22.7.15

Sobre o Livro Will & Will...


Aviso: Isso não é de forma alguma uma resenha.
É uma resposta a resenha da Golden Moon (Oi, Golden!) que nestes dias me perguntou se eu tinha terminado de ler Will & Will do John Green e David Levithan.
Terminei ontem, fui dormir uma da manhã e acordei às sete e estou escrevendo isso em jejum para não perder o sentimento que dormiu comigo.
Então, em suma:
Se você quer ler o livro, não leia esta bagaça! Vai ter spoiler visceral. :p
(Golden... Espero que tenha disposição e paciência comigo...)

Pontos a considerar:

  • O livro é bem escrito e tudo mais, mas meu cérebro lesado não entendeu porque o David Levithan escreve tudo e absolutamente tudo em letra minúscula.
  • Olha, devo mencionar que A-DO-REI a mãe do Will G (Will gay para facilitar), não existe mãe como aquela! Ela é tão carente como o filho, dá vontade de pegar aquela senhora no colo e girar com ela até cair no sofá.
  • Odeio a Maura. (depois explico porque, se é que precisa de explicação)
  • O livro estava mesmo empolgante até certa parte, era previsível que o Will G fosse se envolver com Tiny (e ficou mais previsível ainda quando você disse na resenha que os dois Will não se envolviam)... E eu até que fiquei com o peito cheio de calor quando li as partes que eles trocaram 27 mensagens enquanto o Will G voltava para casa e quando eles se encontraram nas três vezes (no Sex Shop *encontro cabalístico*, na casa do Will G e na escola)... Eu pensei: "Caramba! Se estes dois não acabarem juntos, queimo este raio de livro!"
  • O Will H (h de hétero) é um babaca do início ao meio do livro, então magicamente ele se transforma numa pessoa mil vezes melhor quando começa a namorar e assumir que gosta mesmo da Jane. Confesso que não gostei muito do Will H... Não gosto de pessoas que enrustem demais os sentimentos e ficam todo tempo em cima do muro... Quando você conversa com esse tipo de pessoa parece que está andando eternamente em círculos.
  • O Tiny não é tão mal quanto achei seria... 
  • Ah, é... Por que ODEIO a Maura? Ela é o ser humano mais tosco e inútil que já pisou na face da Terra. Porra! Quando você gosta de uma pessoa você tenta dizer de frente, é o mínimo a fazer! Precisa mesmo enganar a pessoa tão friamente? Eu quase chorei quando o Will G descobriu que o Isaac era a Maura... Senti meu coração quebrar feito vidro, juro. Fiquei dizendo para mim mesmo: "Cara, isso é mentira não é? O Isaac existe!"... Existe, claro... Uma pena que não tenha pinto.
  • Não gostei do que os autores fizeram com o final. Deixou de ser Will & Will para ser Tiny Cooper... Me irritou profundamente terminar o livro com o musical do Tiny como se fosse ápice de tudo... Eu queria que ao menos o Will G e o Tiny fizessem as pazes! Claro que com o jeito que terminou dá para imaginar que fizeram sim as pazes e quem sabe até um sexo gostoso... Mas, pronto! Precisava me deixar frustrada? Eu queria ler isso feito ato consumado! (vontade de chutar a bunda desses autores...)
    Enfim, depois desse tsunami de emoções (a maioria delas não tão boas quanto pensei que seriam... O grande mal da humanidade é criar expectativas!), essas são as minhas desconsiderações a respeito do livro Will & Will. (Agora entendi porque você ficou decepcionada)

Claro que tanto faz para os autores se gostamos ou não do livro, nós compramos... né? Então, o que importa é forrar os bolsos com a grana. 
O que aprendemos com isso?
Em caso de dúvida, pegue o livro emprestado com um amigo e depois xingue os autores.
Seu dinheiro ficou no seu bolso e você vai se sentir muito melhor...


