11.2.16

One Shot >> THE STORM OF ONE HUNDRED DAYS por Taki Matiny


THE STORM OF ONE HUNDRED DAYS
Por : Taki  Matiny

     O que fazemos quando estamos realmente  em desespero ? Eu tenho vontade de me jogar desse despenhadeiro  . Fiquei ali olhado o mar e a água se batendo nervosamente contra as pedras , se me jogasse ali com certeza eu morreria . Me aproximei da beirada, ouvi o som próximo do ronco do motor de um carro . olhei para trás , o carro negro estava parado a distância e um homem que sairá dele andava em minha direção.



  _ Luka o que esta fazendo aqui ? _  Olhei a lua sem responder _ Luka vamos para casa!

     Dessa vez eu o olhei ele parecia em desespero naquele momento . Aquele homem havia destruído o meu único sonho ... Eu confiava nele e ele me decepcionou , nunca conseguiria esquecer aquela noite. Esse homem é Akemi meu tutor , mas acima disso , meu irmão a única pessoa que eu tinha , e  a ele que eu deveria amar mas não amo , não mais.

_ Luka venha por favor! _ Insistiu ele _ Por favor me perdoe !

_  Não... _ sacudi  a cabeça negativamente _ não o perdôo ,  nem se quer quero que me peça perdão !!

_ Então o que você quer ? _ ele pergunta

_Eu? _ olhei mais uma vez para o mar revolto e me decidi _ A morte .

     Olhei mais uma vez para Akemi  e me deixei cair em meio ao nada . Ele correu até onde eu tinha estado  e gritou meu nome ,esticou os braços  como se tentasse me alcançar.
Eu vi aquele rosto trêmulo desaparecer  a distância enquanto eu mergulhava nas águas escuras do mar.
" eu te amava " repeti para mim mesmo enquanto sentia a força da água me jogar de um lado para o outro .
     Mortos não tem historias , mortos não amam ,então eu devo Admitir que  talvez eu estivesse morto antes de conhecer o Akemi . Foi  a algum tempo  , naquele momento eu estava triste  , tinha acabado de perder toda minha família .  Estava em depressão , pra dizer a verdade eu estava beirando a insanidade
. Eu me perguntava porque estava acontecendo aquilo comigo  , mas não conseguia uma resposta plausível. Naquela época a advogada da família estava cuidando de mim e eu achei estranho quando ela de repente me chamou para conversar :        

     Estávamos  no  escritório onde ela trabalhava o que dava impressão de ser algo grave . Maeda , a advogada , estava sentada atrás de uma pesada mesa de madeira e me olhava com ares de uma  juíza severa.

_ Luka  _ela começou _ Seu pai deixou um  testamento e nele diz que tudo o que ele tem foi deixado pra você.

_ Eu já sabia que ele iria fazer isso _ respondi

_ na verdade todos esperavam por isso  ._ diz Maeda . _ Mas o que realmente nos surpreendeu foi que você tem um irmão.

_Um irmão?_ fiquei estranhamente decepcionado ,meu pai tinha outro filho?

     Maeda pegou o telefone e levou a orelha falou com a secretária :

_ Nara mande o rapaz entrar .

     Então era assim? Ela nem me perguntou se eu estava disposto a conhecer meu novo irmão. Antes que eu pudesse protestar um rapaz moreno entra na sala .

_ Luka _ Ela disse _Esse é Akemi seu irmão mais velho , e seu tutor a partir de agora  .

    * * *     * * *        * * *     * * *

     Nas minhas lembranças tudo parece melhor e mais bonito do que realmente foi . Fui morar com Akemi quando eu fiz 16 anos ,ele é artista plástico , mas mesmo nas noites intermináveis em que pintava ele não se esquecia de mim .Ele era atencioso  , e nas noites em que meus pesadelos me atormentavam ele ficava ali sentado ao meu lado até que eu adormecesse e depois velando meu sono .
Naquela época eu não compreendia o que eu sentia   por ele , eu o via apenas como o irmão que me salvou .

     Uma noite Akemi voltou tarde da galeria em que suas telas seriam expostas , entrou em casa e ficou me olhando de uma forma diferente do normal .

