8.3.16

O Segundo Anjo - Crônicas de Antuerpéria Chapter 11 por Mel Kiryu


Chapter 11 Os caminhos ocultos da Aldeia de Hanja

      Antes que terminasse de descer a extensa ladeira, cogitou sobrevoar a aldeia pensando que assim acharia Etzel mais rapidamente.
    Seu dedo indicador acariciou a cabecinha da salamandra que vez por outra espiava pelo capuz, sabendo que não era uma ideia das mais seguras.
    Mas, Shou gostava tanto de voar... Era a verdade mais sincera de sua natureza.
    Não era somente o anjo regente da Castidade, temente a Deus. Como toda criatura tinha vontades, que conseguia manter em harmonia enquanto habitava o Plano Etéreo, enquanto não tinha um corpo físico.

    Frequentemente as vontades de sua essência entravam em conflito com as vontades de seu corpo.
    E era inconveniente ser o único anjo em Antuerpéria.
    Um pensamento lhe atingia, aquele lugar por onde andava não era tão diferente do planeta Terra afinal.
    Os seres existentes em Finis Tempore talvez não o aceitassem por ser diferente, por ser único.
   Vinha-lhe a recordação de quando estava comendo na Taverna Luo Pan e o espaço em seu peito estreitava drasticamente, os magos tinham lançado olhares de furtiva desconfiança ao verem sua face descoberta pelo capuz, olhares que destilavam alguma maldade... Que Shou não compreendia.
           O que eles invejavam? O que um anjo perdido poderia ter a oferecer?
    Shou desejou desesperadamente poder se esconder entre as nuvens, naquele dia haviam muitas delas no céu.
    No entanto, fazê-lo a luz do dia era demasiado arriscado.
    Não tão demasiado arriscado quanto era frustrante ter que ocultar as asas que eram sem dúvida, uma parte importante de seu ser.
    Sentindo as pedrinhas no solo, por baixo da sola da sandália Shou se deu conta que embora não pudesse usar suas asas, era a primeira vez que caminhava sozinho em Antuerpéria.
    Sem seguir os passos de Etzel, sem segurar em seu braço.
    Sozinho, por escolha própria.
    Sem sentir o medo pungente de antes, apenas uma ansiedade pulsante dentro de si diante do que podia ser inesperado.
      Com tantas possibilidades a sensação de agora não era muito diferente da sensação de explorar o céu com suas próprias asas.
                                                         *********
        Descobriu que era fácil se misturar aos seres viventes ou de passagem pela aldeia.
      Assim como Shou, muitos queriam preservar suas identidades também ocultando parcialmente seus rostos com capas e capuzes.
    Em sua compreensão, os seres em busca de poções e feitiços em sua maioria tentavam ser discretos. O próprio Shou considerava a poção de amor feita por Etzel como um feitiço proibido, uma mentira trágica.          
    Deixou a via do comércio e entrou no que parecia ser um túnel, mas na verdade era só uma ruela estreita coberta com galhos de árvores que se cruzavam e se encontravam com folhagem verde e abundante, tanto quanto flores miúdas roxas formando um arco côncavo sobre a ruela.
  Causando a exata ilusão de que fosse um túnel.
   Passou por um dos magos da aldeia pintando sem tinta uma paisagem na parede ao longo da ruela, ele apenas deslizava o pincel de cerdas negras e as cores saíam magicamente e se fixavam a superfície porosa, cada pigmento se encaixava delicadamente dentro do desenho em sutil e sonolenta harmonia.
     Em outro canto oposto da ruela outro mago levitava como que sentado no ar a tocar uma flauta doce.
    Os rostos desses dois magos eram idênticos e logo Shou compreendeu que deviam ser irmãos e que um inspirava o outro com sua arte.
    A melodia da flauta doce fazia com que o outro tingisse magicamente as paredes da ruela estreita e aquele festival de cores animava o olhar do mago que levitava, de modo que o som da flauta não poderia soar mais feliz.
     E Shou prosseguiu, deu três passos despreocupados e sentiu um outro braço se enganchar no seu.
__Se não é o assistente do Etzel... Shou, não estou certa?
    Reconheceu a voz, mas ainda não tinha certeza quem era. Sentiu como se puxassem para trás o capuz de seu manto, contudo não havia ninguém atrás de si que pudesse fazê-lo, mesmo assim seu rosto e seu longo cabelo azul foi revelado e um tanto atônito fitou a maga que manteve seu braço enganchado ao seu.
__Ora, mas é você mesmo.__ Ela confirmou com um sorriso mavioso.__ Perdeu-se de seu jovem e imprudente mestre?
     Shou se inquietou quando se deu conta que a salamandra Yang sumira de seu ombro, sentia que ela não estava por perto... Para onde ela teria ido? Naquele instante apercebeu-se que também não devia estar ali.
     Reconhecia a maga da primeira vez que parara na Taverna Luo Pan e a verdade é que tinha criado uma impressão sinistra e pouca amistosa daquele lugar e de seus frequentadores.  
__Como sabia que era eu?__ Shou questionou num tom de inconformismo infantil, tinha tido tanto cuidado para não deixar seu rosto a mostra.
__Foi sua aura... Ninguém na Aldeia de Hanja tem uma aura como a sua.
     Até podia tornar a questionar sobre a aura, já que nem sabia que tinha uma ou mesmo que algo assim fosse visível.
     Mas, não.
     Shou puxou delicadamente seu braço do toque da maga, a melodia da flauta doce a alguns passos atrás de si havia cessado totalmente.
__Sabe onde posso encontrar, Etzel?  
    A maga sorriu de novo e sem mostrar os dentes, seu olhar remetia a traquinagens, quem sabe a uma pequena e perigosa barganha.
__Posso até dizer... Se me fizer companhia e tomar um cálice de cidramel.
    A maga que trajava um vestido comprido apertado na cintura, de mangas longas e decote generoso tornou a oferecer seu braço a Shou que olhou hesitante para trás de si e viu que não havia mais ninguém.
    Como o cenário tinha mudado de forma tão repentina?
    Vendo uma folha ressecada girar pela brisa no caminho que agora permeava em completo abandono.
    Pensou em fazer o caminho de volta pela ruela, voltar pelo coração fervilhante da Aldeia de Hanja e subir o caminho de volta para a casa ao pé da montanha Damion.
   Mas, também teve medo de retornar e não encontrar Etzel.
   Confusamente, engoliu a seco e tornou a cobrir sua cabeça com o capuz.
   Não aceitou segurar no braço da maga.
    Apenas seguiu adiante caminhando ao lado dela...

