7.2.16

Tulipa Vermelha Capitulo 4 por Rima-san


Capitulo 4
Rosa Negra

       Ficou de todo irrequieto pelo vampiro o ter deixado, culpava-se amargamente por ter pedido algo tão estupido, sentia vergonha de si mesmo por ter parecido um desesperado e sabia, tinha a certeza que as chances de o voltar eram totalmente nulas.
        Bebeu meia garrafa de licor e acabou adormecendo no sofá, acordou com a luz entrando no vitral da sua sala, sua cabeça doía e mal se levantou algo caiu-lhe ao chão, encarrou o tapete e logo entrou uma rosa preta e nela amarrado um bilhete bem enrolado com uma fita a prende-lo á rosa.
Abriu-o curioso e pegou ansioso nos seus óculos, logo leu “ esta noite fique em casa, serei sua companhia como desejou, da mesma forma eu também desejo, mas será o suficiente?”.
        Era com essa pergunta que terminava o bilhete, Kaoru trincou o lábio e se perguntava se realmente isso era o suficiente, bateu no seu próprio rosto e levantou-se do sofá, seu corpo doía e foi aquecer o chá que sobrara daquela noite para beber.

          Estava inquieto, veria o vampiro que desejava e se punha a imaginar como seria a sua noite, talvez longa e como começaria? O que fariam? Não sabia bem, por isso tentou abstrair-se ao máximo de pensamentos que se relacionassem ao vampiro, fazendo uma limpeza geral ao seu apartamento e depois disso focou-se no seu trabalho, corrigiu testes e trabalhos dos seus alunos e adiantou a matéria que daria nas suas próprias aulas e nem deu por si já a noite tinha caído.
_Quem me quer a essa hora?_ Resmungou ao ouvir a campainha ,ajeitou os óculos no seu rosto, seus cabelos estavam despenteados e mal apanhados com um elástico._  És tu?_ Pestanejou ao ver o rapaz na porta.
_Não viu o meu bilhete?_ Inclinou-se sobre ele e seus narizes quase se tocaram.
_Claro que vi.. que horas são ainda é cedo não?_ Procurou o relógio em seu pulso e o vampiro se apressou a entrar.
_Perdeu a noção do tempo, porque se enfiou no meia da sua bagunça._ Verificou olhando os livros amontoados, as folhas soltas pela mesa e alguns cadernos.
_Estava trabalhando ora…_ Cruzou os braços não gostando de ouvir a verdade.
_O que é seu trabalho?_ Perguntou curioso caminhando pelo comodo.
_Sou professor… professor de filosofia…_ Disse-o corando, o vampiro se colocou de frente a ele e seus dedos tocara-lhe a face._” ele está quente”._ Kaoru pensou para si.
_É bem a sua cara._ Retorquiu baixo e inclinando-se sobre ele beijou-lhe os lábios de levezinho  e sorriu-lhe.
_Onde vais?_ Perguntou aflito correndo atras dele.
_Esse é o seu quarto não é mesmo?_ Não era nada de especial pelo menos para Kaoru.
_É…_ Afirmou sentando-se na cama e o vampiro fez o mesmo, passando a mão á volta do pescoço._ Parece que não está muito confortável.
_Não é isso… mas para quem ontem fugiu sem me dar uma resposta, hoje está bem diferente…
_Não recebeu minha resposta?_ E não foi preciso procurar muito até encontrar  a rosa numa jarrinha de vidro sobre a secretária. _ Confesso que fiquei, surpreso, talvez assutado, em toda a minha existência nunca me envolvi com um homem, mas você me cativou, tal como me deseja eu o desejo… não somente seu sangue mas seu corpo, deixe-me tê-lo essa noite…_ Pediu puxando o elástico do cabelo soltando-lhe os cabelos.
_É tudo o que eu quero._ Esticou-se um pouco para lhe beijar os lábios e seus dedos desceram-lhe pela nunca, os braços fortes do vampiro o envolveram e caiu na cama, desejando ser submisso a ele, em pouco tempo sua excitação era visível e gemeu enquanto o vampiro passava os dedos em seus mamilos rosados, ouvido o coração dele palpitar, o sangue correr nas veias e mais abaixo… sentia aquilo duro, encarou o volume dentro das calças e pensou para si se lhe devia tocar, sua curiosidade era latente e espalmou a mão entre as pernas de Kaoru que soltou outro gemido.
_Chama pelo meu nome._ Pediu despindo-se da camisa negra.
_Não sei teu nome… me diz, qual e…_ pediu tricando os dedos ao sentir aquela mão acariciar todo o seu membro.
_Mamoru…_ Sussurrou-lhe ao ouvido e sua ereção roçou na de Kaoru.
_Mamoru….._ Corou dizendo o nome puxou por ele e envolveu as pernas a volta da cintura._ Entra em mim… Mamoru._ Gemeu novamente sentido aquela língua passar em seu pescoço e aqueles olhos cinza escuro o fitaram, Mamoru se perguntava como o faria, ele não era uma garota, mas logo Kaoru se colocou de quatro para ele e Mamoru entendeu, penetrou-o com ímpeto e Kaoru que tinha perdido  os óculos fechou os olhos gemendo, contraindo todos os seus músculos ao sentir aquilo deslizar dentro dele e os solavancos eram intensos, prazerosos e quando deu por si Kaoru já estava de fronte a ele, seus lábios se encontravam vezes sem conta e quando chegou ao ápice seu corpo desmoronou entre os lençóis, Mamoru ainda envolvia em seu braços, beijando-lhe os lábios, o pescoço e enfim suas presas afiadas  cravaram no pescoço de Mamoru, dessa vez gemeu de dor e sentiu o sangue quente verter, o vampiro bebeu dele  e só parou quando estava satisfeito.
_Ainda assim… devias estar sentido dor e só de olhar para ti dá para ver tua excitação._ Kaoru corou e cobriu-se com os lençóis  ao passo que Mamoru limpou os vestígios de sangue da boca.
_Desculpa…_ Disse baixinho e Mamoru lhe sorriu bagunçando-lhe os cabelos
_Estou devendo-te mais uma._  Riu e afastou os cabelos negros da tua testa._ Amanhã tens a noite livre?
Os olhos de Kaoru brilharam, não se importava com o facto de ser mordido, tudo o que queria era apenas estar com ele

3 comentários:

  1. vampiro mal informado... não sabe o que é sexo anal?... kkkkkkkkkkkk
    eu estou chegando a conclusão que o Kaoru é um tarado por sexo

    PS.: Eu me importaria de ser mordida

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. É um pouco mal informado mesmo.... mas ele logo se atualiza em tudo :p
    Não diria tarado, mas viciado sim XD

    Eu também... só a pensar na dor já estava a milhas de distância

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...