_Algo errado Akemi ? _ pergunto

     Ele pareceu para primeiro e pensar em todos os ângulos da situação , essa é uma das qualidades dele , reflexão antes de fazer algo .Depois de alguns minutos ele disse :

_ Luka você me deixaria pinta-lo nú ?

_ como  ? _ perguntei

_ Me deixaria pinta-lo nú? _repetiu ele e  ao perceber o meu  espanto acrescentou _ vou pintar pessoas como são para minha próxima exposição. Quero que você seja o meu primeiro modelo . você pode fazer isso por mim ?

_tudo bem _respondi _  mas  prefiro que você não me pinte como aquelas pessoas em suas outras talas , eu não quero ser pintado de forma provocante .

_ tudo bem , concordo com suas condições . vamos para o meu ateliê .

     Nunca me imaginei nú diante de um rapaz ,mesmo que esse seja meu irmão, nem  me imaginei como modelo para uma pintura que seria importante para alguém . Mas ainda assim passei horas daquela noite tentando não me mexer , tentando ser o modelo perfeito , mas eu não sou perfeito , posso ser muitas coisas mas perfeito não e uma delas .O cansaço descansava sobre mim ,não percebi quando Akemi se aproximou .

_ Esta tudo bem Luka ? _ Perguntou ele apreensivo, mas eu não o respondi . Estava completamente absorto por aqueles lindos olhos verdes. Eles eram lindos eu queria vê-los de perto , cada vez mais perto . Akemi disse algo  , mas eu não o ouvia mais e quando despertei de meu devaneio eu o estava beijando ,
por um momento eu não me afastei fiquei sentindo o cheiro dele de menta misturada com tinta.Mas ai o peso do que eu havia feito veio a tona . E eu me desesperei !

Me afastei de akemi , cobri meu corpo nú com uma toalha e fugi pra me esconder em meu  quarto. Fiquei algum tempo pensado naquele beijo e no gosto de avelã que tinha , e por mais que eu tentasse tirar isso da minha cabeça eu não conseguia . Alguns minutos depois da minha fuga ele apareceu batendo na porta de meu quarto .

_Luka  abre a porta eu preciso  conversar com você_ Ouvi ele suspirando quando eu disse que não queria _ Luka é serio abre essa porta , eu só quero falar com você.

_Tudo bem _ Abri a porta e em seguida me sentei na cama  _ o que você quer ? _ Falei de uma forma que soou muito mais agressiva que o normal .

_ Luka , _ Começou ele tranquilamente_ por que você me beijou?

Senti meu rosto arder .

_ E-eu não sei _ Sem notar abaixei a cabeça _ me desculpe por aquilo eu não quis ...

_Tudo bem  , eu gosto de você . _ ele diz

_ Sei que gosta de mim , sou seu irmão ! _ digo .

_ Não desse jeito , desse ...

Ele me beijou , mas dessa vez foi diferente senti meu coração acelerar  e meu corpo tremer .

_ Passe essa noite comigo . _  Pediu Ele quase num sussurro

_ Nós somos homens _ disse _ e somos irmãos !!

_ Tudo isso não importa Luka , estou apaixonado isso não mudara !!

     Abracei-me a Akemi e chorei , chorei sem me conter e sem ter vergonha . Naquela noite  eu me entreguei a ele e fiz tudo o que eu queria fazer sem pensar nas consequências , sem medo e principalmente sem arrependimentos.

   *  *  *      *  *  *          *  *  *      *  *   *

     Achei que eu morreria se saltasse daquele despenhadeiro ,mas não morri ,talvez a dor tenha sido mais forte que a morte . Porque naquele instante em que achei que fosse me afogar , os momentos que eu passei com meu odiado e amado Akemi
Começaram a tomar minha mente.
E agora eu abro os olhos e estou aqui nesse quarto de hospital e ele sentado ao meu lado.

_Você está bem ?_ pergunta

_ O que você está fazendo aqui ?

_Você é o que um idiota Luka ?!!!? você se joga de um despenhadeiro e me pergunta o que eu faço aqui ?! _ ele  me  olhou atônito _ eu-sou-seu-ir -mão !!!!

