
  8. eu preciso trabalhar, eu preciso escrever, mas ai eu começo a ler e não quero mais parar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fale, acontece o mesmo comigo \o
      Deviant Tales é meu bebê <3 Preciso retomar urgentemente esse conto *-*

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...