8.6.15

Kind of Blues – Episódio 1 parte 5 por Mel Kiryu


Kind of Blues – Episódio 1

Parte 5
   
      Recomecei subindo de novo a blusa dele que estava ligeiramente erguida, ele ficou imóvel olhando para mim.
__Quer fazer sexo?__ Satomi perguntou com a mesma naturalidade de quem pergunta se aceita um café.
       Eu podia estar sob certo estupor sensual, embora não estivesse completamente ciente disso. O modo como desviei meu olhar do peitoral dele para seu rosto com certeza demonstrou minha inexperiência no assunto.

   Como eu o fitei calado, Satomi riu baixinho.
__Seu pau é virgem, né?
__O mais perto que cheguei do sexo... Foi uma vez no cinema, a garota que foi comigo fez um boquete em mim durante a sessão.
     Satomi pareceu degustar minhas palavras lentamente enquanto se esticou para puxar sua mochila caída pelo chão, tirar do bolso menor seu maço de cigarros.
__E você?...__ Eu perguntei, sentia vez ou outra meu lábio inferior tremer.
__Um vez eu engravidei uma garota, eu tinha quinze anos... Não sei o que aconteceu com ela, porque logo depois acabei metido por um tempo no reformatório.
    Ele apertou os maços entre os dedos como se estivesse reconsiderando fumar.
__Foram os três meses mais longos da minha vida... Fui parar lá por porte ilegal de arma.
__Para que um garoto de quinze anos precisa carregar uma arma?__ Eu questionei algo perplexo.
    Satomi parecia alheio a minha pergunta, puxou o isqueiro de dentro do maço e acionou a chama, ainda parecia somente um garoto brincando com fogo.
__A arma não era minha, era do cara que estava dirigindo o carro...__ Ele respondeu depois de encarar disperso a chama.__ Mas, estava na minha mochila junto comigo no banco de trás. Como fomos pego em alta velocidade e sem habilitação... Deu no que deu.
     Eu tirei o maço da mão dele e fiz Satomi olhar nos olhos.
    Não conseguia entender como meu amigo de infância tinha se perdido dessa forma, eu sentia que havia uma corrosiva tristeza por trás da indiferença de Satomi.
__Escuta, Satomi... Não devia encarar o mundo como se ainda estivesse preso num reformatório.
__Para você é fácil falar! O que estava fazendo aos quinze anos? Sendo o melhor da turma?... Você vive nesse mundinho achando que as pessoas são boas... Mas, elas não são!
      Satomi se ergueu, atirando o isqueiro sobre o sofá.
__As pessoas te traem, elas mentem... Morrem e te deixam sozinho!
    Eu soube no mesmo instante  que Satomi estava falando de sua mãe que falecera recentemente e me senti culpado, porque tinha ignorado o fato de que isso o atormentava e seu jeito de expressar os dissabores que sentia, era sendo um garoto mau.
    Algo que eu também sabia como ninguém, é que Satomi não era mau.
 A diferença entre o Satomi de antes e o de agora é que agora o coração dele estava mais duro, o sofrimento transformara Satomi numa pessoa sombria.
   Contudo, eu reconhecia nele aquele menino de nove anos atrás.
   E o mais importante, eu sentia de uma maneira profunda que eu amava ainda mais o Satomi de agora.
    Também larguei o maço de cigarros sobre o sofá, meus pés trocaram passos fazendo ranger o piso de madeira porque vi uma única lágrima descer pelo rosto dele e o que eu mais queria é que aquela dor fosse minha.
__Se der um pouco da sua dor para mim... Não vai pesar tanto para você, Satomi.
        Havia um borrão preto partindo do olho por onde a lágrima tinha corrido, tentei limpar com o dedão numa carícia trêmula e acabei sujando ainda mais o rosto dele.
__Ah... Merda... Olha o que eu fui fazer... Borrei ainda mais a maquiagem de seus olhos...
    Minha falta de jeito absoluta fez Satomi rir, não um riso autêntico... Mas, um riso é precioso ainda que pequeno.
   Ele segurou minha mão, a que tinha o dedão sujo de lápis de olho e me fitou calado, seu olhar estava confuso e havia aspereza na íris.
    Quase pedi desculpas por não ter podido estar ao lado dele nos dias difícies, essas palavras ressoaram no meu interior, mas acabei sorrindo fracamente.
__Queria te ver sem esses riscos negros em volta dos olhos...
__É? Deixo você ver...__ Ele sorriu safadamente.__ Se deixar eu te chupar... Aposto que faço melhor do que a garota na sessão de cinema.
__Seu pai pode chegar... Não?
__Hum... Que foi?__ Ele provocou mordendo a ponta do meu dedo médio.__ Já basta de correr riscos por hoje?                                  
      O olhar de Satomi era uma deliciosa provocação, seus menores gestos me seduziam e a mim só restava a sensação de desnorteamento.
__Lembra do meu antigo quarto?
__Lembro sim...
__Vai para lá e me espera.
    Sei que era notável minha hesitação, minha cota de riscos corridas num dia já havia excedido e percebi que mesmo tendo dezessete anos, a figura do pai de Satomi me inspirava cautela. Encarei o piso feito de tábuas corridas e suspirei.
     Não demorou e a testa de Satomi encostou na minha, o nariz brincalhão se esfregou no meu e a mão dele correu no meu cabelo num afago doce até a nuca.
    Aquela proximidade estava me enlouquecendo e fui eu quem busquei os lábios dele como se testasse a textura, a maciez, o sabor...
     A sensação de embriaguez difusa daquele beijo renovou minha coragem.
     Mas, eu não estava a salvo... Ninguém estava.

