17.8.15

Kind of Blues Episódio 3 parte 6 por Mel Kiryu


Kind of Blues – Episódio 3  Há método na minha loucura, mas não há lógica em sua tristeza

Parte 6

      Voltei para casa antes do final da tarde.
     Dessa vez Satomi não tinha pintado minhas unhas, mas ficamos boa parte da tarde juntos na cama, conversando e trocando beijos.
     Deixei novamente meus cadernos com ele.

     Eu sentia certo alívio por não precisar esconder do pai de Satomi o que eu tinha realmente com o filho dele e acima de tudo, sentia-me leve porque nossa relação amorosa não era mal vista por ele.
     Contudo, nem tudo era perfeito.
     Naquela noite, quando terminei de jantar fui para meu quarto e encontrei meu pai dentro dele com um de meus livros na mão, não parecia estar lendo e sim procurando alguma pista de qualquer coisa que eu ignorava.
__Pai?
    Não era comum meu pai entrar no meu quarto, minha voz soou algo séria e talvez um pouco perplexa.
__Ah, Hitaki... Preciso mesmo falar com você.__ Ele comentou recolocando o livro na estante.__ Tem um momento para seu pai?
__Claro.... Sobre o que vamos falar?
__Sua mãe comentou comigo...
__Ah, claro...__ Interrompi meu pai a ironizar.__ Só podia.
__Ora, vamos... Sente-se aí e trate de me escutar.
    Suspirei resignado e sentei na ponta da minha cama, meu pai continuou de pé.
__Ela disse que você demorou muito no banheiro e que quando você saiu... Disse sem delongas que estava se masturbando, confere?
__Pai... Eu sou um adolescente e o senhor com certeza também foi, falando francamente... O que há de estranho em me masturbar?
__Hitaki, isso não é o tipo de coisa que se diz para a própria mãe... Estamos falando da sua intimidade, claro que se supõe que um adolescente da sua idade se masturbe... Mas, isso não diz respeito as outras pessoas.
__O que o senhor queria que eu dissesse?__ Eu ergui um pouco minha voz, aquela conversa me irritava.__ Se eu não dissesse para minha mãe o que eu estava fazendo trancado no banheiro, ela não ia me deixar em paz!
__Não é apenas isso, Hitaki.__ Meu pai argumentou sem tirar os olhos de mim, estava mesmo atento aos meus menores gestos.__ Sua mãe está preocupada e por sinal, eu também... É estranho saber que seu único filho tem andado com um rapaz que até pouco tempo estava enfiado num reformatório.
    Eu revirei meu olhar ainda mais irritado por mais uma vez falarem desse jeito de Satomi.
__Olha para mim, Hitaki.
    Obedeci depois de relutar por três segundos e encarei meu pai engolindo à seco.
__Seu comportamento também está de se estranhar e não acredito que foi o acaso... Foi alguns dias depois do retorno do filho do Kazuo-san.
__Ele é meu amigo... Não deixou de ser só porque ficamos afastados.
__Pode ser... Queria mesmo que você fosse uma boa influência para Satomi, mas parece que tem ocorrido o contrário.
__Não tem motivo para dizer isso...__ Minha mão se fechou tensa contra a cama.__ Não tenho negligenciado a escola.
    Meu pai enfiou a mão no bolso da calça e puxou algo que eu tentei ignorar de propósito.
__Olhe para isso... Sua mãe achou no seu bolso de uma peça de roupa sua.
    Voltei minha atenção a contragosto e fiquei surpreso por me deparar com a pulseira que eu tinha conseguido na entrada da rave, eu nem lembrava que a tinha guardado no meu bolso.
__Tem uma inscrição na parte de dentro com o nome de uma rave, Hitaki... Uma rave! A data impressa nela é do último sábado... E que eu saiba, o único modo de conseguir uma dessas é entrando no evento em questão! Tem algo muito mal contado aqui, rapaz.
     Meu pai não estava gritando, mas a voz dele era firme e certeira feito chibata.
__Mas... O senhor viu que no domingo o pai do meu colega me trouxe para casa.
     Já meus modos não eram tão firmes.
__Não sei se devo confiar no que meus olhos viram... Eu quero o telefone da casa do seu colega, quero tirar essa história a limpo.
    Essa não... O que ia fazer? Dar o telefone de Togashi que morava numa cidade vizinha?
     Eu estava a ponto de ser desmascarado.
     Tive que respirar fundo e manter a calma diante dos olhos atentos de meu pai.
__Eu vou achar o telefone...__ Eu disse me levantando da beira da cama.__ Tenho anotado nas minhas coisas.
__Tem mesmo? Então, faça o favor de encontrar... Porque tem outra coisa, sua mãe encontrou uma embalagem de removedor de esmalte vazia e semi oculta na lixeira.__ Meu pai relatou fazendo menção de deixar o quarto.__ Ela tem quase absoluta certeza que foi você que fez isso... Enquanto procura o número de telefone, espero que pense num boa explicação.  
    Meu pai terminou de falar e me olhou de cima a baixo sério em demasia, em seguida deixou meu quarto, a porta bateu com mais força do que o costume e meu íntimo teve um sobressalto.
     Não importava, quem eu era mesmo?
     Tão determinado a mentir, a enganar meus pais.
     Eu precisava pensar rápido.
     Tudo a minha volta parecia estar prestes a desmoronar.

