22.7.15

Enseada das Gaivotas Capítulo 19 por Mel Kiryu


  Capítulo 19
                                                                                                            Prólogo

              Desmontaram o acampamento e deixaram a praia antes que aquela manhã dominical terminasse.
       Kaji carregava consigo a barraca desmontada e compactada na bolsa e Hei a pesada mochila e sua prancha. Tinham se distanciado da Praia Conchas Azuis e seguiam a pé pela localidade conhecida como Enseada das Gaivotas, local onde Kaji passava para fazer as entregas durante as madrugadas.
      Não tinham uma carona de volta para casa, vinham fazendo uma caminhada das boas e conversando.

   Até que um carro que passou pela via pouco movimentada chamou a atenção de ambos.
   Era um carro vermelho de um reluzente metálico, um Toyota Camry último modelo.
   Não era costume ver um veículo tão caro e novo circulando na cidade, ainda mais no centro de Kaigan onde moravam e viviam várias famílias de pescadores ou comerciantes menores.
   Ambos acompanharam o veículo com o olhar, sem conseguir verem o rosto de quem dirigia.
    Kaji leu de relance a placa do carro, mas não conseguiu identificar de que província vinha, os números eram 69-05. Pensou vagamente: “Quem pode ser?...” e ouviu a voz de Hei passar por cima de seus pensamentos.
__Cara, que máquina aquela... Deve ser algum turista querendo conhecer as belezas da praia.
__É só um carro, Hei.__ Kaji deu os ombros bem de leve.__ Mas, não tem essa valor todo para mim.
__'Cê diz isso, porque sabe que um carro daqueles nunca será pr'o nosso bico.
__Olha para mim... Eu só tenho você e mais nada.__ Kaji retrucou chutando uma pedrinha enquanto trocava passos pela calçada.__ E já muito mais do que eu mereço...
     Hei ajeitou a alça da mochila nos ombros que já ardiam, as costas rijas se mantinham firmes embora seguissem doloridas. Mas, as palavras de Kaji eram um acalanto e logo se sentiu renovar.
Não respondeu, apenas o abraçou pelos ombros e apertaram o passo, por um instante Kaji deu uma olhadela para trás.
     Fazia algum tempo que tinham passado em frente à casa de June...
                                                              *********

                                                          A arte de correr na chuva torrencial


           Seu turno na Gráfica começava às nove horas da noite.
         Sua folga tinha terminado, costumava fazer o serviço interno e a separação do seu malote das nove às três da manhã e logo depois saía a pé ou de bicicleta na sua rota de entregas.
    Enquanto separava seu malote de entregas, Kaji procurou ávido pelo jornal cuidadosamente acondicionado na embalagem plástica etiquetado com o nome e endereço de June.
    Teria dado tempo de June cancelar a assinatura dos jornais e revistas que recebia?
     Parecia estar trabalhando com entusiasmo, quando estava era afoito verificando cada etiqueta enquanto arrumava na sacola de entregas com o símbolo da gráfica.
       Se June tivesse mesmo cancelado, era sinal que realmente tudo estava terminado!
    E a angústia começava mesmo subir à tona e de repente parou, suas pupilas dilataram e sua respiração acelerou:

                                                    Ishizaki June
                                        3-12-10 Kamome no Irie-cho
                                        Rakuen-ku
                                        Kaigan 712-0097
              Era um tolo, mas se sentiu feliz por achar no meio do malote o jornal de June.
     O não cancelamento da assinatura só podia ser um bom sinal, tinha de fato um motivo para ir até a casa de June, talvez depois de tudo, ele ainda estivesse a sua espera.

         Era sempre a última entrega, a última casa da Enseada das Gaivotas.
         Não se importava se estava chovendo, vestia um blusão empermeável e botas gastas de couro marrom. Apenas sua calça jeans pesava, sobretudo as barras que sempre acabavam ensopadas.
            Mas, Kaji detestava usar guarda-chuva e por isso manjava como niguém da arte de correr na chuva torrencial.
     A noite anterior, as lágrimas, tudo que tinha remoído tinha ficado para trás.
    E nem a dificuldade de ler as etiquetas de endereço que se desmanchavam debaixo da chuva abalavam seu humor.