30 comentários:

  1. Bom dia Mel
    Puxa.... eu fico sempre querendo o próximo capitulo *-*
    Porque nunca se sabe o que os dois vão acabando fazer...

    Quando a Faceless Angel eu gostei do modo do pai do Jack aceitar, ou não o relacionamento deles, no fundo ainda vai dar tudo certo

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Rima! :)
    Opa, que bom! A autora fica muito feliz! *-*
    O que você acha desses dois personagens até o momento?

    É, o Ray resolveu tentar os conselhos do Lucien... Afinal, ele percebeu que o Lucien se importa com o Jack tanto quanto ele que é o próprio pai...

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que eles ainda tem muito para evoluir e se conhecer, mas ainda estão muito conectados desde o passado.... no fundo eles tem tudo para dar certo, apenas tem que se conhecer e acho que estão indo nesse caminho.

    É eu acho que sim..... então eles agora tem que aproveitar e se comportar direitinho :)

    ResponderExcluir
  4. A bem dizer foi o passado o responsável pela amizade ter evoluído para o amor.
    Mas, quando começou a estória você não gostou muito do Satomi... Sua perspectiva sobre ele mudou?

    Faceless está quase terminando... deve ter só mais três ou quatro capítulos.

    ResponderExcluir
  5. Mas é que é mesmo o responsavel ^^"
    Mudou..... no fundo ele não é mauzinho ele só tem a mágoa dentro dele, tem seu lado travesso, mas seu lado amoroso que parece que vai mostrar um pouquinho é nisso que acredito

    Jura? Bom as coisas entre eles vão de vento em poupa.... mas vou ter saudades do Lucien -.-"

    ResponderExcluir
  6. Mais para frente consegui escrever dois capítulos em primeira pessoa com Satomi... Mas, para tanto, tive que me concentrar no que ele sentia naquele instante, porque o modo do Satomi sentir tudo a sua volta muda a todo instante.

    Vai ter saudades?... E eu já tenho saudades de como essa estória de Faceless foi fácil de escrever... Nunca terminei um conto tão rápido. ^^"

    E o livro do nosso amigo Tsukuru? Terminou?

    ResponderExcluir
  7. Ui tou vendo que vão ser capitulos inéditos! Tudo muda dentro dele porque trás um turbilhão de sentimentos, pode ser que alguém acalme esses sentimentos.

    Ah isso porque a Mel o tinha bem definido na suam mente por isso que terminou tão rápido não?

    Ainda não terminei -.-"
    Vou na conversa com o Aka....

    ResponderExcluir
  8. Vish, ainda vai ter muito o que ler em Kind of Blues... Estou quase terminando o episódio 4.

