25.8.15

Kind of Blues – Episódio 4 Entrelaçados como Yin Yang Parte 1 por Mel Kiryu


Kind of Blues – Episódio 4  Entrelaçados como Yin Yang 
Parte 1 (por Satomi Keiko)

              Nove anos depois eu havia me tornado outra pessoa.
               É o que a maioria diria sobre si mesmo.
              Mas, eu não.
              Eu não era outra pessoa, apenas o resultado das minhas escolhas que nada mais foram do que baseadas no meu caos interior.
             

              Achei que ia morrer de tédio naquela quarta feira, o último dia do castigo imposto pelo meu pai.
   Mas, numa parte da tarde meu velho destrancou a porta do meu quarto e entrou.
   Não disse qualquer coisa e me entregou uma folha de papel.
  Só mesmo quando estava prestes a sair pela porta novamente é que ele me encarou enquanto segurava na maçaneta.
__Está liberado do castigo, Satomi.
__Qual é? Resolveu facilitar para seu filho marginal?
    Sarcasmo... É, como eu gosto de usar isso. Melhor do que andar com uma navalha no bolso.
__Agradeça ao Hitaki.
    Meu pai rebateu o mais seco possível e se foi.
    Desdobrei a folha e reconheci na hora a caligrafia do Hitaki.

        'Satomi,
       me encontre às 18:00 h na Torre do Mirante.
       Beijo de seu amigo e amante
       Hitaki'

      Sorri para o bilhete.
      E pensar que eu tinha pensado em fugir do castigo, deixar meu pai furioso de propósito só porque eu estava ficando louco de tédio e angústia no meu quarto. O fato de Hitaki não ter vindo pegar os cadernos dele de manhã me inquietava na mesma proporção que me irritava.
                                                                *****
              A Torre do Mirante não era um lugar estranho.
          A primeira vez que Hitaki e eu fomos até lá foi na ocasião de uma excursão de escola, depois voltamos algumas vezes com minha mãe. Era um lugar que trazia lembranças, que tinha significado para mim.
    E ninguém saberia disso além de Hitaki.
    O que eu sentia por Hitaki nem eu entendia completamente.
    Quando nos reencontramos após nove anos, me deparei com um Hitaki que era a personificação de tudo que eu mais odiava e o desprezava por inteiro pela distância que agora havia entre nós dois.
     Aquele poema escrito por ele, lido na aula em voz alta para mim tinha reduzido enfim parte desse distanciamento.