     As gotículas escorregavam pelos fios de seu cabelo e bem que achava bonito ver as gotas de chuva contínuas atravessando as luzes dos postes durante a madrugada.
     E quando a madrugada já não tardaria a se findar, Kaji se viu a poucos metros da área três da Enseada das Gaivotas, localizada no bloco doze e a casa de número dez.
     Desacelerou os passos conforme o ritmo que ditava seu coração, sabia exatamente como enfiar a mão por dentro da  cerca e abrir o portão.
    Para que jogar o jornal no jardim, se podia bater a porta? Ver pela fresta da porta semiaberta o belo rosto de June.
    O gramado estava empoçado, mas a grama parecia mais verde do que nunca enquanto ameaçava amanhecer.

    Foi de repente, quando estava na metade do caminho até a porta, é que viu o carro vermelho estacionado na lateral da casa, sob um alpendre.
      Não era aquele Toyota Camry que tinha visto mais cedo quando voltava para casa com Hei?
    Parou de andar olhando intrigado aquele veículo, porém não se permitiu perder a coragem quando estava tão perto da porta.  
     A expectativa chegava a ser nociva, era mais pesada que sua calça jeans ensopada, que suas botas gastas que já não estavam secas por dentro.
    Apertando o jornal entre os dedos frios, estando sob o telheiro que cobria a porta, fechou o punho e bateu suavemente à porta.
       Eram quase seis da manhã.      
   
                                           

27 comentários:

  1. Respostas
    1. E é completamente de propósito :p
      (Mas, eu te agradeço muito por ler)

      Excluir
  2. Oi oi Mel
    Tudo bem?
    Comigo tudo para variar não fiz nada em todo o dia -.-"

    ResponderExcluir
  3. Oi oi Rima!
    Tudo bem ^^" Tô aqui tentando reunir ideias para terminar um capítulo.
    Ah... Alguma coisa você fez sim... Ninguém passa o dia fazendo nada. :)

    ResponderExcluir
  4. Eu também vou ver se faço isso :)
    De manhã terminei o layout a tarde passeia com a minha mana que agora tá de baixa médica

    ResponderExcluir
  5. Dei uma olhada no seu layout agora... Ficou lindo mesmo!
    Ah, falta pouco mais de um mês para o Martin nascer, né? Está tudo bem com sua irmã?

    ResponderExcluir
  6. Deu um trabalhão.... mas eu realmente queria uma coisa simples e diferente
    Mais ou menios o Martim já está em posição de nascer o problema é que mesmo assim ele mexesse demais.... por isso ela tem que fazer repouso

    ResponderExcluir
  7. O meu layout não deu muito trabalho, mas também... Não ficou tão bonito. (Ultimamente minhas mãos não tem deixado as coisas tão bonitas)

    Menino danadinho... Está apressado para nascer, hein?

    ResponderExcluir
  8. Mas eu gostei bastante ficou com um ar bem leve
    (puxa não diga isso suas mãos ainda fazem coisas bonitas )

    Tá mesmo.... acho que vai ser um pirralho irrequieto

    ResponderExcluir
  9. Acho que esse ar leve na verdade ficou foi meio morto...

    Pode ser, se é inquieto dentro da barriga... Isso já deve refletir a essência da personalidade dele.

    ResponderExcluir
  10. Eu não achei....achei que ficou bem delicado

    é o que eu penso.... e se já está com a cabeça virada para baixo ainda vai nascer com as ideias todas trocadas

    ResponderExcluir
  11. Gentileza sua.

    Bom, de cabeça para baixo o bebê tem que ficar mesmo, facilita o parto... Sua irmão vai querer que seja normal o parto, se possível?

    ResponderExcluir
  12. É verdade mesmo! Não é gentileza.... parece-me que a Mel ainda está um pouco deprê...

    Sim.... mas ficou cedo demais.... ora...rrsrsrs... sim em principio é parto normal.... a unica coisa que ela se recusa é de ventosa

    ResponderExcluir
  13. Não sei... Talvez seja mais um estado de apatia fulminante.

    Você quer dizer ter que entrar no soro para estimular as contrações? Olha... Para fugir disso só deixando o parto evoluir em casa até certo ponto... Quando a gestante tem dilatação, mas não tem dor, o médico obstetra acaba optando pelo soro (venoso) para acelerar a dilatação e as contrações.

