31.5.15

Enseada das Gaivotas Capítulo 10 por Mel Kiryu



                                                                                              Capítulo 10                                                                                  O certo pelo duvidoso

         
             Foi por volta das onze horas da manhã que Kaji encontrou Heisuke na garagem, lugar onde trabalhava pintando ou parafinando pranchas de surf sob encomenda.
    Por vezes, Hei trabalhava no barco de pesca de seu tio ou ajudava limpar o pescado que seria vendido ao comércio local.

    Quando apareceu na porta da garagem, Hei somente ergueu o olhar e não sorriu, tornando a encarar a prancha que estava terminando de pintar, dando o acabamento ao desenho.
__Oi, Hei...
__Sua besta...__ Hei retrucou entre dentes.__ Teve mesmo que ir atrás daquele tal de June... Prefiro pensar que você não bate bem!
__Hei...__ Kaji deu dois passos garagem a dentro.__ Desculpe te fazer esperar... Não fica zangado comigo, poxa.
__Eu me esforço para convencer meus tios a te deixarem morar com a gente e você nem para chegar na hora que marcou! Qual é a tua, Kaji? Resolveu morar com aquela bichinha à beira mar?
      A raiva na voz de Hei fez Kaji recuar um passo, tornar-se cabisbaixo.
__Foi você, Hei... Você quem ofereceu ajuda...
     Kaji ia recuar e ir-se dali se não fosse Hei agarrar no seu braço.
__Eu sei, merda! E eu quero te ajudar, seu lerdo!... Se quer saber, eu convenci meus tios... Eles deixaram você dividir o quarto comigo com a condição de você assumir uma das contas da casa para ajudar no orçamento.
__Sério?...__ Havia incredulidade na voz de Kaji.
__Sério, pô!__ Hei finalmente deixou escapar um meio sorriso.__ Te falei que não ia te deixar na mão.
      Era assim tão simples? Kaji custava a acreditar, estava tão agradecido que abraçou Hei repentino.
__Valeu... Valeu mesmo, Hei... Não sei o que eu faria sem você.
    As palavras escaparam cúmplices e num tom de sinceridade gritante que desconcertava Hei de uma maneira incomum.
__Sai dessa, mano...__ Hei riu empurrando Kaji de leve, mas se debruçando no ombro dele de qualquer modo.__ Diz aí, 'tá afim de almoçar? A gente aproveita e conversa com minha tia!
__Vamos nessa, então.
    Kaji sorriu aliviado, tinha arrumado um lugar para ficar e não era um lugar qualquer. Era na casa de Hei, seu amigo de infância que desde os cinco anos era criado pelos tios. O braço de Hei passou amigável por seu ombro e saíram juntos daquela garagem.
                                                     ************
               Tudo que tinha levado consigo eram as roupas que mais gostava, dois pares tênis, um par de chinelos e sua escova de dentes dentro de sua mochila.
    Tomou um banho cerca de meia hora depois do almoço e dormiu num futon emprestado dentro do quarto de Hei.
   Quando acordou cerca de seis horas depois, se deparou com Hei sentado no parapeito da janela.
   Mas, ele não olhava a paisagem além daquela janela.

    Kaji abriu preguiçosamente seus olhos e estes bateram de frente com os olhos de Hei.
    A pergunta que submergiu no pensamento semidesperto de Kaji é se Hei o estava observando há muito tempo, mas não disse nada e Hei acabou desviando seu olhar para a paisagem da rua onde morava igualmente calado.
__Não vai voltar a dormir?__ Hei acabou perguntando depois de um silêncio que soava um pouco mais pesado.__ Seu sono está atrasado... A não ser que tenha dormido na casa daquele cara, o que é bem capaz considerando o tempo que passou por lá.
     Esfregou um dos olhos e sentou-se no futon, tentando interpretar a frieza superficial na voz de Hei.
__Por que isso te irrita tanto?...
__Ontem você estava mal por causa desse cara, Kaji!__ Hei retorquiu revirando o olhar.__ E você mesmo disse que ia ser só uma vez...__ E a ironia vasou na voz.__ De repente, te dá uma louca e você volta lá na manhã seguinte! Qual é? Gostou de ficar por baixo, é?
     Kaji cruzou as pernas feito índio, suspirou cabisbaixo... Era imensamente estranho e bizarro assumir para seu melhor amigo que ser a parte passiva na relação não poderia ser mais excitante e que nunca tinha experimentado nada parecido.