_ Não você não é meu irmão ! _ Gritei

_ Que...

_ Eu ouvi sua conversa com a Maeda naquela noite . eu ouvi você dizer que só estava comigo  pelo  dinheiro .

_ Eu nunca disse isso ...

_Disse ! Eu vi ,eu ouvi você dizer que eu não sou seu irmão !! Que eu sou um moleque metido e cheio de mim !!!

     Eu realmente lembrava o  que aconteceu muito bem . foi poucos dias depois de nossa "festinha"  . Eu tinha voltado de um passeio noturno e procurei o Akemi  pela casa e o encontrei na biblioteca , e quando eu ia entra ouvi a conversa  uma suspeita.

_Eu não sou irmão daquele moleque metido e cheio de si , eu estou com ele apenas pela herança . Você prefere que eu fique com você ?

     Ele beijou a Maeda naquela noite ,e eu senti meu estômago se contrair ao olhar para a cena sem mais me esconder . Foi quando o " meu irmão "  me viu. Eu fugi correndo até o despenhadeiro no fim de uma praia próxima a nossa casa , meu desejo era a morte. A voz de Akemi me puxou de volta ao presente .

_Eu realmente não sou seu irmão, o seu pai me adotou . _ Ele mecheu as mãos nervoso _ Mas o que eu disse naquela noite não foi bem o que você ouviu . Eu disse a Maeda que estava namorando você e ela disse que era estranho dai eu perguntei se ela preferia que eu dissesse ... Bom , o que você ouviu .

_ E o beijo? _ pergunto .

_ Que beijo ? _ Ele me olha confuso

_ Você beijou a Maeda .

_ Não foi exatamente um beijo _ Ele diz , e depois pergunta sério _ Foi por isso que você tentou suicídio ?

_ Não ! Quer dizer , sim! Bom ...mais ou menos ... _ Abaixo os olhos e cubro o rosto com as mãos envergonhado  _ ... é triste ouvir da única pessoa que você tem e ama que só esta com você por dinheiro .

_Você tá dizendo que me ama ? _ ele me olha com os olhos brilhando e
eu dou um sorriso feliz depois de tantos dias de tempestade .

_ Acho que sim , _ falo _ eu sempre quiz dizer a alguém que o amo .

Akemi me abraçou e sorriu .

_ Então diz pra mim . _ ele me beijou

_ Te amo...

_ De novo ._ Pediu

_ Te amo... te amo...te amo ...

_Também te amo Luka ...

Meu desespero acabou quando percebi que eu podia amar um homem como eu  e meus dias de tempestade acabaram quando percebi que esse homem me ama tanto quanto eu o amo .

_ Eu te amo...

6 comentários:

  1. o Luka é absolutamente dependente dos sentimentos pelo Akemi...

    ... amor próprio não faz mal Luka-chan.

    Foi só eu... ou a versão do Akemi não foi tão convincente assim?... mas eu gostei do beijo... o Luka agiu por puro instinto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que o Luka passa realmente e a imagem de uma pessoa super dependente não só dos sentimentos do Akemi mas de todos com quem convive, isso faz parte da personalidade dele .

      A versão do Akemi da conversa com a Maeda passa um pouco a impressão de que ele esteja mentindo ou ocultando algo , que era o que eu queria passar , mas o Akemi seria incapaz de fazer qualquer coisa que machuque o Luka de propósito .

      Excluir
    2. O que o Luka passa realmente e a imagem de uma pessoa super dependente não só dos sentimentos do Akemi mas de todos com quem convive, isso faz parte da personalidade dele .

      A versão do Akemi da conversa com a Maeda passa um pouco a impressão de que ele esteja mentindo ou ocultando algo , que era o que eu queria passar , mas o Akemi seria incapaz de fazer qualquer coisa que machuque o Luka de propósito .

      Excluir
  2. o Akemi pareci muito reservado... é difícil saber no que ele está pensando

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Realmente ele é um pouco imprevisível , principalmente pela forma como ele age . passa um pouco a ideia de que ele esta agindo por impulso .

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...