    ResponderExcluir
  14. Mesmo assim não é dos estados melhores para se estar....

    Não a ventosa é quando decorre o parto, se houver alguma dificuldade ao bebé nascer são utilizados uns ferros as ditas ventosas que são locadas na cabeça do bebé fazendo a criança ser puxada para fora, mas acaba sendo doloroso principalmente para o bebé, que podi ficar muito tempo com a cabeça achatada.... é a casos que morrem por esmagamento da cabeça
    Esse metodo é proibido mas muitos hospitais ainda o usam

    ResponderExcluir
  15. Ainda assim é melhor do que querer se jogar da janela do segundo andar.

    Ah, entendi... Aqui isso tem outro nome e é fórceps.
    Mas, não é comum usar fórceps... Ainda mais se correr tudo bem durante o parto.
    Acho que seria melhor sua irmã não pensar nesse tipo de coisa.

    ResponderExcluir
  16. Isso que não mesmo Mel o.O

    Eu vi uma fota da Estrela no face.... bem que ela está ficando uma mulherzinha

    Que nome diferente!
    Aqui ainda é normal recorrer-se a isso, como disse mesmo sendo proibido.... o bebé da pastelaria (puxa....aquela fofura... ><) tem uma mancha vermelha na testa devido ás ventosas e ele já tem um ano
    Acho que gravida acaba pensando em tudo

    ResponderExcluir
  17. Estrela, né? A vaidade em pessoa essa menina...

    O negócio talvez seja sua irmã conversar com o obstetra antes do parto, não? Aí ficará mais tranquila. É que para uma mãe de primeira viagem, excesso de informação só atrapalha e aumenta a ansiedade... Não é bom para o bebê.

    ResponderExcluir
  18. Ah tadinha.... dai a pouco arranja um namorado :)

    É eu também acho isso.... acho que lhe vou dar esse concelho ;)
    Ela se preocupa demais mesmo

    ResponderExcluir
  19. Era só que me faltava... Que ainda demore -.-" Porque ela só tem treze anos.

    É sim... Converse com sua irmã... Até com seu cunhado caso ache necessário, porque afinal para ele tudo isso é uma coisa nova, não é? O pai pode não deixar transparecer tanto, mas também tem suas ansiedades e dúvidas.


    ResponderExcluir
  20. rsrsrsrs uma mãe falando :p Mas sério eu achei-a bem crecidinha.... tá numa idade critica.... passar pela puberdade é coisa dificil....

    Meu cunhado é preocupado,..... engraçado que quando sempre chega a casa vai dizer olá ao Martim e ele se mexe ouvindo a voz do pai.
    Porque com a tia não funciona ? -.-"

    ResponderExcluir
  21. Uma mãe de péssimo humor... Difícil é ser mãe de adolescente.

    Pois sim, o bebê reconhece a voz da mãe, do pai e dos irmãos (quando tem irmãos, claro)... Não vejo porque ele não reage a sua voz... Quando sair da barriga não vai ter escapatória da titia coruja.

    ResponderExcluir
  22. rsrsrsrs ambas as partes sofrem..... mas olha minha avó dizia "filhos crescidos problemas acrescidos" Ou qualquer coisa assim, apenas para dizer que quanto mais crescidos mais preocupações dão


    Ah acho que ele não gosta da tia -.-"
    Ele ainda vai ter muito a ver-se comigo XD

    Mel vou ter de sair....
    Beijinhos e até amanhã
    E melhore seu humor :)

    ResponderExcluir
  23. Nossa, isso é muiiitoo animador mesmo... u.u

    E como não iria gostar? Acho difícil.

    Até amanhã, Rima!
    Bom descanso, viu?
    Isso já não sei.

    ResponderExcluir
  24. Oi Oi Mel
    Tudo bem?
    Hoje o dia já foi mais animador? ^^"

    ResponderExcluir
  25. Oi, Rima.
    Ah, tô cansada... Levei a Lua ao médico e o resto da patota ao dentista, depois levei os três para fazer um lanche e cheguei mortinha em casa... Só tive disposição para ligar o pc agora.
    Espero que tenha tido um ótimo dia, viu?

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...