     Era difícil expor essa verdade até para si mesmo, mas depois da manhã daquele dia não tinha como negar.
__Escuta... Não fala desse jeito, Hei... Não faça isso parecer uma coisa tão ruim, 'tá?
__Ah, merda... Vocês transaram de novo, não foi?
    O olhar de Hei mirando incisivo sobre si fazia Kaji se sentir estranho, errado em tudo.
__Eu... Eu estava triste... Ainda não sabia se ia poder morar contigo, Hei... Então, eu acho que usei June para escapar de todas as minhas dúvidas e inquietações.
__É?__ Hei pulou do parapeito.__ Isso quer dizer que acabou? Você tem um lugar agora...
    E Hei se acomodou ali sobre um pedaço do futon, de fronte a Kaji.
__Responde, Kaji.__ Hei insistiu apoiado em seu joelho flexionado na frente de seu corpo.__ Diga que vai terminar as entregas de sexta-feira e virá em seguida para casa.
     Fê-lo encarar seu olhar segurando o rosto de Kaji com ambas as mãos.
__Você não precisa daquele cara... Vai ficar tudo bem.
     As mãos de Hei eram um pouco ásperas e brutas, também quentes e firmes. Era a primeira vez que tocavam seu rosto com tanto ímpeto.
__Olha, Hei... É que eu não penso mais em June como um refúgio...__ Kaji tentou se fazer entender segurando de leve nos braços de seu amigo.__ Eu só preciso conhecê-lo melhor... Entende? E sei que não vou ficar mais triste apesar de ser visto como um inútil pela minha família... Eu tenho você.
          “Se tem a mim, não precisa dele.”__ Foi o que Hei pensou, mas poderia soar estranho ao dizê-lo em voz alta. Contudo, suas mãos desistiram de persuadir Kaji e seus braços acabaram desabando ao lado de seu corpo, enquanto recolhia e desviava seu olhar contrafeito.
__Pense bem, seu carente... Esse cara não passa de um estranho.__ Hei replicou deixando o futon e Kaji disse baixinho um segundo antes de seu amigo dexá-lo sozinho naquele quarto:
__Tem razão, Hei...__ E completou em tom cavo, quando já estava só:__ É por isso que quero descobrir quem é Ishizaki June.

10 comentários:

  1. Vá mesmo, Kaji! Não recalque seus desejos!

    ResponderExcluir
  2. E pode ter certeza que ele vai, Goldenmoon :D
    Só que o Kaji vai ter que dá uma enrolada no Hei, rsrs...

    ResponderExcluir
  3. Olha que eu vou contar tudo pro Hei se o Kaji der uma escapulida ><
    Que dó me deu no coração ver que ele queria falar por Kaji não ir e que ele já o tinha, mas não poder T.T
    Tadinho do meu Hei.... dá ele pra mim, senpai??

    ResponderExcluir
  4. Ih, ferrou para o Kaiji! A Kisu vai dedurar ele ^^"
    O Hei se doí mesmo.. Muito pelo Kaji, já sofre antes do ruim acontecer.
    Agora... Hum... Vai ter que me dar o Luke em troca :p
    (A não ser que o Luke vá fazer um parzinho bem fofis com o Shinku, rsrs...)

    ResponderExcluir
  5. Deduro sim e sem dó!
    O Hei é mais pro lado racional, então seria bom se o Kaji o ouvisse de vez em quando, pena que o amor é totalmente o oposto pra ele lol
    D: droga, devia ter imaginado isso! Ai que indecisão... (num caso hipotético) se eu der, posso ficar com o Jin e o Kaji? *-*
    (é uma curiosidade/dúvida pessoal, mas quem você imagina por cima quando pensa no Luke com o Shinku?)

    ResponderExcluir
  6. Socorro, não é Kaji, quis dizer o Jin e o Hei!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Pois é, o Kaji é mais emocional, né? Se deixa levar... No fundo é fofo, mas esconde bem isso a princípio.
    Se você ficar com dois dos meus personagens, aí eu vou querer dois dos seus também, ora bolas! :p
    (Hum... Na verdade, sobre essa pergunta... Eu imagino que os ambos possam exercer os dois papeis, acho que poderia ser bem interessante, o Shinku e o Luke seriam o que se chama de 'Seke'... Quando os dois podem inverter e ora ser seme e ora ser uke.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele é uma gracinha, não é pra menos que o June ficou interessado :3
      Confesso que se eu não gostasse mais do Hei, teria vontade de levar o Kaji embrulhado pra casa ^^
      Do jeito que você é doida pelo Luke, vai que colasse a ideia... e eu ainda saía feliz com meus dois gatos *-* wiiiiiii
      (ufa, me deu um alívio esse comentário. Ficava imaginando e sempre me rondava a dúvida de quem ficava por cima já que os dois têm personalidade forte, aí fiquei curiosa pra saber o que você pensava a respeito. Tem lógica seu fundamento :D)

      Excluir
  8. OMG essa hustoria ta ficando xada vez mais i teresante *w* vai june vai *-,*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anônimo-san \o
      Obrigada por acompanhar Enseada das Gaivotas :)
      Sua opinião é sempre muito bem vinda!

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...