23.2.16

Love is strange Capitulo 25 por Rima-san


Capitulo 25
A rejeição de um filho é o castigo mais doloroso

            Nobuhiko largou o pulso de Ina que acabou por lhe cuspir o pé em resposta á provocação, puxou seus cabelos curtos até atrás da orelha como se tivesse recompondo-se do choque e pegou sua mala que tinha caído no choque.
_Por vossa culpa agora o meu filho fugiu!_ Crispou brava tentando entender o que aquele olhar lilás transmitia._ Qual o interesse num homem como o meu marido, você é tolo!
_Porquê?_ Nobuhiko aproximou-se provocadoramente._ Achasse melhor que o Hisashi?
_Ele não tem nada de bom nem nada para oferecer é um traste…_ Inclinou-se não se afastando de todo dele.
_Hisashi me oferece tudo o que tem isso é o suficiente._ Nobuhiko já estava irritado, aquela mulher batia qualquer recorde nem sabia como  Hisashi conseguia ter aturado tanto.
_E o que um homem pode oferecer a outro? Não pensem que eu vou deixar que me ponham os cornos desse jeito!

_Amor isso é o suficiente…_ Cruzou os braços mas de facto tava irado._ E eu vou oferecer tudo o que Hisashi quiser, até mesmo um palácio se for isso que o deixa feliz, mas eu sei que o que o vai deixar feliz, vai ser esse divórcio!
_ Nunca o vai ter! Não vai ter de jeito nenhum! Não vou dividir meus bens com ele de jeito nenhum._  Seu jeito era feminino ainda que irritadiço.
_Por mim até pode ficar com tudo, exceto uma coisa, o filho dele! Nós temos um bom advogado Hisashi vai lutar pela guarda do Tetsuo._ Passou pela mulher decidido e quase esbarrou no ombro dela._ Agora vou procurar por Tetsuo e Hisashi._ Avisou prosseguindo o caminho, ainda ouviu Ina resmungar mas ignorou-a por completo.
Focava-se apenas em encontrar Hisashi mas nem sabia qual a rua que ele tinha seguido por isso continuou andando em linha reta mas não encontrava Hisashi, muita gente passava por ele mas não era ninguém que Nobuhiko procurasse, acabou tomando a decisão de lhe ligar e do outro lado ouviu a voz esbaforida daquele que amava.
_Não encontro Tetsuo._ Adiantou-se antes de Nobuhiko dizer alguma coisa.
_Onde estás? Estou á tua procura… quero te ajudar._ Nobuhiko disse preocupado mas assim que se virou viu Hisashi segurando o telemóvel saindo de uma das ruelas._ Encontrei-te!_ E ao dizer isso Hisashi parou olhando ao seu redor procurando por Nobuhiko e acabou sendo surpreso por um abraço._ Estava preocupado contigo.
_Eu estou mais preocupado com Tetsuo._ A sua agonia continuava, ter admitido sua homossexualidade tinha sido um peso demasiado pesado para um garotinho em plena adolescência.
_Porque não lhe ligas? Talvez ele atenda e… até possam conversar._ Nobuhiko opinou tentando animar Hisashi que não tinha muita certeza, mas parecia ser a única hipótese que lhe restava.
Ligou umas três vezes mas ninguém atendeu e acabou por não insistir mais, ligou a Kaya e pediu-lhe que se tivesse alguma informação do irmão para lhe dizer apenas dando a justificação que tinha discutido com Ina que e que ele não gostou de assistir e no final da ligação percebeu que tinha recebido uma mensagem, abriu de imediato o conteúdo, tratava-se de uma mensagem de Tetsuo.
“Não me ligues mais pai! Tou em casa se não acredita liga para a mãe”_ Era uma mensagem curta mas bem explicita, Hisashi não podia fazer mais nada.
_Dá-lhe um tempo ele só tem que digerir a situação…_ Nobuhiko o abraçou encaminhando-o para onde tinham deixado o carro estacionado.
_Não sei… Acho que ele me odeia._ Suspirou pesarosamente._ Agora que ele vai ter vergonha de mim.
_Quem ia ter vergonha de ti? Se o teu filho realmente te ama ele não tem vergonha de ti, do teu jeito de ser… Mas pensa ele está confuso precisa de tempo_ As iluminações publicas tinham sido acesas e ambos tinham parado debaixo de um poste que iluminava a estrada._ Amanhã tornas a ligar-lhe pode ser que esteja mais calmo.
_Eu vou ligar amanhã… se ele não atender ligo depois de amanhã e ligarei todos os dias até ele querer falar comigo, mas não vou desistir dele nunca Nobuhiko._ Puxou-lhe pelo casaco tremendo tinha medo de chorar mas isso era quase impossível para impedir de tal Nobuhiko segurou-lhe a face e beijou-lhe os lábios.
_Nunca desistas daquilo que queres Hisashi._ Acariciou-lhe os cabelos pronto para ajudar Hisashi onde ele desejasse, no inicio tinha tropeçado varias vezes, mas agora Nobuhiko era o apoio para não tropeçar nem voltar a cair.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...