    Talvez... Uma parte foi ainda mais fácil de escrever já que foi baseada em fatos reais, a outra também não tive grande dificuldade, suponho pelo Jack ser meu alter ego.

    Ah, o Aka... Que me passou a ideia de ser uma pessoa bem solitária e no entanto aparentemente bem resolvida (e que prefere se relacionar com homens)... Então, não falta muito para terminar.

    ResponderExcluir
  9. Mas isso é bom srssrsr porque eu gosto de ler a história desses dois, é tão bonitinha

    Eu quando escrevia nonsense tinha bastante facilidade apenas ficava pensando na escolha das palavras.... por isso mesmo a Mel tinha facilidade conhecia bem todos os pontos certo?

    Sim.... de uma certa forma gostei dele.... não falta não.... quem sabe eu não adianto bastante a leitura na minha folga, só que não sei quando vai ser -.-"

    ResponderExcluir
  10. Hum... Vamos ver o que você vai achar quando entrar o personagem apelidado de "anjo da água tônica"... Ele deve entrar no próximo episódio. :D

    É sim... Interessante como fica fácil quando se escreve sobre fatos do cotidiano.

    Também gostei... Mas, já o motivo do Tsukuru ter sido excluído... Este foi muito injusto.

    ResponderExcluir
  11. Anjo de água tônica? Hummm num sei se vou gostar dele, mas se é anjo.... não deve ser mau de todo

    Pois nossa cabeça não pensa tanto :p

    Eu não gostei nem um pouco nenhum deles teve a coragem de lhe perguntar se tinha sido verdade ou não! Isso foi deveras injusto

    ResponderExcluir
  12. Bom, não vamos esquecer que existem vários tipos de anjos... Inclusive os caídos.

    Achei ridículo... -.-" Onde já se viu isso... (Muito embora, comentei contigo uma vez que uma amiga minha terminou a amizade comigo por e-mail, uma amizade de 21 anos e eu nunca soube porque... Tô junto com o Tsukuru, por isso digo que é nosso amigo)

    ResponderExcluir
  13. É mesmo, existe todos os tipos de anjos e por sinal todos me fascinam, aliás agora que fui para Fátima comprei uma medalha de prata com o anjo da guarda para meu sobrinho

    É ridiculo mesmo mas acontece muito na realidade, deixasse para trás uma pessoa do nada ( e a Mel sabe bem o que isso é.... a mim também me deixavam para trás sempre achei que devia ser por ser feia -.-")

    ResponderExcluir
  14. A mim também, no fundo ainda não desisti de escrever uma estória com anjos. (Embora haja quatrocentos livros com esse assunto e o meu em verdade só vai ser mais um conto sobre isso)
    Eu estava pensando nisso, em setembro que seu sobrinhos vai nascer, não é?

    Por ser feia? Onde? -.-" Rima, não me faça te bater!
    As pessoas é são estúpidas mesmo... (e não estou me referindo a nós duas)
    Aposto que as pessoas se afastam pelas razões mais imbecis... Eu não tenho peso na consciência, portanto não me torturo por isso... Só não consigo compreender.

    ResponderExcluir
  15. Então não desista, certo que vai ser uma coisa bem linda T^T
    Sim isso mesmo, outro da vi a gravação de uma ecografia a 3D

    Eu não me torturo mais, pensei durante tempo a mais no assunto agora quero seguir minha vida, sem pessoas imbecis ao meu lado, só isso....
    Mas também nunca vou compreender....
    Bem Mel eu vou ter de sair
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Isso é algo ainda que tenho muito que pensar... Uma hora acho que acabo escrevendo essa estória do anjo.
    Nunca vi em 3D, deve ser muito lindo!

    Pois sim... Já não fico me torturando por essas razões, a vida é uma só e temos que vivê-la plenamente. O que passou... Passou.
    Até mais, Rima.
    Grande beijo! <3

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Mel :3
    Eco a 3d é bem fixe.... porque você consegue ver o bebé como ele é, boquinha, olhos, nariz, tudinho.... e dá logo para tirar as semelhanças.... meu sobrinho é a cara chapada do pai ^^"

    Ah acho que hoje acabo um capitulo de Kimi o ai, finalmente T^T

    ResponderExcluir
  18. Bom dia!
    A Eco comum somente dá para ver esses detalhes no oitavo mês de gestação e com uns cinco meses, dá para ver o formato certinho do rosto e o corpo delineado, assim como o movimento das mãos, os bracinhos...
    Mas, que coisa! A mãe tem o trabalho de gerar por nove meses, engorda, sente as dores e a criança ainda é a cara do pai... -.-"

    Tudo bem! ^^" Pior eu que se quer escrevi por conta de uma crise de enxaqueca...