21 comentários:

  1. Oi Mel! heheh :D
    Mais uma vez a questão das letras minúsculas! Vi explicarem que era para diferenciar os Will's, e também algo sobre um sentimento de inferioridade do Will G., porém não gostei, não mesmo! >.<
    Também curti muito a mãe do Will G., ela é super compreensiva... Acredito que tem a ver com o fato desse Will sentir tudo intensamente, a mãe dele sabe muito bem disso e o acalenta. É lindo.
    Sobre Maura... Nem quis citar essa louca nos meus comentários, porque senti raiva dessa garota do início ao fim. Não gostava do jeito grudento e curioso dela no começo e depois da "revelação" de Isaac, sinceramente, o "desgostar" transformou-se em ódio! Típico personagem que eu tenho vontade de socar O.O
    Bom... O Will H. é um menino indiferente e muito quieto que depois começa a jogar os sentimentos, sem medir as palavras... Percebi evolução em todos os personagens e isso foi muito bom... Ficam cada vez mais abertos e você vai descobrindo um pouquinho mais de cada um. É interessante. Porém, o foco no Tiny... Não consigo engolir! D:
    O final acho que fica na imaginação de cada um, deve ter sido essa a intenção dos autores. Penso que Tiny e Will G. ficaram juntos, o ato final da peça deixa esse gostinho... Enfim... Todas as minhas expectativas para o livro caíram por terra mesmo, mas... parafraseando-te "O grande mal da humanidade é criar expectativas!" Pura verdade!
    Green e Levithan só ganham, e eu fiquei aqui... mordendo o dedo! D:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdoe-me o comentário enorme!! Haushua >.<

      Excluir
    2. Eu acho que os dois autores poderiam ser mais criativos na questão de diferenciar cada Will... Também não gostei do aspecto da letra minúscula e de certo modo, ambos os Will tinham um complexo de inferioridade, não apenas o Will G.
      Você tem razão, o Will H evoluiu com o desenvolver do enredo. É que as considerações iniciais dele a cerca da vida, de si mesmo, da Jane e do amigo de infância Gay me irritavam... Era preconceituosa e limitada.
      Engraçado que ocorreu o mesmo comigo em relação a Maura, desde o início não gostei dela, embora fosse inegável que ela gostasse do Will G.
      Só que o que ela fez foi mesquinho e imperdoável.(E eu me coloquei 100% no lugar do Will G.)
      No fundo, por mais que eu fique decepcionada com o final... Claro que ler Will e Will foi uma experiência válida. (É que acordei bem sarcástica nesta manhã e ainda escrevi de barriga vazia, uahuah!... Minhas impressões finais foram bem agressivas, mas foi uma delícia de escrever e colocar a para fora a desilusão do Tiny ser o centro de tudo).

      PS: Gosto de comentários imensos. ;)

      Excluir
  2. Não entendi muito desse livro... o que parece ser chamativo é o facto de ter dois personagens com o mesmo nome
    Fiquei mesmo na duvida se eles se envolveriam.... mas pelos seus comentários parece ser um livro não muito cativamente, talvez pelo facto do final ter desiludido
    Aliás o final do Tsukuru também não me agradou, sim eu já acabei de ler o livro e não disse á Mel por falta de lembrança, pronto só isso -.-"
    Espero que se esteja sentindo mais animada ;)

    ResponderExcluir
  3. Mas, também... Com essa embolação que eu escrevi, até os autores se perdem do próprio enredo :P
    Sim, Tem dois personagens com exatamente o mesmo nome e eles acabam se conhecendo porque a Maura prega uma peça de muito mal gosto no Will que é gay.
    O Will hétero que também está enrolado em assumir seus sentimentos por uma garota chamada Jane apresenta para o outro Will seu amigo Tiny que também é gay e eles começam a namorar... Até aí tudo bem, momentos extra-fofos entre eles.
    Mas, os dois rapazes acabam que rompem e eu fiquei na expectativa que eles retassem no final do livro, mas acaba que no fim isso não acontece, só fica subentendido... Por isso detestei o final.

    ResponderExcluir
  4. Sobre O Incolor Tsukuru Tazaki, realmente o final acabou ainda mais em aberto... Eu não queria que ele ficasse com a Sara.
    Ainda estou considerando escrever o one shot entre o Tsukuru e o Haida.
    Deixei até as partes deles marcadas no livro, pois quero reler.

