4.3.12

Deviant Tales Ato 14 (por Mel Kiryu)


Ato 14
O castigo subversivo do inocente

           Acordou primeiro que Kimiko e saiu um pouco mais cedo.
         O dia na faculdade havia sido proveitoso, na verdade ficara menos nervosa do que supunha. Tinha a grade de matérias definida e já tinha conhecido alguns dos professores.
        Passou no banheiro antes de voltar para casa, quando estava saindo de uma das portas pensando em lavar as mãos foi empurrada de novo para dentro. Olhou atordoada e reconheceu Sasa Jisei ocupando com ela aquele ínfimo espaço onde ficava o vaso sanitário, a porta havia sido trancada e a garota tinha um rosto enfezado, algo perigoso.
__Que ironia! Azar o seu vim estudar na minha Universidade, garota!
__Você... Estava ontem com a Kimiko na sala...__ Sayuri disse surpreendida.
__Ah! Você nos viu... Por sua culpa a Kimi me chutou, garota!
__Minha culpa?... Mas, eu não fiz nada...
        Não contava que Sasa a empurrasse com violência, bateu com as costas e a cabeça contra a parede, quase caindo no pequeno espaço que havia entre a parede e a privada.

       Estava meio tonta, com a cabeça dolorida quando aquela garota doida puxou seu cabelo enquanto mergulhava sua boca na sua, segurou bruscamente seu rosto com uma das mãos enquanto a outra beliscava-lhe um dos mamilos por cima da blusa... Sayuri deu um grito, mas Sasa abafou o som enfiando sua lingua na boca dela, depois tapou-lhe firmemente a boca com a mão, imprensando-a contra a parede.
__Fique quietinha... Porque de agora em diante você vai me divertir...__ Sasa segredou com um sorriso maldoso.__ Será seu castigo por tirar a Kimiko de mim...
       E sussurando isso bem junto ao ouvido de Sayuri, ergueu-lhe num gesto rápido e agressivo a blusa.  
  Percebendo que ela começava a lutar contra isso, anda que exalasse medo, Sasa pressionou o pescoço de Sayuri olhando-a ameaçadora.
__Se você reagir... Vou dizer que a lésbica cretina é você... Ninguém te conhece... Em quem acha que vão acreditar?
       Quando o ar começava a faltar, ouviu vozes de outras garotas entrando ou saindo do banheiro e sentia um pânico intenso enquanto a boca de Sasa tornava cobrir a sua, puxou uma das alças do sutiã e deixou os pequenos seios nus... Apalpava e apertava a carne macia dos seios com maldade e excitação...

        Saiu da Universidade Fujisaki correndo com um descontrole intenso dentro de si, tinha a sensação que aquela garota ainda estava atras dela e as lágrimas escorriam por seu rosto. Seu coração estava arrítmico e mesmo depois de entrar no apartamento de número trinta e três, ainda estava meio desesperada e atordoada.
Antes que Sasa a deixasse desnorteada e apavorada naquele banheiro, olhou pela última vez em sua direção...
     "Amanhã vamos continuar com a minha diversão... Te pego quando menos esperar."

        Sentou no chão do quarto com raiva de si mesma por não ter gritado, por não ter tido atitude para impedir que aquela garota abusasse de seu corpo. As cenas se repetiam em sua cabeça, lembrou-se de quando aquele rapaz que era seu vizinho quis abusar de Kimiko no terreno onde havia uma construção e foi interceder por ela...
        Será que ninguém se dava conta do que acontecia naquele banheiro?... Que enquanto Sayuri tentou resistir quase perdeu a consciência enquanto os dedos de Sasa estrangulavam seu pescoço, até que resolveu ficar quieta a medida do medo que a invadia e a língua de Sasa correu por seus seios nus deixando um rastro denso de saliva, beijou sua boca até que simplesmente não houvesse mais resistência e suas línguas se enlaçassem, bebendo a saliva quente dela, enquanto enfim aquela mão agressiva entrasse pelo seu jeans.
       De repente, sem poder impedir que as lágrimas escorressem abundantes por sua face, não sabia se podia voltar a Universidade, tinha ganas de voltar para sua cidade antes que Kimiko voltasse de seu trabalho para casa e esquecer todas as suas metas... E se Sasa a procurasse no apartamento?...

      Essa e outras hipóteses levaram Sayuri experimentar horas de um desespero íntimo, que apenas se acalmou com o anoitecer...

6 comentários:

  1. oi Mel...
    Coitada da Sayuri tinha medo que as coisas corressem mal com a prima e acabou por ser a Sasa a fazer-lhe mal a ainda por cima só para se vingar...

    ResponderExcluir
  2. Oi, Riku-san!
    Pois é, a Sayuri entrou numa situação terrível e é apenas o começo...

    ResponderExcluir
  3. Coitada da rapariga ela devia era contar o que se passou a Kimiko

    ResponderExcluir
  4. Estou terminando de escrever esse capítulo que ela "deveria" contar para a Kimiko.

    ResponderExcluir
  5. Se ela não contar vais continuar a sofrer nas mãos da Sasa... (apenas por mera vingança)

    Tenho que sair Mel... Sei que não temos falado muito mas é que não tem dado para vir mais cedo para a net mas amanha vou tentar vir um pouco mais cedo para falarmos mais...


    Bjitos

    ResponderExcluir
  6. Que pena,Riku...
    Publiquei a continuação do ato Yuri.
    Tudo bem, amanhã você lê se der.
    Boa noite!^^"

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...