    De um modo difuso senti raiva dele por tocar meu coração.
    Eu me arrumei para ele naquela tarde, tomei banho e refiz minhas unhas, joguei meu cabelo escuro para trás porque bem sabia que ele gostava do meu rosto e de frente ao espelho do armarinho deslizei o lápis em torno dos meus olhos.
    Encarei meu rosto sério, pálido que não via luz do dia por quase três dias inteiros.
    Fui com uma roupa que achava legal, mas que não deixava de ser sombria.
   Eu me sentia parte da escuridão, roupas claras pareciam cegantes, desconfortáveis, sufocavam o que eu era como se de repente as paredes de fechassem e eu fosse esmagado por aquela claridade.
     Quando cheguei ao local do bilhete, Hitaki não estava na Torre onde havia o planetário e sim quase a beira do mirante, próximo ao gradil que ladeava por segurança o local.
    Beijei-lhe o rosto e me debrucei ali no gradil observando a vista que há pouco havia sido tomada pela noite.
__Esse beijo foi por eu ter tirado você do castigo mais cedo?__ Hitaki olhou para mim tocando a parte do rosto que eu tinha acabado de beijar.
__E precisa ter motivo para beijar?
    Minha voz soou invocada, era um gesto tão simples... Você beija porque gosta da pessoa de algum modo, isso não devia ser motivo de surpresa.
    Mas, Hitaki me olhou e o vento soprou entre nós dois.
    Não apenas me olhou, o fez demoradamente como se tivesse muito... Muito o que dizer.
__Eu sei que esse encontro era para ser especial, Satomi... Mas, eu tenho que te contar um a coisa.
    Senti a preocupação na voz de Hitaki e desencostei do gradil, apenas segurei com uma das mãos nele sentindo como o metal estava frio e estreitei meu olhar sobre ele.
__Meus pais descobriram sobre a rave... E meu pai me pressionou numa conversa.
    Dei um puxão raivoso no gradil, não sei o que inflamava mais meu ânimo.
   Se era a voz cautelosa de Hitaki soando em tom neutro, ou a real possibilidade dele desistir do que nós dois tínhamos.
__Que vacilo, Hitaki...__ Eu revidei entre dentes, irônico.
__Espera, deixa eu terminar de contar.__ A mão dele se ergueu na minha direção, mas desistiu no meio do caminho de tocar em mim.__ Eu não podia deixar que eles me pegassem na mentira, meus pais surtariam... Dariam um jeito de nós dois acabarmos distantes e eu não podia deixar isso acontecer de jeito nenhum, Satomi!
__Não diga... E o que você fez, gênio?
    Acabei encostando ali na proteção de metal do mirante, desviei meu olhar de Hitaki e puxei um cigarro do maço enfiado no bolso do meu velho jeans curtido.
__Meus pais pensavam antes que eu tinha dormido na casa de um colega da escola, só que esse colega não existe... Meu único álibi era o anjo da água tônica.
    Eu sabia que com toda certeza Hitaki estava olhando fixamente para mim e não consegui manter minha pose, minha frieza. O cigarro ainda apagado que eu tinha pendurado nos lábios caiu, senti uma explosão em meus sentidos e agarrei Hitaki pelos ombros olhando violentamente dentro dos olhos dele por trás das lentes do óculos.
__'Tá falando do Togashi?! Que merda é essa, Hitaki?...
__Vai deixar eu te contar ou não, Satomi?
    A voz, o jeito de Hitaki não se mostravam exaltados. Só que eu via algo que eu conhecia muito bem na face séria.
    A velha conhecida tristeza, tão rica em tipos quanto existem tons de azul.
    Não consegui soltar de todo Hitaki, meus dedos afrouxaram e apenas escorregaram dos ombros dele para os braços, um impulso nervoso fazia eu cravar minhas unhas em sua jaqueta. Não sei bem por que, mas até minha saliva desceu torta e eu não tinha mais certeza se queria ouvir o que Hitaki tinha para me contar.



26 comentários:

  1. Olá Mel
    Tudo bem?
    Sabe esse capitulo me surpreendeu pelo facto de ser narrado pelo Satomi, do seu ponto de vista ele não parece assim tão mauzinho
    Só um bocadinho encrequeiro XD

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rima!
    Tudo bem ^^" Trabalhando aqui!
    Ah,vai ter outros capítulos do ponto de vista do Satomi... Acho que o modo do Satomi ver as coisas mostra como ele no fundo é sensível... Ele é bem mais emocional que o Hitaki.

    ResponderExcluir
  3. É muito mais, o Hitaki tem ido muito tatico e tentando colocar os sentimentos de lado, só para chegar ao seu objetivo que é ter o amor do Satomi, que agora ficou fervendo só em pensar em reaver o Togashi

    ResponderExcluir
  4. Isso, o Hitaki tem senso prático, é um estrategista em parte guiado mais pela razão do que a emoção às vezes... Mas, o Satomi é puro sentimento... Ele disfarça que é assim com sua agressividade e seus modos sombrios, mas lá dentro de si... Tudo é tão diferente...
    O Satomi não demonstra de todo, mas tem um ciúme do Hitaki...

    ResponderExcluir
  5. Assim até faz parecer que o Satomi é um fofo XD
    Ah tem.... não o vai querer ver com o Togashi,ai pode ser que expluda de ciume

    ResponderExcluir
  6. Até o fim da estória o Satomi vai mostrar mesmo que pode ser muito fofo...
    Nessa hora, o Hitaki vai ter é que ter muito jogo de cintura, porque o Togashi não vai voltar atrás não... Ele quer estar com o Hitaki de qualquer jeito!

    ResponderExcluir
  7. Que lindinho assim ja gosto mais dele *-*
    Togasi mostrando seu lado possessivo

    ResponderExcluir
  8. De fato, o Togashi é bem possessivo, por isso ele tenta queimar o filme do Satomi sempre que pode, rsrsrs... E o Satomi sabe do perigo quando se trata do Togashi.

    ResponderExcluir
  9. kkkkk Togasi é um perigo
    Vai ainda raptar o Hitaki e fazer o que quiser com o menino

    ResponderExcluir
  10. Olha que é quase isso mesmo! :p
    Conseguiu escrever, Rima?

