18.9.15

Kimi o ai Hajimeru Capitulo 18 por Rima-san


Capitulo 18
Só as estrelas podem observar 

       Era entre o arvoredo que ambos se perdiam em beijos, o facto de ser num local publico enchia Tadashi de nervosismo e ao mesmo tempo o deixava ainda mais excitado, sua respiração desnorteada fazia-se ouvir naquela noite escura, foi encostado á arvore que Shuji lhe baixou as calças e se ajoelhando na frente dele lambeu-lhe toda a extensão do pénis, seu olhar cintilante focava-se no rosto do seu namorado que se perdia na excitação.

         Era raro Shuji tomar a iniciativa de chupar Tadashi, mas quando o fazia, sabia fazer melhor que ninguém, mordiscava-o e beijou a glande antes de enfiar o pau todo em sua boca, Tadashi puxava-lhe os fios de cabelo com uma mão e a outra mordia a própria mão para que seus gemidos não se ouvissem.
        Shuji chupava-o ávido enquanto sentia seu pénis batalhar contra o tecido das calças ia mesmo deitar a mão para bater uma punheta quando Tadashi gozou tudo em sua boca, quase se engasgou e ainda com o sémen em sua boca percebia e expressão de alivio no rosto do seu namorado, mas para ele não ficaria por ali.
       Puxou com toda a força Tadashi contra o chão e encaixou sua boca na dele, o sémen se misturou com a saliva morna num beijo que não parecia ter fim.
         Não demorou muito a que se sentasse encostado á arvore e fez Tadashi sentar em seu colo sem puder trajar as calças, então se deu ao luxou de desabotoar os jeans e sua ereção logo pulou, seus olhares colidiram e Tadashi entendia que ainda tinha esse problema a resolver, seu pénis ruçava no dele  e suas pernas se arrepiavam com o frio.
_ Shuji tamos indo longe demais._ Avisou sentindo os dedos de Shuji entrarem eu seu traseiro.
_Tadashi….. deixa…._ Sussurrou junto ao ouvido dele e tricou-lhe a orelha._ Tu também estás logo por isso._ Sua língua deslizou pelo pescoço beijando-o._ Uma rapidinha.
_Só isso…_ Tadashi ainda replicou ergueu-se um pouco e encaixou pénis de Shuji no seu ânus e deslizou sobre ele, sendo penetrado lentamente, naquela posição tinha todo o controlo podia controlar cada estucada e mesmo afirmando que seria uma rapidinha adorava o sexo lento, cavalgando em cima de Shuji que o segurava pela cintura, achando aquele jogo deveras estimulante.
       Contudo Tadashi se estremeceu ao ouvir a voz de pessoas por ali perto, ainda assim seu tesão não diminuía, ficou apenas petrificado montado em Shuji, mas para Shuji isso só aumentava sua adrenalina jogou Tadashi contra a folhagem do chão e por cima dele o penetrou com toda a intensidade , cada estocada mais forte que a outra e Tadashi não teve outro jeito, mordeu-lhe o ombro para abafar seus gemidos, ainda ouvia aquelas vozes e ainda ouviu alguém perguntar se estava alguém por ali, contudo sem resposta se afastaram.
        E Shuji nem parecia ter ligado, o sexo estava sendo gostoso e gozou tudo dentro de Tadashi só então deixou o seu corpo mole cair ao lado do seu namorado, abotoou a calça e encarou o céu como se não tivesse feito nada fora do comum.
       Já Tadashi levantou-se ainda com as pernas bambas e apanhou suas roupas se vestindo.
_Vamos para casa ?_ Esticou o braço para Shuji que o segurou também ele se levantando.
_Terminar o que começamos?_ Sorriu travesso e Tadashi corou apertou-o pelo braço refugiando-se em seu namorado.
_Shuji….não hoje já fizemos tudo até o que não devíamos fazer…. Mas eu realmente acho que devíamos variar mais vezes.
_Tipo…. Fazer sexo noutros sítios, ao ar livre foi bem gostoso…._ Caminha ainda sentindo o rosto de Tadashi encostado ao seu braço, sabia que devia estar vermelho até ás orelhas e queria o provocar ainda mais.
_Não…. Mas acho que devíamos sair mais vezes… hoje foi tão lindo…. E eu não tou falando da parte do … do que fizemos…_ Olha seus pés em movimento ainda sentia o calor percorrer seu corpo e sentia-se bem daquele jeito.
_Hummm…. Então a gente sai mais vezes, tá prometido._ Shuji apertou-lhe o nariz, sentia que de alguma forma Tadashi estava carente, se o pudesse mimar nem que fosse por pouco então o faria._ Mas fala logo…
_O que queres que fale?_ Seu olhar completou Shuji, podia ver a ansiedade dele e imaginava duque se tratava._ Apesar do frio… tua fogosidade me aqueceu…..
_Então…._ Shuji ainda esperava por mais.
_Então quero que faças amor comigo mais vezes não importa o sitio._ Sua mão quente deslizou pelo rosto de Shuji e seus lábios se encontraram num leve selinho enquanto abria a cancela de sua casa.
_Amo por demais esse teu jeitinho…._ Tadashi trancou a porta e ambos descalçaram-se na genkan.
_Eu que te amo._ Ergueu a cabeça e levou os fios de cabelo castanho atrás da orelha, lambeu de leve os lábios e estalou um beijo na bochecha de Shuji._ Vamos dormir?_Shuji não negou a proposta, já passavam das duas da manhã e deitaram-se no colchão  de solteiro dormindo agarradinhos, era a primeira madrugada de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...