7.2.16

Mel Caramelo e Chocolate Rewrite Capítulo 94 por Mel Kiryu


Capítulo 94 A dádiva ou subversão do destino

      Um nos braços do outro.
     Parecia que era assim todo dia, quando não se viam há quase um mês.
     Mais uma vez estavam nus após o sexo consumado, naquele mesmo futon desconfortável.
     Contudo, não tinha como afirmar que estava desconfortável se estava recostado junto a nudez cálida e viril de Hanae.
__Toda vez eu me surpreendo... Acho que não vou tornar a vê-lo e tento me conformar com esse fato, até meu coração ficar vazio de qualquer esperança.
__Depois de tudo que eu fiz de errado...__ Kitsune acariciou o braço de Hanae que passava por seu peitoral.__ Ainda consegue me aceitar? Eu que me surpreendo...
__Ainda tem errado em demasia?
__Às vezes penso que minha vida inteira é um erro... Vim buscar refúgio em você de novo, porque nunca tinha me sentido tão sozinho...

     Kitsune encaixou seus dedos aos de Hanae, estalando um pequeno beijo nas costas da mão dele que era bem maior que a sua.
__Por quanto tempo me quer como seu refúgio?
         A voz de Hanae soava com paciente doçura, neutra de pesares.
__Você quem decide... Só você, Hanae.
__Não é tão simples... Não depende de mim a hora que você tem que retornar para a pessoa que você escolheu.
__Eu não tenho que retornar para ninguém... Kanda terminou comigo.
    Não esperava que dizê-lo em viva voz ainda tornasse seus olhos rasos de lágrimas, em verdade a mente de Kitsune ainda estava confusa e inconformada e tinha acabado de assumir para Hanae que não estaria ali com ele, caso seu namoro com Kanda estivesse de pé.
    Contudo, diante dessa nova informação, o dito "Kanda terminou comigo", fez Hanae inclinar seu corpo ansioso e posicionar seu rosto sobre o ombro de Kitsune que podia sentir a respiração vigorosa dele em seu pescoço.
__Pois... Nesse caso, eu poderia ser seu refúgio por tempo indeterminado.
    Kitsune virou seu rosto encontrando olhar terno e sensual de Hanae, o sorriso discreto e amorável emoldurado na face madura. Sentia alguma emoção forte e atordoante e estalou dois selinhos nos lábios onde se vislumbrava aquela curva ascendente, porque Kitsune queria se distrair das próprias sensações que sobrevinham em seu espírito.
    Em resposta Hanae beijou-lhe a têmpora, seus rostos se encostaram cúmplices.
__Tenho medo de acabar te magoando de novo...__Kitsune retrucou medroso, pensativo.
    Quando Hanae roçou devagarinho sua face na tez juvenil de Kitsune, seus lábios deslizaram por uma carícia no pescoço parando num micro beijo no ombro.
__Eu sei que vai me magoar.__ Hanae replicou sereno, quando tornava a ser dominado por uma fagulha de desejo.__ É o que normalmente acontece quando um homem de meia idade se apaixona por um garoto confuso.
__Não permita que eu torne a brincar com seus sentimentos...__ Kitsune fitou-o, havia profundidade no gesto, uma cumplicidade ardorosa, um medo sem fim na íris.__ Não permita.
    As mãos de Hanae percorreram a pele alva com ímpeto e a voz de Kitsune que tinha saído num sussurro se transfigurou num breve gemido, seus poros a se arrepiarem ao toque.
    Mas, em sua mente, Kitsune repetia para si mesmo "Não permita que eu te magoe... Não permita, Hanae...".
     Sofrendo de ante mão por sua própria estupidez.
    Até que sua prece se perdeu entre as carícias e beijos, no contato brusco e simplório da pele na pele, na sua respiração que se descompassava conforme crescia sua excitação.
                                                               *********
                Ao  entardecer daquele sábado de setembro, estavam sentados na parte dos fundos do bangalô, um ao lado do outro. Seus dedos de tocavam discretamente sobre a madeira da varandinha e comiam as uvas que Kitsune havia trago na sacola enquanto conversavam.  
__Foi muito gentil da sua parte trazer essas uvas, Kitsune.
__Nem foi nada...__ Kitsune riu puxando uma uva roxa do cacho.__ Vim de carona com um vizinho da minha avó Nagoro... Ele também deu um bocado dessas uvas para ela.
    A mão de Hanae avanço de súbito sobre a sua, mesmo que não demonstrasse de todo estava surpreso por ouvir o nome Nagoro.
__Você... É neto da Tsukimi Nagoro?
    E de pronto se lembrou de Datenshi fazendo a mesma pergunta e se sentiu estremecer por dentro.
__Sou sim...__ Kitsune respondeu vagamente, girando a uva em seus dedos.__ Na verdade, ela me contou que você foi um grande amigo do meu avô.
     Hanae mirava-se em Kitsune quase sem poder acreditar, depois de tanto tempo... Tinha se apaixonado pelo neto de um velho amigo, sem mesmo saber.
__Eu costumava trabalhar com seu avô como ajudante de carpinteiro... Aqui em Okami.
    Também voltando seu olhar para o ex-monge, sorriu-lhe afável empurrando gentilmente a uva através da maciez dos lábios de Hanae.
__Eu disse que isso era muita coincidência...__ Kitsune falou enquanto o sumo doce da uva se dispersava na boca de Hanae.__ Mas, minha avó disse que é o destino.    
     Engoliu a casca, as sementes e sorriu algo reflexivo sem mesmo desviar seu olhar do rosto jovem de Kitsune.
__Ela não diria que é o destino...__ Hanae argumentou carregando um enigma no olhar.__ Se soubesse o que um ex-monge anda fazendo com seu neto.
__Não tem nada de errado... Em gostar de você, Hanae.
     Kitsune puxou outra uva do cacho, deslizou a fruta pelo queixo de Hanae para depois prendê-la de leve com seus próprios lábios, o que fez de pronto Hanae buscar sua boca, a pequena uva deslizou por suas línguas e rompeu deliciosa dentro da boca de Hanae.
       O gosto da uva impregnava o beijo.