    ResponderExcluir
  11. Nossa já tou imaginando coisas~
    Ainda não... tive a reler alguns capitulos, mas ainda hoje prentendo escrever um pouco de kimi o ai

    ResponderExcluir
  12. Quando se trata do Togashi a imaginação da Rima vai longe ^^"
    Ah, eu também estou relendo Deviant... Mas, só perguntei para saber, viu?
    Não tem pressa.

    ResponderExcluir
  13. Nossa se vai *-*
    Eu estava acabando de jantar, agora sim vou começar a escrever :)
    Eu sei que não tem pressa eu que já tenho saudades dos meus minorcas :p

    ResponderExcluir
  14. E eu só deve poder escrever de noitinha.
    Eu também tenho falta de seus personagens... E não estou falando só do Shuji e do Akemi.
    Inclusive Love is strange!

    ResponderExcluir
  15. Aqui já é noitinha
    Eu também ando pensando nesses dois.... tem tanto para desenrolar nessa história

    ResponderExcluir
  16. Eu sei que tem!
    Porque a estória que você menos explorou foi a de Love is strange...
    Você tem 3 estórias em andamento, né? Kimi o ai, Love is Strange e Wild Lover 2 (e wild lover estava num momento de descobertas tão delicado...)

    ResponderExcluir
  17. Pois foi e eu que pretendia não alongar muito essa história
    Verdade tenho essas três mesmo ( pois está ainda tem para descobrir se o Hayato é mesmo pai dessa criança e ele vai revelar também algumas coisas do passado...)

    ResponderExcluir
  18. Ah... Mas, parece que tem tanto para acontecer em Love is Strange!
    Isso que eu estava pensando... SE o Hayato é mesmo pai, embora eu acho que ele está na torcida para que não seja (para o Akemi estaria tudo bem... Ele adoraria bancar o papai)

    ResponderExcluir
  19. Tem pois! Agora é o momento de o Hisashi mostrar que é forte ele tem que conseguir!
    O Hayato está mesmo na torcida para não ser pai, ele ainda não tem mentalidade para tal :p
    ( No intimo do Akemi á o desejo forte de ser pai.... se não for agora será noutra altura)

    ResponderExcluir
  20. E eu sei que com a ajuda preciosa do Nobuhiro (se eu escrevi errado desculpe).ele vai se mostrar mais confiante!
    Concordo, o Hayato está se lixando para essa história de ser pai.
    (Já o Akemi é como o Raiden, tem um instinto paterno forte!)

    ResponderExcluir
  21. Sim, sim o Nobuhiko vai ser importante nisso ( só trocou uma letra :p) Vai apenas precisa de um professor á medida
    Isso porque nunca teve esse desejo, por isso que nunca se importou a sério
    ( O Raiden sendo papai, vai ainda ficar mais sexy *-*)

    ResponderExcluir
  22. Confundi, eu que tenho um personagem chamado Nobuhiro em Kurogane Tales :p
    E não tem maturidade tal como você disse (na verdade você digitou mentalidade, mas deduzi que estivesse relacionado), assim como o Seiji que também não tem condição nenhuma de olhar criança (visto que ele já dá um trabalho danado para o Raiden que é tudo... Namorado, amante e pai do Seiji ^^"... Uhhh! O Raiden é sexy de todo jeito, rsrs...)

    ResponderExcluir
  23. Desculpe nem lembro que tinha um personagem em Kurogane tales com esse nome
    Sim vai dar ao mesmo, não tem maturidade mesmo, não sei qual dos dois seria pior para tomar conta de uma criança ( ahaha Raiden sendo multifunções, de qualquer jeito sexy :3)

    ResponderExcluir
  24. É que o Nobuhiro de Kurogane é um dos Samurais da milícia onde o Raiden Yoshimura é Comandante... Ele aparece mais como secundário, né?

    Ah... Deixe me ver, o Hayato ia perder a criança de vista e o Seiji ia se distrair com o Jin no telefone e a criança ia enfiar um garfo na tomada :p

    ResponderExcluir
  25. Seria aquele personagem que é de confiança? que eu recordo de alguém assim....


    Nossa dois perigos como amas de crianças, seus filhotes não sei se chegavam a crescer ^^"
    Bem Mel eu vou ter de sair
    Beijinhos e até amanhã <3

    ResponderExcluir
  26. Não, o samurai que é de confiança do Raiden é o filho do comandante.
    O Nobuhiro é amigo desse oficial de confiança do Raiden.

    Até amanhã, amigona!

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...