12.3.16

O Segundo Anjo - Crônicas de Antuerpéria Chapter 12 por Mel Kiryu


Chapter 12   A maga das serpentes

     Descobriu que cidramel era uma espécie de conhaque de maçã, destilado de mel.
    E que naquela rua se escondiam lugarejos, provavelmente segredos inconcebíveis.
    Foi com magia que a maga abriu na parede de um beco aparentemente sem saída a porta para uma alcova onde somente entendedores de feitiços podiam frequentar.
    A mulher tirou uma varinha marfim da manga do vestido e acendeu um pentagrama pequeno dentro de um círculo naquela entrada escondida.

    Seus lábios se moveram dizendo de forma praticamente inaudível uma palavra cabalística, mas Shou não conseguiu entender qual era.
    Não era como o Luo Pan, uma taberna aberta a todo ser circulando na aldeia.
    Era mais sombrio e naquele momento não havia muitos de seus frequentadores e os poucos que haviam não eram nada sociáveis, recolhidos em seus círculos fechados.
__Creio que não me apresentei na primeira vez que nos vimos... Sou Svena, a maga das serpentes.  
__Todo mago usa um título depois do próprio nome?
     Não estava tão interessado em saber, era mais uma pergunta feita para se distrair de si mesmo, das sombras daquele lugar oculto que turvavam seus sentidos.
__Você não sabe?__ Svena questionou insidiosa, o cálice sendo abraçado por seus dedos, suas unhas longas em tom de areia.__ Cada mago se torna especialista em alguma arte... Assim como Etzel, que ficou conhecido pela sua ardilosa poção do amor.
    Shou se inquietou ao ouvir o nome de Etzel, era perceptível o desdém na voz de Svena.
__Achei que você fosse aspirante a mago... Quando Etzel disse que você era um ajudante... Que tolice minha, não? Evidente que ele deve ter outro interesse em você.
    Svena tomou de seu cálice de cidramel atenta a cada reação de Shou.
__Eu não sou exatamente um ajudante...__ Shou retorquiu tímido, fitando com reserva seu cálice ainda repleto sobre a mesa.__ Só estou de passagem.
__Então, você não é aspirante a mago.__ Ela afirmou debruçando-se na beira da mesa, inclinando-se um pouco mais na direção de Shou.__ Certamente não é fada, nem deve pertencer a Aldeia dos Contrários, de certo que não é um tritão... Que belo enigma é você, Shou.
    Ouviu nitidamente a voz de Etzel avisando que não devia confiar em ninguém, mas era tarde demais. Estava no lugar mais suspeito possível, sob o olhar perverso de uma maga loira que controlava serpentes e o pé dela esbarrava no seu por baixo da pesada mesa de carvalho.
__Não vai nem tomar um golinho? Assim fico ofendida...
__Eu tenho que achar Etzel...__ Shou replicou enfim experimentando um golinho.__ Ele não estava em casa quando acordei, fiquei preocupado porque ele sempre me avisa quando vai sair.
__Ah, Etzel...__ Svena suspirou como se estivesse cansada de ouvir esse nome.__ Ele tem alguma importância para você? Achei ter ouvido que você estivesse só de passagem... É bom mesmo não se apegar a ele.
    Shou tomou mais um pouco da cidramel, tinha um toque adocicado e envolvente com um sabor acentuado de fundo, descia queimando pela garganta e esse calor se espalhava por dentro.
__Por que diz algo assim?
__Ainda não descobriu o quanto ele pode ser volúvel?__ Svena inqueriu colocando um pouco mais de malícia em seu olhar.__ Agora entendi...
     E sorriu para si mesma com os lábios bem delineados úmidos de cidramel.
__Etzel saiu de casa... Antes que você o visse com aquelas belas ninfas.
     Shou fitou Svena quando o capuz quase escorregava de sua cabeça, junto com o calor que a bebida propogava em seu corpo, também sentia uma prévia desordem se acentuando em seu pensar, uma estranha excitação que o agitava e em seguida o amortecia.
__Ele estava com duas delas na Luo Pan... E pode ter certeza que não estavam negociando por poções de amor, elas são famintas por sexo.
     Shou estremeceu em seu íntimo e dessa vez não tinha nada a ver com o efeito do conhaque.
__E elas procuram Etzel...__ Svena continuou a se deliciar com a expressão no rosto semi-encoberto de Shou.__ Porque seu suposto mestre de poções nunca nega a elas o sexo que tanto querem.  
    Shou tornou-se cabisbaixo, como anjo regente da castidade que era, entendia que para Etzel o sexo era algo terrivelmente banal. Não tinha um significado profundo, porque era totalmente desprovido de sentimentos.
    O pior de tudo era saber que fazia parte disso.
    Embora tivesse ouvido duas vezes na mesma noite dos lábios do próprio Etzel que era adorado por ele, essas palavras não significavam mais nada. Tinham esfriado, se convertido em orvalho já evaporado pelo calor do sol que banhava Antuerpéria.
      Tinham desaparecido no ar.
      Como não sabia mentir e tão pouco esconder o que precipitava em sua alma, seu rosto adquiriu uma expressão triste.
     O anjo desolara-se sobre o olhar da maga que sabia esconder que estava contente e tocou-lhe a lateral da face num gesto premeditado carregado de perfídia seduzente.
__Pobrezinho... Pensou ser o único objeto de desejo de seu mestre de poções?
     Ouviu as palavras de Svena e ergueu depressa seu olhar surpreendido, se alguém que Shou mal conhecia sabia do que possivelmente estaria acontecendo entre Etzel e ele... Não havia nenhuma exclusividade em como andava sendo tratado.
    Não sabia mais o que pensar, uma tristeza fulminante transbordava e se apossava de sua existência, se misturava com o calor da cidramel e causava sutis tremores que vinham de seu íntimo e se refletiam vagamente em sua tez.
    Era como ter uma bomba-relógio no lugar do coração.

4 comentários:

  1. Oh meu Deus eu ainda quero abraçar o Shou e guiar ele pra casa. Dá uma pena da inocência dele, a pior coisa foi ele ter conversado com essa mulher, ela ardilosa e sabe medir muito bem cada palavra que diz. Imagino que agora haverá uma intriga entre ele e Etzel =/

    Quanto a não lembrar do meu aniversário, não esquenta xD nem eu lembro normalmente. mas bem, como anda a vida? Faz tempo que não pergunto e não sei nada xD
    beijiinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que haja intriga, mas talvez seja de algum modo esclarecedor.

      Eu sei que seu aniversário é em Novembro, certo?
      Mas, eu nunca guardo o dia -.-"
      Conheço uma penca de gente que faz aniversário justo neste mês (e confundo os dias de cada um por sinal).
      Ah, tô bem... Trabalhando na loja virtual e como sempre lendo muito, escutando muita música ^^".
      As crianças quase que nem são mais crianças :p
      A Lua vai fazer 15 anos esse mês (um indício que a Mel está ficando velhinha? Não... Mais experiente! Uahuah... *Flavinha pensando: "Me engana que eu gosto*)
      E você? Já está na faculdade?

      Excluir
  2. Oh, não! Diz que é mentira, por favor :'( Essa maga tem mesmo a audácia de uma serpente... Quero cuidar do Shou :'(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem sim, Golden... É muito ardilosa essa Svena.
      Mas, a postura de alguns dos muitos magos da Aldeia de Hanja é essa... Movida pela perversidade e inveja.

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...