12 comentários:

  1. Bom dia Mel
    Desta vez o Hitaki esta completamente lixado! A menos que arranje um milagre..... até podia ser que arranjasse, se pedisse uma ajudinha ao Tagashi

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Rima!
    Pois é, vez ou outra o Hitaki se encrenca com os pais por causa das mentiras para proteger a relação dele com o Satomi... Vai ter mesmo que apelar para o anjo da água tônica, não tem outro jeito! (Aposto que a Rima ficou feliz de imaginar que o Togashi fosse aparecer de novo :P)

    ResponderExcluir
  3. Mas ele também não soube esconder bem os vestígios, como uma mãe controladora assim tem que ter o máximo dos cuidados ( claro que fiquei..... com a sua artimanha até consegue seduzir a mãe do Hitaki ^^")

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que antes o Hitaki nunca precisou esconder nada dos pais, era mesmo aquele filho exemplar. E além disso, ele ficou nervoso porque não estava conseguindo tirar todo esmalte das unhas e acabou esquecendo de se livrar da embalagem de removedor de esmalte (lembra? a mãe dele já estava pressionando pela demora dentro do banheiro).
      E agora o Togashi vai ter que ter muita artimanha para enrolar o pai do Hitaki!

      Excluir
  4. Claro....ele ainda está no inicio, vai precisar de aprender mais para conseguir enrolar de todo os pais sem que os deixe com duvidas.
    ( e depois dizer que se estava masturbando.... é mesmo coisa que não se diz á mãe)
    Mas eu acho que o Togashi consegue

    ResponderExcluir
  5. Porque nem de longe o Hitaki tem a malícia do Satomi.
    E meio que o Hitaki saiu dos eixos que os pais tinham planejado para ele... Por isso logo ficou perceptível que tinha algo errado.
    (Verdade, mas já pensou se ele dissesse que estava tirando o esmalte das unhas???... Aí que a mãe dele ia ficar mesmo cabreira!)

    Se o Togashi conseguir, pode ter certeza que não vai sair de graça para o Hitaki.

    ResponderExcluir
  6. Não tem mesmo... se quer continuar com essa vida ele vai ter de ter umas aulinhas com o Satomi.
    Saiu.... isso evidentemente que dá que desconfiar, mas a mãe dele consegue ser demasiado controladora!
    ( ah ai o ia por de castigo dois anos no minimo)

    Eehehe ainda vai cobrar mais uma sessão de sexo

    ResponderExcluir
  7. O problema não é pegar as aulinhas, tem uma diferença entre o Satomi e o Hitaki... O Satomi não se sente culpado por agir errado, mas o Hitaki sim...
    Não é só a mãe dele, o pai do Hitaki embora mais calmo, também o é... Eles fazem uma boa dupla de controladores.
    (Nossa... Nem sei!... Mas, lá para o final do episódio 6, a mãe do Hitaki começa a ficar desconfiada que existe algo torpe na relação do Satomi com o Hitaki)

    Com toda certeza!!

    ResponderExcluir
  8. Claro, ambos são muito diferentes por isso que acho que a relação deles vai ser sempre complicada
    Pais controladores demais não dá certo para os filhos
    (shii se chega a esse ponto então ele vai direto para o reformatório mesmo...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mel vou ter de sair
      Beijinhos e até amanhã

      Excluir
    2. Tá certo, Rima... Então, até amanhã.
      Um ótimo dia para ti.

      Excluir
  9. Se eles conseguirem ficarem juntos por algum tempo, vai ter sim alguns atropelos... Sempre vai ter alguma complicação, mesmo pequena.
    Ainda mais para o Hitaki que começa a transformar sua vida num segredo... E tenta guardar tudo para si, el algum momento ele não deve suportar a sobrecarga emocional.
    (Eu acho que um reformatório não aceitaria alguém só porque os pais descobriram que o filho gosta de outro garoto... Geralmente acabam em reformatórios menores que cometeram delitos sérios)

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...