16 comentários:

  1. Olá Mel
    Que reencontro fogoso hein.... o Kitsune que não faça o Hanae sofrer mesmo! Ainda acho que esses dois podem dar uma linda história

    ResponderExcluir
  2. Não é?Assim que é bom ^^"
    Pois é, a expectativa dos leitores está me fazendo repensar o final...
    Tudo bem, Rima?
    O Martim melhorou?

    ResponderExcluir
  3. Sério? Então a Mel estava pensando num final diferente?
    Ainda penso no que Kanda vai pensar quando descobrir que esses dois estão juntos
    Tudo... e consigo ?
    Tá melhor e anda de melhor humor também :)

    ResponderExcluir
  4. Era provável que o Hanae e o Kitsune terminassem separados... Mas, agora não sei bem como vai ser.
    Tô bem ^^" Consegui colocar aquele anjo caído na estória do Shou. (eu fico feliz com cada coisa...)
    Ah! Fico feliz em saber... Muito feliz.

    ResponderExcluir
  5. Opa eu que não sei não! *-*
    Então se fica feliz com as pequenas coisas é bom sinal eu vou gostar de conhecer esse anjo caido :)
    Eu agradeço a sua preocupação ^^
    A

    ResponderExcluir
  6. A autora é que precisa pensar direito -.-"
    Quem sabe? Quer ler a parte em que ele aparece indiretamente? (Você e a Kisu são minhas ajudadoras nessa estória do anjo, escrever fantasia não é mole não... :P)
    Ah... Já tive filhos pequenininhos... Sei bem como é.

    ResponderExcluir
  7. rsrsrs pense com calma eu também ando pensando nisso em tulipa vermelha
    Eu gostava :)
    Mas não vou demorar a sai do pc -.-"
    (fico feliz em saber que podemos ajudar de alguma forma ^^")
    Não é que seja meu filho mas passa tanto tempo comigo

    ResponderExcluir
  8. Ah, mas você sabe o significado de madrinha, certo?
    É a segunda mãe. ^^"

    Tulipa também está te dando um trabalho a mais?
    Vou te mandar agora.
    Só um instante.

    ResponderExcluir
  9. Eu sei... apesar que acho que seja mais a terceira mãe e avó a segunda...
    Ah eu vou tentar gravar ele a dizer "olá" se não ficar vidrado no telemóvel -.-"

    Eu nem tenho conseguido escrever.... mas até consigo escrever com facilidade só que já ando a pensar é no final...
    Já recebi

    ResponderExcluir
  10. É bom ter muitas mãe se preocupando com a gente, afinal...
    Ah, que fofura... Ele já está dizendo olá?

    Mas, já está terminando Tulipa? 0_o
    Ok!

    ResponderExcluir
  11. Mas ás vezes também é chato :p
    Ele sabe dizer quando quer.... e agora diz com muita frequencia

    Não propriamente mas já estou programando tudo até ao final
    Eu li essa voz era o Saejin! Ele gosta de ser bem misterioso e deve deixar o Shou pensativo e talvez um pouco assustado

    ResponderExcluir
  12. Também é, mas nada é perfeito mesmo :p

    Faz bem!
    O Saejin a bem dizer está é torturando o Shou, manipulando também... Porque se o Shou continuar ao lado do Jang tem mais chances de acabar banido do plano etéreo... É justo isso que o Saejin quer, dentre outras coisas, mas tudo ao tempo dele...(Devo dizer que o Shou ficou é muito assustado!)

    ResponderExcluir
  13. Tem razão

    Até pareceu a voz interior do Shou lhe dizendo isso e parecendo tortura mental.... Ah o Jang também não poupa as caricias ao Shou!
    Se for com calma vai deixar o Shou a pensar demais em cada acontecimento tentando leva-lo ao delirio ( ah imaginei ele parece bem sensivel)

    ResponderExcluir
  14. Eu quis que parecesse mesmo com a voz da consciência...
    E o Shou é mesmo muito sensível, tanto que quando Jang o encontrou todo gelado por tomar banho na gruta, perguntou se habitava uma criança naquele corpo de rapaz...
    Mas, o Jang que não fique tão a vontade, afinal o Etzel está a caminho.

    ResponderExcluir
  15. Então conseguiu porque eu fiquei na duvida
    Imagino que ele estava tremendo e correu logo para o abraçar com uns olhinhos bugalhudos
    Acho muito bem o Etzel só vai atras do que lhe pertence :p

    Mel eu vou ter de sair
    Obrigada por esse bocadinho
    Até amanhã
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Pior que foi assim mesmo! rsrs... O Shou é mesmo previsível.
    Mas, o Jang não pretende facilitar em todo caso...

    Oh, certo...
    Eu que agradeço pelo bocadinho.
    Até amanhã.

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...