    ResponderExcluir
  5. Ah aquele tipico final em que deixa os leitores sem saber o que vai acontecer.... aí você pode ficar a achar que os dois reataram
    Quem sabe.... talvez um dia até sai a continuação desse livro...
    Mas se teve sentimentos extra fofos já valeu a pena :3

    ResponderExcluir
  6. Mas, não é só isso, Rima.
    O livro Will e Will perdeu o foco quando começou a dar muita importância ao Tiny... Claro que o livro tem bons momentos, mas teve alguns acidentes de percurso no enredo.

    Comentei aí em cima sobre o livro do Tsukuru, ok?

    ResponderExcluir
  7. Se foi esse o caso, imagino que esse Tiny devia ser um personagem mais secundário, o foco devia ser nos dois Will

    Eu também não queria que ele ficasse com a Sara, mas realmente fiquei deprimida quando percebi que se ela o rejeitasse que seria o fim do Tsukuru..... me abalou o facto de ela passar por ele com outro homem.... para mim o final é inevitável, Sara tinha outro
    Nossa se fizer sou a primeira a ler *-* Haida sendo o amante perfeito ;)

    ResponderExcluir
  8. A princípio com toda certeza... Secundário sem dúvida.
    Mas, ao fim ele virou o foco e a principal razão se perdeu.

    E eu acho evidente que a Sara fosse rejeitar o Tsukuru... Por que o autor propôs esse final? Também foi frustrante... Gostei da escrita do Haruki Murakami, mas esse final ainda conseguiu ser pior do que Will & Will.

    ResponderExcluir
  9. Eu também não entendi.... queria passar a intenção que Tsukuru era incolor e que ia continuar a ser incolor? Que sua vida ia ser sempre cinzenta.....ai frustrou-.-"
    Mas sem duvida a escrita dele era boa... eu gostei

    ResponderExcluir
  10. Finais são mesmo complicados pelo que parece... Parece que é um problema comum não somente dos escritores, mas do ser humano não saber lidar com as coisas que terminam.

    ResponderExcluir
  11. É verdade são mesmo complicados mesmo para os autores.... como para os leitores...
    Mas é assim com o final de qualquer coisa.... sempre écomplicado

    ResponderExcluir
  12. Mas, até que não posso reclamar dos finais das estórias que já concluí.
    Desculpe a demora, estava procurando uma imagem para ilustrar o capítulo.

    ResponderExcluir
  13. Não tem problema eu acabei lendo o seu capitulo e o da Kisu
    O Kaji está criando uma expectativa que eu tenho medo que venha a doer, parece aquele tipo de paixão que só vai magoar, não sei se seria melhor deixar o jornal e caminhar, procurar hei, se é realmente a unica coisa que tem devia preservar

    ResponderExcluir
  14. Também li o seu... Fico me perguntando se Hayato agora vai ficar mais tranquilo já que sabe mais a respeito do Akemi, até mesmo sobre o Yasu... Foi um gesto muito bonito o Akemi levar até o Hayato até o cemitério.



    ResponderExcluir
  15. U.U sabe também achei bonito.... mas eu sou a autora -.-"
    Depois que o Hayato compreender tudo.... vai ficar pensando para ele que deve mostrar o mesmo ao Akemi

    ResponderExcluir
  16. Mas, se a autora acha bonito, naturalmente deve sair assim conforme foi imaginado! ^^"

    E sim, o Kaji está pensando tanto em tentar se aproximar do June... Mas, claro que as consequências não devem ser das melhores...

    ResponderExcluir
  17. Eu tento ^^"
    Bom amanhã devo conseguir novo capitulo pronto mas de kimi o ai ^-^

    Mas é mau ficar pensando o moço que se decida em agir ou que desista, foi a conclusão que eu cheguei -.-"

    Bom Mel eu vou sair
    Beijinhos e até amanhã

    ResponderExcluir
  18. E consegue!

    E eu vou tentar concluir um de Kind of Blues.
    Pelo menos se o Kaji tentar e correr atrás do que quer, não vai ter arrependimentos.

    Até amanhã, minha amiga!
    Beijos <3

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...