40 comentários:

  1. Olá Mel
    Tudo bem?
    Fiquei pensando no que disse ontem de dizer que esses dias anda desanimada, pense que aniversário é coisa boa :)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rima... Tô mais ou menos, ainda tô de mau humor por causa de ontem.
    Mas, também tem esse lance de aniversário... Que eu ainda não sei bem o que tem de bom.

    ResponderExcluir
  3. Puxa não fique de mau humor faz a si mesmo...
    Pense que é mais um ano que está vivendo e que por algum infeliz motivo poderia nunca mais comemorar
    Não pense só no ponto negativo de ficar mais velha

    ResponderExcluir
  4. A culpa não é minha se estou de mau humor... É dele.
    Que me magoou e mesmo assim pensa que estou de frescura.
    É mais um ano em que meu aniversário vai parecer um dia qualquer... Mas, também não sei sinceramente como tornar melhor.
    (Rima vai sair do Pc em 3, 2, 1... *sai correndo do mau humor da Mel*)

    ResponderExcluir
  5. Mas foi apenas por ele criticar sua comida ou tem algo mais?
    porque não faz um bolinho para si ou compra uma prenda para si mesma,mime-se um pouco...
    ( vai ter que me mostrar aquela aura maligna para eu ter medo :p)

    ResponderExcluir
  6. De vez enquanto ele faz isso... Joga na minha cara que não sou cozinheira de mão cheia. Geralmente, tento engolir e levar na brincadeira, mas ontem não deu.
    Fiquei com muita raiva... Não fico jogando na cara dele o que ele não sabe fazer bem.
    E para ele não é nada... Ainda acha que estou sendo injusta ao dar um gelo nele.(pedir desculpas nem pensar)

    Sei lá... Comprar tipo o que? TAMBÉM NÃO SEI... Não ligo para bolo, nem para pizza...
    (Não... Não é questão de medo, é humor insuportável mesmo...)

    ResponderExcluir
  7. Puxa olha que eu jogava na cara o monte de coisas que a outra pessoa não sabia fazer.... eu sem margem de duvida que sou má cozinheira, imagino que a Mel cozinhe muito melhor, mas se não gosta da sua comida que faça para ele,ora...era o que eu faria.
    Acho que seu marido é daqueles que não dá o braço a torcer -.-"

    Eu gosto de o fazer, mas nesse dia minha mãe não deixa, para além que sempre que faço um bolo fica achuado.
    Olha por exemplo comprei pelo natal um perfume para mim mesma
    (Nossa assim acho que vou ter de beber um chá de camomila para ter paciencia, ou seria melhor para a Mel se acalmar ^^")

    ResponderExcluir
  8. Bom, o que eu faço na cozinha tento fazer bem feito... Mas, não sou aquela pessoa que adora cozinhar e inventar mil receitas.
    Faço por senso prático e porque é necessário comer.
    Bem... Ele não é muito romântico, assim por dizer.

