14.9.15

Wild Lover 2 Capitulo 29 por Rima-san


Capitulo 29
O que tinha sido esquecido

       Havia muita coisa para conversar, mas para Hayato era difícil saber por onde começar, agora sentia a necessidade de se abrir mais em relação ao seu passado, mas era tão conturbado que ele mesmo se arrepiava ao pensar nos seus dias de criança e adolescente naquela casa  em que o ambiente era desolador.

_ Como ela estará?_ Saiu da sua boca em meio ao seus pensamentos, pensava na sua mãe,  já nem sabia o tempo que não a via, poderia ela ainda estar bem? Nunca devia ter ido embora deixando-a para trás.
_ Ela quem?_ Akemi apertou a mão dele, era a primeira vez que sentia um misto de ciúme o apoderar, pois nunca antes Hayato falara de uma mulher, muito menos suspirava por alguém.
_ah…. Não era nada não…_ Mas Akemi parecia contrafeito com a resposta._ Tudo o que me contates-te fez-me pensar nunca coisa, quer dizer…. Na minha mãe….
_Tens saudades dela?_ O semblante de Akemi mudou e tornou-se mais terno, afinal apenas se tratava da mãe do seu amor, seria a única mulher que permitiria na vida de Hayato.
_Algum tempo que não a vejo…. Estava-me perguntando como ela tem passado._ Hayato deu um pequeno riso disfarçando a sua desilusão._ No final apenas sou um filho desnaturado.
_ Não és nada…._ Seus dedos entranharam-se no cabelo castanho do garoto e estalou um beijo na testa dele._ Onde a tua mãe mora?
_ Yawata… Quioto._ Falou baixinho encarando os seus ténis azul escuro.
_Não me importava nada de conhecer nada a senhora tua mãe…_ Hayato ergueu o rosto surpreso._ Porque não almoçamos e partimos, Quito fica a caminho de casa, ainda terias algum tempo para rever a tua mãe.
_Mas…_ Hayato engoliu a seco, o vento ainda continuava frio naquela manhã._ Teus irmãos vêm de tarde para te ver, teus pais vão ficar bravos se sairmos assim de repente!
_Eu consigo com eles… agora me diz queres ir? Tu é quem tens de decidir._ Akemi segurou nas duas mãos de Hayato, era tudo tão repentino, Akemi que era sempre uma pessoa que gostava de programar suas viagens com antecedência mostrava em seu olhar uma certa animação e ansiedade perante a resposta de Hayato.
_ Podemos ir mesmo?_ Hayato apertou o braço de Akemi com força e então a decisão tinha sido tomada, iriam a Quioto ainda naquele dia.
         Evidentemente os pais de Akemi ficaram chateados, uma decisão dessas era revoltante quando viam tão poucas vezes o filhos, mas este apenas argumentos que tinha assuntos de trabalho importantes a ser resolvidos e acabou por prometer voltar um dia para reunirem a família.
       Hayato mal almoçou e nem fome tinha ficado a pensar se seria de facto a melhor coisa que estava a fazer, Akemi ficaria a conhecer o pouco que restava dele, certamente ira gostar da sua mãe e seu pai? Que seria feito dele? Eles seriam capaz de o aceitar depois de mais de três anos de ausência? Isso tudo latejava fortemente eu sua cabeça.
       Saíram na estação mais próxima de Yawata e chamaram um táxi para ser mais rápido, a viagem fora curta, durando apenas cerca de vinte minutos, Hayato estremeceu quando se viu em frente á sua antiga moradia, um pequeno cão preso com um cadeado latia junto  pequeno cancelo de madeira anunciando a presença de  pessoas.
_Está tudo bem?_ Akemi pergunto acordando Hayato do seu pequeno transe.
_Sim…_ Sorriu singelo por cima do ombro e mesmo antes de chamar por alguém a porta se abriu.
_Quem está ai?_ A voz rouca e áspera de um homem fez Hayato se agarrar a Akemi, logo visualizou o semblante duro de seu pai._ Hayato…
_Otou-san…._ Hayato proferiu baixou, sua voz era trémula e o cão continuava a ladrar feroz.
_Esperavas ver quem seu burro! Abandonas-te a tua família e pensas-te voltar com o rabinho entre as pernas foi?_ O homem cruzou os braços e coçou a barba rala._ A tua mãezinha não está aqui para te acolher.
_Onde está a mãe? O que lhe fez?_ Hayato se agarrou ao portelo de madeira debatendo acelerado, o homem enxotou o cão e sorriu-lhe ferozmente.
_Que tal termos uma conversinha, depois de tanto tempo acho que temos muito que por em dia._ Mas Hayato receava entrar, freava  só com a ideia de partilhar o mesmo comodo que aquele homem.
_Se tem alguma coisa a dizer porque não o diz aqui, é igual…. Certo?_ Akemi acabou interferindo percebendo o bloqueio de Hayato.
_Olha agora o teu guarda costas tem direito a meter o nariz onde não é chamado?
_Não fale assim do Akemi! Ele… ele deu-me o que o pai não deu desde que nasci…. Ele deu-me amor…. Sabe…_ Se recostou a Akei sentindo os dedos grandes entrar em seu cabelo._ Me fale logo onde está a mãe…_ Pediu calmo, como uma suplica e o homem suspirou.
_Aquela mulher me apunhalou…. Olha seu burro…_ Levantou a perneira da calça mostrando a pulseira eletrónica que o aprisionava._ Fez queixa de mim e tou preso…tsc não na prisão… mas prisão domiciliária é quase a mesma coisa, depois dessa, saiu de casa e levou a tua irmã, e a porra do tribunal proibiu de eu a ver….
_Minha irmã?_ Hayato não se recordava de ter uma irmã, não nunca tivera uma de facto.
_Sim…. Seu burro nem isso sabes? Tens uma irmã, deve ter uns dois anos, não passa de uma criança._ O homem se encostou ao cancelo e sorriu para o céu._ É parecida contigo.
_Onde elas moram? O pai sabe?_ Fitou Akemi que apenas lhe acenou, o homem ergueu-se e deu pontapé no cancelo de madeira.
_Três quarteirões daqui, nuns apartamentos no centro da cidade, satisfeito?_ Havia desdém na pergunta e Hayato sorriu de alivio.
_Akemi, podemos?_ Não precisa de uma resposta, Akemi puxava-lhe a mão como se quisesse dizer que já deviam ter ido._ Obrigada pai, outro dia apareço para a gente falar.
_Acho bem… é teu dever visitar teu velho._ Deu as costas e tornou a entrar dentro de casa, de facto não esperando ver mais seu filho, no final não lhe tinha nada para oferecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...