23.9.15

Kimi o hajimeru Capitulo 19 por Rima-san


Capitulo 19
A fogosa paixão deixa as suas cinzas 

Ren estacionou o carro no parque de estacionamento e mesmo antes de desligar o motor fitou Ikki que estava distraído olhando pela janela, acabou pelos por dar meia volta a chaves de engrenagem acabando por despertar Ikki.
_Meu amorzinho estava pensando em  quê?_ Ren se aproximou roçando o nariz no pescoço de seu namorado.

_Nada…_ Retorquiu deitando a mão á porta para a abrir, mas logo foi impedido por Ren que lhe trincou a orelha e logo investiu num beijo, porém curto._ Se me queres vê se me apanhas._ Ikki brincou e retirou o cinto correndo para fora do carro o mais depressa possível, Ren o seguiu e apanharam o elevador juntos, ai não tinha muita escapatória Ren o agarrou como uma posse sua, apenas trocaram alguns beijos até a porta se abrir, mas isso não queria dizer que largasse Ikki fora difícil destrancar a porta do apartamentos e logo empurrou o menino contra a parede o segurando firme pela cintura.
_Shimatta…. Apanhaste-me…_ Ikki proferiu tricando o lábio e puxando pela polo azul que Ren vestia por cima da camisa social.
_ Agora vais ter que fazer o que eu mandar…_ Ainda pela cintura o empurrou até chegarem á sala.
_Tu sabes que eu faço tudo o que tu queres._ Pegou na sua mão e estalou um beijo nas costas da mesma.
_Então tira a roupa.. só para mim._ Ikki se retraiu com o pedido, apertava a malha do polo de Ren o fitando sentindo suas pernas bambas.
_ Eu faço._ Deu um leve empurrão em Ren, não o suficiente para o desequilibrar mas Ren acabou sentando no sofá observando Ikki que ainda trajava seu casaco felpudo de capuz com orelhas de algum bichinho fofo.
          Acabou-o retirando e virou-se de costas despindo as camisolas, era impossível Ren o observava e a única coisa que tinha a fazer era confronta-lo, de novo se voltou e desabotoou-o as calças, via o suspense no olhar de  Ren e percebeu que a situação podia-se tornar divertida para ele, acabou que retirou as meias de algodão deixando visíveis as de pretas de ceda que trajava por dentro.

        Não suportava o corpete e por isso decidiu retira-lo, desfivelou toda a fita de cetim que o prendia e deixou-o cair no chão, ai se deu á luxuria de tocar no seu namorado, beijou-o de leve com pequenas mordidas e com o joelho ia-lhe  acariciando o entre pernas, onde podia sentir a ereção pulsante e assim que Ren deitou a mão á sua calça distanciou-se, dando um sorriso travesso.
_Vai Ikki tira logo….. eu não aguento mais…._ Ikki não ofereceu resposta em palavras acabou baixando mesmo as calças mostrando a cuequinha de renda  a cinta linga e a meia que vinha até meio da coxa._ Lindo menino.
        Ikki deu meia volta, mostrando seu corpo branco e magrinho e foi surpreendido do Ren que o agarrou pelas costas e beijou-lhe o pescoço, seus dedos brincaram com os mamilos de Ikki sua cueca e cinta foram puxados até meio da coxa foi virado de frente para Ren que encarou aquele pequeno volume que o menino apertava com os dedos que ainda tinha mas ganas de se apossar dele, o empurrou contra a parede e de pé o penetrou, Ikki se contorcia tentando-se firmar na parede lisa.
_Estás bem Ikki?_ Ren perguntou em meio ao seu desejo.
_Preferia estar de frente para ti…_ Gemicou tricando a própria mão._ De facto aquela posição não o agradava, simplesmente encarava a parede em pleno ato sexual, logo Ren o virou brusco para si e pode encarar aqueles lindos olhos, se agarrou ao pescoço dele e beijou-lhe os lábios demoradamente, suas pernas  se envolverem em torno da cintura de seu namorado, e depois de tantos apertos, beijos e mordidas, caiu no sofá, Ren se encaixou em cima dele e dengosamente de novo entrou dentro dele.
         Nada mudava Ikki era sempre apertadinho, sempre se contorcia de excitação e deixou cair uma lágrima de excesso de prazer, enrobusteceu  quando gozou junto com Ren e não se lembrou de mais nada pois acabara por adormecer.
        Acordou somente pela manhã com a porta de casa a ser destrancada, se espreguiçou ainda deitado em cima de Ren que o agarrou ainda mais forte e sussurrou-lhe ao ouvido um doce “bom dia”. Ikki lhe sorriu e brincou com os cabelos loiros.
_O que se passou aqui?_ A injuria que vinha da boca do menino de Kakeru, surpreendeu os dois, Ikki quase caiu a baixo do sofá, e então percebeu que trajava a camisa de Ren, ainda uma das meias de ceda e logo se escondeu atrás de Ren.
_Bom dia para o senhor também._ Ren retorquiu abraçando Ikki que não queria ser visto.
_Pô quando entrei vi essas roupa, eu pensei que andavas traindo Ikki-kun com uma garota nii-san! Por…porque tinha que ser no sofá, não… podia ser noutro sitio?
_Desculpa Kakeru…. Sério, foi onde nos apetecer…_Desculpa por isso…_ Lamentou acabando por vestir as calças.
_Não tens que pedir desculpas a casa é tua…_ Baixou o rosto levemente envergonhada e foi a deixa para Ikki se levantar, tentar-se tapar ainda mais com a camisa de Ren e trincar o lábio.
_Eu vou tomar um banho…_ Saiu da sala correndo, só parou na casa de banho depois de trancar a porta, foi então que reparou na sua figura ao espelho, ficou se olhando percebendo que algo estava errado consigo, enquanto isso nem conseguia ouvir as batidas incessantes na porta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...