    Ontem eu até estava vendo o preço do mangá Bronze/Zetsuai... Mas, tô pensando se vou mesmo comprar. (não consigo pensar bem sobre certas coisas quando estou com esse humor)


    ResponderExcluir
  9. Somos duas XD
    Já ele talvez gostasse de uns pratos bem elaborados
    Eu acho bonito homem romantico, mas ao mesmo tempo acho até meio irritante então acho que também não sou muito romantica, mas isso não quer dizer que ele não gosto de si

    Eu acabei hoje de ver a segunda ova *-*
    Pense direitinho e logo logo seu humor vai melhorar :)

    ResponderExcluir
  10. Não sei... Acho que ele não gosta do meu tempero... Mas, eu cozinho o que ele compra! não faço mágica com a comida. É que ontem calhou de comprar empadas para todos aqui em casa comerem... E pronto, já bastou para indagar porque eu não fazia esse tipo de comida e começar com o discurso infame...

    Eu já fui mais romântica... A falta de romantismo dele meio que comprometeu meu próprio romantismo.
    Bom... Mas, falar disso não resolve mesmo...
    Então... Deixa estar.

    Está escrevendo hoje?

    ResponderExcluir
  11. Ah os temperos são sempre diferentes de pessoa para pessoa, sempre que cozinho na pastelaria ou me cabe a mim fazer a sopa milha colega reclama que o tempero é muito suave, mas sempre fui habituada a carregar pouco no sal porque a minha mãe é hipertensa e já eu não gosto do tempero dela porque acho carregado demais
    Se a Mel não fazia ele... ora meu pai também cozinha ( se for mesmo preciso)

    hummm... entendo
    se não quer falar tudo bem... talvez se irrite mais

    Tou sim, Kimi o ai :)

    ResponderExcluir
  12. Não adianta, quanto mais digito sobre isso, mais frustrada fico...

    E eu escrevendo a estória do anjo...
    Ainda é com o Shuji e o Tadashi?

    ResponderExcluir
  13. Imaginei que sim...

    Eba!
    Não dessa vez é com o Ren e o Ikki

    ResponderExcluir
  14. Espero que sem o Kazuomi por perto...
    E eu comecei a terceira parte \o

    ResponderExcluir
  15. Sem Kazoumi ^^" Só mesmo eles <3

    Agora sou eu que digo que espero que seja com o Etzel e o Shou :)

    ResponderExcluir
  16. Então deve ser daqueles capítulos que eu adoro.
    cheios de amor.

    Esse é só com o Etzel... mas, ele bem que está a procura do Shou.

    ResponderExcluir
  17. É mais ou menos já estou quase terminando-o, mas vou ter que deixar o resto para amanhã

    Então eu fico na torcida para que ele o encontre rapidinho

    Mel eu vou ter de sair
    Se anime, ou eu vou ai e a arranco pela porta fora para irmos dar uma voltinha :)
    Beijinhos e até amanhã

    ResponderExcluir
  18. Mais ou menos? Talvez não seja tão cheio de amor assim...

    Ainda não sei bem, mas não deve demorar.
    Olha que eu topo, hein?
    Dar uma voltinha...

    Até amanhã, amigona.

    ResponderExcluir
  19. Olá Mel
    Eu outra vez por aqui :P
    Tudo bem?

    ResponderExcluir
  20. Olá, Rima.
    Okaerinasai :)
    AH, SIM... Tirando o calor tô bem. :P
    E você?

    ResponderExcluir
  21. Calor? eu diria frio
    Tudo ^^"
    Acho que mais um dia ou dois termino o desenho do luca
    Até que enfim T^T

    ResponderExcluir
  22. Já disse, expulse esse frio daí e varra para cá! (tô muito necessitada de frio!)
    Caramba, esse desenho está consumindo mesmo seu tempo, não é?
    Aposto que o resultado será muitíssimo satisfatório.

    ResponderExcluir
  23. ok...ok entao faça o seguinte: abra o frigorifico e logo vai sentir o friinho em seu rosto :p
    algum... todos os dias divido o tempo entre desenhar e escrever, mas ele tem alguns detalhes e ainda me falta as asas

    ResponderExcluir
  24. Ah, mas este tipo de frio do congelador gasta luz! Assim o Pierre me esfola e uma briga por semana é meu limite ^^"

    E divide o tempo muito bem.
    Sabe o que eu fiz hoje? Comprei dois livros para mim, da trilogia que estou lendo... Minha mãe disse que vai me dar um dinheiro de aniversário e investi nisso.
    As asas é uma das partes que devem dar mais trabalho!