    ResponderExcluir
  19. É mesmo.... eco normal é isso.... minha irmã foi a privado fazer essa eco... mas primeiro que desse para ver-lhe a cara foi uma martírio porque tapava o rosto com as mãozinhas
    rsrsrsr verdade devia ser a cara da tia :p

    Mas está melhor?
    Bem eu quero escrever.... mas tou aqui a enrolar.... ainda tenho que tomar banho.... sinto-me como se tivesse com ressaca, fechei o estaminé á meia noite e meia e tive a tarde toda ensinando uma nova funcionaria, me sinto de rastos -.-"

    ResponderExcluir
  20. É, dentro da barriga da mãe a criança fica ensaiando seus pequenos gestos, chupando o dedinho, nadando no líquido aminiótico... É muito lindo.
    Ah! A cara da tia?... Vai saber... Tenho os olhos da minha bisavó portuguesa.

    Ainda está um pouco dolorido...
    Não se force não, amigona... Tem dias que é assim mesmo.

    ResponderExcluir
  21. É... á um garoto na pastelaria que disse que gostava de ficar gravido para sentir o bebé dentro dele
    O Tiago outro dia disse que também queria um

    Mas olhinhos da bisavó.... não é mau nada.... quando era bebé diziam que tinha os da minha avó paterna que nunca conheci, problema que eles deixaram de ser azuis.

    Então qe não tem que se esforcar muito é a Mel
    Puxa mas a patroa podia me ter informado que ia estar com uma novata para me preparar psicologicamente, o cargo de novata era meu, ficar mandando não é uma coisa muito boa, sabe..

    ResponderExcluir
  22. E eles estão certos, porque gerar uma criança é uma experiência única e cada gravidez é diferente... Cada bebê reage de um modo dentro do ventre.

    O Luan também tinha olhos azuis quando nasceu, eram azuis acinzentados... Mas mudou com o tempo, agora são castanhos esverdeados, assim como os olhos da Lua e da Tetê.
    Depois disso tudo, o que importa para mim é ter uma boa visão. :p

    Mas, eu tenho que trabalhar... Ontem trabalhei, mas não rendeu muito meu dia...
    Não se subestime, Rima.
    Se a patroa te deu este cargo de ensinar a uma novata, é porque você já está perfeitamenete habituada ao seu trabalho.

    ResponderExcluir
  23. Puxa eu não sei que nunca tive nenhum, daí a pouco começo a pensar no mesmo :p

    Os meus também são esverdeados ^^"
    É mesmo o mais importante, ter vou visão, sem ela não dá...

    Eu a entendo.... mesmo assim pode fazer mais umas pausinhas....
    Mesmo assim não me sinto bem

    ResponderExcluir
  24. Com certeza, tudo no seu tempo certo... É importante estar madura para se aproveitar ao máximo o momento.

    Sim, vou pegar leve hoje... Ontem já deixei adiantado uma parte do trabalho.
    Mas, não deixa de ser uma boa experiência para você.

    ResponderExcluir
  25. Claro....e ainda não é das coisas que está nas minhas prioridades, não vou ter só por ter

    Faça isso mesmo, afinal hoje é feriado :p
    Sim.... eu sei disso...

    ResponderExcluir
  26. Hoje é feriado por aí?
    Aqui foi no dia 4 de junho.

    ResponderExcluir
  27. Mas, mesmo assim você vai trabalhar hoje?

    ResponderExcluir
  28. Sim eu vou T^T
    Para mim feriados e fins de semana é indiferente -.-"
    Bem Mel eu vou ter de sair
    Beijinhos e até amanhã!

    ResponderExcluir
  29. Puxa, então desejo-lhe um ótimo dia de trabalho.
    E quando puder, descanse... viu?
    Até amanhã. ^^"

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...