29.9.15

Kimi o hajimeru Capitulo 20 por Rima-san


Capitulo 20 
Meu corpo não mostra minha alma

Olhava o seu corpo de menino ao espelho, abriu a camisa e se olhava questionando o que tinha de homem nele, mais se olhava e mais certeza que até seu rosto se parecia de criança, para ele isso era um pouco desgostoso.
_ Ikki vou entrar!_ Ren avisou mesmo antes de abrir a porta.
_Desculpa devia ter dito que podias entrar._ Ikki tornou-se a tapar com a camisa e abriu a torneira da banheira esperando que a água aquecesse.
_ Posso tomar banho contigo?_ Ikki sorriu antes de entrar na banheira e acenou afirmativamente, Ren despiu a roupa e entrou, os dois se olhavam enquanto a água cobria-lhes o corpo._ Fias-te com vergonha do Kakeru nos apanhar?
_Não…_ Ikki abanou a cabeça e sentiu Ren lhe esfregar os cabelos com shampoo._ Tu não achas estranho.

_Estranho o quê?_ Ren soprou a espuma que ia para os olhos de Ikki sorrindo amigável.
_ Olha para mim! Eu tenho 17 anos, olha! Eu ainda nem preciso fazer a barba! Não tenho um pelo sequer… nem em cima…. Nem em baixo…_ Corou baixando o rosto, fazia algum tempo que andava pensando nisso, toda a vez que olhava Ren despido se perguntava quando parceria um pouco mais adulto como ele.
_Isso não é nada que te tenhas de preocupar… olha que fazer a barba é uma chatice, sabias?_ Levantou o dedo indicador pois apenas queria animar o garotinho, mas este permanecia sério o que fez Ren dar um longo suspiro.
_Eu já devia ter entrado na puberdade á uns anos… eu sempre reparei nisso quando estou com os outros meninos no balneário….. e nem parece que ainda entrei…._ Fez beiço e chapiscou com a água._ Além do mais nem cresci muito, tou pequeno feito criança.
_De mentalidade estás bem adulto…_ Ren retorquiu rindo-se, mas Ikki ainda parecia mais chateado._ Olha…_ Segurou não mãozinha dele, tão pequenina como ele adorava._ Se isso te preocupa porque não falas ao teu medico quando formos aquela consulta?
_Eu… eu já nem me lembrava dessa consulta…_ Baixou o rosto deixando a água cair por seus cabelos abaixo._ Vais comigo?_ Fez a pergunta de olhos fechados e sentiu Ren o puxar para junto de si.
_Que pergunta boba… como se eu fosse deixar uma criança ir sozinha ao médico._ Riu e logo Ikki se mostrou contrafeito.
         Depois do banho, Ren ajudou a secar Ikki e deixou o menino brincar com os seus cabelos loiros não se importava de sentir aquelas mãozinhas de fada cuidar do seu cabelo tão delicadamente e se isso deixava Ikki mais animado era como juntar o útil ao agradável.
       Nem deu bem por si, Ikki tinha feito uma pequena trança espiga na lateral da sua cabeça mantendo o resto do cabelo  solto.
_Menino! Continuas com um jeitinho!_ Ren o disse entusiasmando e Ikki parecia orgulhoso do seu pequeno trabalho.
_Por isso que eu quero ser cabeleiro, eu gosto duque faço…_ Juntou os pezinhos corando, imaginando seu sonho se tornar realidade.
_Se te esforçares sei que consegues._ Beijou-lhe o bochecha logo de seguida a apertando._ Tem é outra coisa que ando pensando….
_O quê?_ Pestanejou, procurando nos olhos de Ren o que ele pensava.
_Aquele senhor que te abordou ontem…. Não pensas-te nisso?
_Pensei…. Tenho minhas duvidas…. Talvez não fosse mau um emprego a part-time, só que…_Estagnou em seus pensamentos.
_Só que…. Só tiras essas duvidas se marcares um encontro com esse tal de Akira._ Esboçou um sorriso de novo puxando-lhe a bochecha._ Marca esse encontro, eu vou contigo, vemos juntos se isso é de facto uma boa opção para ti.
_Obrigado Ren._ Existia um sorrisinho enviusado no rosto do menino que se esticou um pouco para beijar Ren mas este apenas se afastou.
_Primeiro me ajuda a preparar um pequeno almoço delicioso, depois a gente tem o tempinho todo._ Ikki se apoiou no braço dele  não se importando de cozinhar._ Ah eu tou ficando com uma fome que minha barriga já ronca…
_ Eu tou ter alucinações ou já cheira bem._ Ikki adiantou-se correndo para a cozinha._ Ah! Kakeru preparou isso para a gente!
_Pensei que o puto tivesse tomado o pequeno almoço com a Junko._ Ren ironizou confiscando o que ele cozinha.
_Não sou como tu que tem uma vida amorosa demasiado intensa!_ Respondeu áspero sentando-se á mesa.
_Pera? Porquê ele ia tomar o pequeno almoço com a Junko? Eles se conhecem?_ Ikki se sentia verdadeiramente a nora dos acontecimentos e os dois irmãos acabaram rindo dele.
_Meu amor á coisas que tu nem imaginas…_ Ren segurou-lhe pelo rosto e Ikki corou sentido ser observado com intensidade por Kakeru, talvez fosse nisso que ele se referia a terem uma vida amoroso “intensa” e não era para mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...