9.4.16

Kimi o ai Hajimeru Capitulo 44 por Rima-san


Capitulo 44
As pequenas doces palavras

          No final das aulas Shuji e Tadashi saíram juntos contudo não encontraram Ikki, tinha começado a nevar ainda que fraca a neve caia e ao chegar ao chão dissolvia-se em água, Tadashi gostava de agarrar o braço de Shuji com se daquele jeito ficasse mais quentinho e mesmo que o frio batesse em seu rosto sentia-se mais aconchegado.

          Ao chegar em casa Kuro estava deitado sobre a cama dormindo profundamente, o lugar era quente e sem duvida reconfortante e deveria ter o cheiro dos seus donos, gatos gostam de o sentir e Tadashi bem sabia, chegou perto dele e afagou-lhe as orelhas, o bichano apenas  moveu os bigodes e continuou como se nada fosse, já Shuji tinha ganas de o atirar abaixo do colchão, seu édredon devia estar cheio de pelo de gato e logo ficava a pensar nas suas consequências.
_Esse gato não tem mais onde dormir?_ Resmungou e Tadashi apenas ignorou._ Devia estar preso numa gaiola como aquele rato não me dava tantos problemas.
_ Shuji não sejas mau…_ Fez beicinho como se de uma forma leve o censurasse._ Tu até gostas do Kuro…
_Isso é o que tu tentas te mentalizar._ Sentou-se na cama e o gato estremeceu de leve.
_Não! Essa é a verdade tu só não gostas dele porque és alérgico, já falemos isso mais vezes mas quando vais tomar essa vacina anti alérgica?_ Tadashi de novo voltava aquele assunto e Shuji  enfim encarava os factos.
_Pronto eu vou, mas tu vais comigo e faz tu a marcação da vacina…_ Desviou o olhar emburrado.
_És um lindo._ Beijou-lhe a bochecha e o gato de pelos negros acordou._ Tem algo que não te contei ainda.
_É coisa boa?_ Passou os dedos no pelo macio do felino não  ligando mais para alergia e o bichano pulou abaixo da cama.
_Digamos que sim…_ Minha mãe arranjou um comprador para o apartamento e pelos vistos vais ser um bom negocio…
_Tou vendo, ela tinha falado que dava esse dinheiro pra gente comprar uma casa, vai dar mesmo todo, aquela apartamento não era para qualquer carteira._ Shuji parecia mais serio e Tadashi deitou-se pousando a cabeça em suas pernas.
_Ela prometeu… dá para comprar casinha pra nós e com sorte ainda sobra para a mobilar, mesmo ela disse isso.
_Então tu agora sempre estás decidido em comprar uma casa nova?_ Afagou-lhe os cabelos castanhos e Tadashi lhe sorriu.
_Tenho que enfrentar a realidade, é o melhor para nós essa casa esta a ficar velha a manutenção fica cara, além disso podemos escolher os dois uma casa que será de nós os dois, entendes?_ Shuji se vergou e beijou-lhe os lábios.
_Até que já considerava essa de nós dois…. Mas a ideia de um lugar novo, um que seja o nosso ninho é bem legal…_ Riu imaginando como seria o lar perfeito para os dois mas não conseguia chegar a uma conclusão apenas se tentava acostumar com a ideia que algumas coisas mudariam.
_Sabes que até estou empolgado com isso? Não precisa de ser uma casa grande uma casinha para nós dois chega, e a decoração temos que pensar nas cores ah Shuji dessa vez as coisas vão ser feitas de uma forma melhor.
_De certo modo eu também estou…_ Olhou pela janela e apercebeu-se que já tinha deixado de folecar._ Mas mano…. Ainda vou ter saudades deste lugar.
_Não fiques dizendo “Saudade” mas leva as boas recordações._ Tadashi se levantou e agarrou a face de Shuji juntando seu nariz ao dele.
_Ah Tadashi… este teu jeitinho bobo me deixa doido._ E roubou-lhe um beijinho._ Tadashi sorriu-lhe tímido e se abraçou nele.
_Eu gosto dos jeitinhos todos em ti._ Shuji o empurrou contra a cama e os dois trocavam olhares.
_Até do mais agressivo?_ Tadashi soltou uma gargalhada e Shuji lhe puxou pela gola da camisa._ Posso até me tornar perigoso!
_Não tenho medo._ Ria-se devido ás cócegas que ele lhe provocava.
_Jura?_ Mordeu-lhe o pescoço e tentou arrancar-lhe a camisa._ Devias ter medo!_ Mas para Tadashi era apenas uma brincadeira e de facto se tornava uma linda brincadeira de afetos que em meio a gargalhadas e espirros terminou Shuji ficou deitado na cama se recompondo._ Seu desmancha prazeres!
_Deixa ser…. Mas quando tua barriga começar a roncar até vais retirar o que dizes._ Tadashi ajeitou a sua roupa no corpo e se levantou.
_Que vai ser a janta?_ Perguntou erguendo-se mas Tadashi apenas lhe esboçou um sorrisinho
_Se queres saber porque não me ajudas na cozinha?_ A proposta era tentadora mesmo Shuji não gostando de cozinhar levantou-se e caminhou atrás de Tadashi, cozinhar com quem amava sempre se tornava uma tarefa bem mais agradável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...