9.7.15

Kimi o ai Hajimeru Capitulo 12 por Rima-san


Capitulo 12
Noite dos prazeres 

       Não tinha muita opção senão comer a sopa de miso que Tadashi tinha preparado com tanto carinho para ele, tossicava vez ou outra e não podia negar que engolir os alimentos fazia dor a sua garganta, ainda assim na sua mente imaginava uma maneira atrevida de usar aquelas algemas felpudas.

Fez o obsequio de ajudar a lavar a loiça, varreu mesmo a cozinha e para tal Tadashi desconfiava que isso  trazia agua no bico, Shuji ficou o esperando no quarto enquanto Tadashi foi alimentar seus bichinhos de estimação.
_Já tomas-te teu antibiótico?_ Perguntou regressando ao quarto e vendo Shuji debruçado sobre a cama.
_Shii eu esqueci, eu tenho mesmo que tomar isso?_ Tadashi respondeu-lhe algo baixinho e Shuji nem ouviu viu-o sair do quarto e regressou com um copo de água fazendo tomar a medicação.
_Quando queres consegues ser um bom menino …._ Tadashi sorriu e deslizou os dedos no cabelo negro de seu namorado.
_Também sei ser um mau garoto quando quero._ Deu um meio sorriso atrevido e empurrou Tadashi sobre o colchão e colocando-se sobre ele chocou sua fúria contra a dele, era a continuação do beijo que iniciara antes do jantar, agora não tinha qualquer desculpa para o impedir.
        De mansinho retirou as algemas que tinha escondido no bolso traseiro das suas calças e conseguiu prender Tadashi mas fácil duque julgou, o garoto arregalou os olhos surpreso, sua boca se separou da de Shuji se dando conta de estar algemado percebeu que tinha sido seduzido que caído na própria armadilha.
_Shuji!_ Se tentou afastar com suas mãos presas e se ajoelhou na cama de fronte a Shuji que passava o indicador no lábio limando o rastro de saliva ._ O que nós tínhamos combinado não era isso!
_ Ah mas eu fiquei com vontade… eu tou ficando bom e fiquei com um tesão em imaginar-te desse jeito…_ Olha para o garoto, completamente desarmado, podia fazer dele o que bem lhe apetecesse._ Bem sei que compraste   a pensar fazer travessuras comigo não foi?
_ Travessuras? Não… eu…_ Baixou o rosto vermelho de facto se sentindo culpado.
_Não sejas mentiroso…_ Apertou-lhe o queixo e seu olhar brilhou de ternura._ Não o consegues ser…_ Estalou um selinho seguido de outro com mais intensidade.
_Shuji…vai…_ Fez olhinhos como quem lhe pedia para lhe tirar aquelas algemas._ Tira isso de mim….
_Só tiro depois de fizeres o que eu quiser…_ Brincou puxando-o pelo botão metálico das calças._ Estamos entendidos?
_ Então… O que queres que eu faça?_ Shuji tossiu olhando o garoto gatinhar na sua direção, deu-se conta que seu coração palpitava desnorteado e se rendia aos encantos de seu prisioneiro, sentia a ereção pulsar dentro da calça de ganga e seu volume era visível, Tadashi passou a mão por cima do tecido e Shuji puxou-lhe pelos cabelos castanhos.
_Tira tua calça…_ Pediu e Tadashi corou, sentando na cama baixou as calças e fitou Shuji, sentido os pelinhos das pernas se arrepiarem._ Tira os boxers meu… mas aí de frente a mim.
_Já estás a abusar…_ Replicou levantando-se da cama e colocando em frente a ele, baixou lentamente sua peça intima como se tratasse de um strip, apenas não podia  tiras as camisolas pois as algemas o impediam.
_Abusar? Seria se eu te pedisse para me chupar minhas bolas._ Tadashi fez beiço, mas se ajoelho entre as pernas dele, abriu-lhe as calças , Shuji ainda ficava mais excitado, ficou olhando Tadashi lamber seu pénis acariciar seus testículos e depois levar á boca o seu membro, fazia-o do melhor jeito e fitava Shuji longamente enquanto o fazia até Shuji gozar em seu rosto._ Me fala teus fetiches…_ Limpou-lhe o sémen do rosto e puxando pelas mãos presas e subindo-lhe a camisola trincou-lhe um dos mamilos rijos,  enquanto a outra mão descia pelas nádegas até seus dedos acariciar aquele entradinha quente.
_Apenas fazer amor contigo…_Gemeu e estremeceu assim que os dedos dele Shuji entrarem eu seu anos.
_Mentiroso… querias montar em cima de mim…_ Trincou-lhe o lábio continuando a estimula-lo com os dedos._ fala tudo!
_Não…_ Gemeu contorcendo-se na cama, mas Shuji insistia._ Se eu pudesse fazia sexo a três._ Admitiu de costas para Shuji que ficou surpreso com a resposta.
_Eu não deixo…. Tu és todo meu._ Segurou-o pelo quadril e Tadashi se sentou em cima dele seus braços passarem no pescoço de Shuji prendendo-o a si.
_Eu gosto de ser só teu…_ Sussurrou junto ao ouvido dele e deixou que o membro de Shuji o penetrasse, seus olhares se esquadrilhavam, enquanto o ato se alongava cheio de êxtase

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...