    ResponderExcluir
  25. rsrsrsrs bem que era capaz, a conta nem ia ser bonita

    Tem que ser assim, dividindo o tempo para conseguir fazer um pouco de tudo
    Tá a ver, acabou comprando uma prenda para si, não é bom?
    Que legal assim faz o que quizer com o dinheiro~
    Eu penso que não.. são asas simples

    ResponderExcluir
  26. Só não consegui o primeiro livro da trilogia... Esse que está emprestado comigo.
    A sensação vai ser boa quando chegarem na minha casa ^^"
    Também tô lendo Memórias de uma gueixa (Calhou de eu assistir o filme outro dia e acabei comprando o livro, se gostei do filme, o livro vai ser ainda melhor).
    Bom, para mim que não sabe desenhar tudo é complicado.

    ResponderExcluir
  27. Mas já é bom conseguir os outros dois sempre pode seguir a trilogia
    É sempre boa
    Eu vi esse filme, adorei, ficou no topo dos meus favoritos
    rsrsrs não sabe porque não pratica

    ResponderExcluir
  28. Sim, é minha intenção.
    Embora já li o terceiro livro e estou quase na metade do primeiro.
    Gostou também? Eu idem! Gostei do final quando a Sayuri finalmente beija o Presidente e ouve dos lábios dele que também gosta dela e que foi a pedido dele que a Mameha a transforma em gueixa.
    Pra quê?
    Vou deixar para quem sabe...

    ResponderExcluir
  29. Começou pelo terceiro? o.O
    Sim gostei mas o livro nunca li... Acho que esse foi o final merecido, ela teve um inicio de vida tão sofrido
    Mas eu lembro de alguns desenhos seus não eram maus

    ResponderExcluir
  30. É que o terceiro é tipo uma estória extra, não influencia grandemente nos outros livros. É o ponto de vista de uma das personagens que passa 7 dias esperando a visita de alguém que ela considera especial.

    O livro é muito bom também! É o ponto de vista da Sayuri e tem mais detalhes, mostra mais a fundo a relação com Nobu-san também e mostra mais o afeto que ela desenvolve pela Oka-san da Okya... Que no filme não dá para sentir tanto.
    Mas, me parece que ela teve que ter uma relação escondida com o Presidente... Ele já tinha uma esposa.

    Bom... Quem sabe um dia volto a desenhar.

    ResponderExcluir
  31. Sete dias é muito tempo imagino que esse personagem esperava ansioso e o tempo se tornou seu inimigo

    Não no filme não dá para sentir tanto esse afecto pela oka-san
    Ah isso sim também me pareceu isso, acho que ele falou sobre isso no final do filme....

    Quem sabe...

    ResponderExcluir
  32. Na verdade, o que se tornou inimigo da Auri, foi a necessidade de ter tudo perfeito para a vinda de quem ela tanto esperava... Ela suou para deixar tudo de acordo.

    Não dá... Nem a repugnância da Sayuri quando a avó da Okya.
    Mas, confesso que ficou com dó do Nobu-san...

    Se eu voltar a desenhar claro que vou mostrar a você...

    ResponderExcluir
  33. E talvez no final a pessoa nao deu importancia a tudo estar perfeito, digo eu

    Os filmes não mostram tudo como no livro
    Também fiquei porque ele gostava mesmo da Sayuri e no final ela preferiu o presidente

    Hum então eu vou esperar por esse dia :)

    ResponderExcluir
  34. O terceiro livro foi mesmo muito bom. ^^"

    E por isso gosto de conferir os livros... São surpreendentes!
    Porque o presidente era seu sonho, seu objeto mais querido de afeição cega.

    ResponderExcluir
  35. Eh que bom livros assim vale a pena

    Pois era foi o que a fez querer crescer e no fundo ela a ama, problema que o Nobu-san fica ali no meio do lago sem ter para onde remar

    ResponderExcluir
  36. Mel eu vou ter de sair
    Beijinhos e até amanhã

    ResponderExcluir
  37. Oi Mel
    Sobre kind of blue eyes:
    Satomi voltando a ser idiota g.g AUAHAUHAJSHS eu gosto da sinceridade do pai dele. Conselhos assim sao os melhores.

    Sobre crônicas de antuerpéria
    Espero que o Etzel encontre o Shou antes dessa maga tirar alguma informação relevante dele, o que parece ser seu objetivo T.T
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Satomi teve uma recaída na idiotice, mas ele há de se recompor :p
      E o pai dele há de ser uma boa ajuda.

      Hum... Sobre o Segundo Anjo, nem vou comentar. :)
      Melhor você ler e ver o que acontece ^^"

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...