15.4.16

Kind of Blues – Episódio 7 Parte 4 por Mel Kiryu


Kind of Blues – Episódio 7 O fio vermelho do destino desamarra sem querer
Parte 4 (por Hitaki Kiriya)

     Falei com meu pai na manhã seguinte, pouco antes de sair para outro dia do curso.
   Eu tratava de prender o celular com o auxílio de meu ombro, enquanto eu guardava as apostilas na mochila.
__O primeiro dia foi mais orientação, pai... E a entrega do material didático. Então, não posso dizer que foi grande coisa.
__Entendo... E como são as acomodações do Albergue?
__São boas... A comida também... Só que...
    Fechei o ziper da mochila e segurei o celular endireitando minha postura.
__Talvez, fazer esse curso não tenha sido uma ideia tão boa...
__Mas, foi você mesmo que demonstrou interesse!... Aconteceu alguma coisa, Hitaki? Não me diga que já está com saudades do seu quarto?
__Não... Claro que é um pouco solitário, mas sinto como se estivesse no lugar errado.
__Isso porque são os primeiros dias, logo vai fazer amigos e nem vai pensar em voltar para casa tão cedo.
__Pai... Tem visto Satomi... Ou o senhor Kazuo? Queria saber se está tudo bem...
__Ontem vi a casa dos Keiko fechada... Não estive com nenhum dos dois.__ Meu pai replicou um pouco pensativo.__ Caso eu esbarre com Kazuo, pergunto para você... Tudo bem?
            Não, não estava tudo bem.
            Eu não estava me sentindo sozinho porque estava longe de casa, já via me sentindo assim a algum tempo, o mês de maio inteiro me sentindo deslocado dentro da minha própria vida.
__Eu tenho que ir pai, ou vou me atrasar.
__Sua mãe pediu para você se alimentar direito... Não ficar pulando refeições.
__Posso fazer isso... Até mais, pai.
__Até, Hitaki... Cuide-se.
     Pendurei minha mochila em um dos ombros, suspirei.
     Do que adiantava voltar? Satomi poderia me evitar mesmo que estivéssemos na mesma cidade.
     Se bem que por um momento fechei os olhos ainda segurando meu celular e me imaginei embarcando num trem de volta para casa.
                                                            *******
       Dias se passaram e aquelas noites chuvosas em Sunakawa estavam me deprimindo.
    Eu podia lidar com os dias quentes e chuvosos, mas as noites eram intermináveis.
    Era o momento em que eu me sentia mais sozinho.
    De dia eu encontrava com Tsukemi e nós sempre saíamos para conversar, eu evitava falar sobre Yuki, eu ainda não havia tido aula com ele naquela semana.
    Em um daquelas noites chuvosas em que eu estava isolado em meu quarto no albergue, tentava ler um livro sentado no futon dobrado quando bateram na minha porta.
     Abri a porta, conhecia de vista o rapaz. Ele alugava um dos quartos no mesmo dormitório do que eu, estava fazendo o curso de verão na sala da turma B.
__Você que é Kiriya Hitaki... Não é?
__Sim, eu mesmo.
__Tem alguém te procurando... Lá fora debaixo daquela chuva, deve ter muita urgência em estar com você pelo visto.
__A pessoa tem nome?
__Não disse, mas bem que achei familiar... É um cara dono de um Mazda branco.
__Obrigado...
__Era alguém que você estava esperando?__ Ele perguntou a se distanciar, mas me olhava diretamente, parecia intrigado.
__No fundo... Eu acho que sim.
    O rapaz se distanciou um pouco mais, eu tranquei meu quarto e segui pelo caminho oposto no corredor.
    Eu não estava com guarda-chuva, saí do meu quarto do jeito que estava, vestindo uma blusa de malha de manga curta, calça velha de sarja que eu gostava de usar para dormir e chinelos.
    Saí do albergue e vi o Mazda branco estacionado perto de outros veículos.
     Era de se imaginar que naquela hora da noite e com a chuva que estava caindo, não se visse uma viva alma por perto.
    Caminhei sob o temporal com o coração pulsando na sola dos pés, em direção ao Mazda branco.
    Quando eu estava na metade do caminho, a porta do carro se abriu e Togashi Yuki saiu do carro, olhou para mim.
     Todo meu ser mais uma vez se converteu num único coração pulsando alucinado. Meus pés praticamente dispararam entre as poças, arranquei o óculos do rosto porque a chuva turvava as lentes e eu precisava vê-lo.
    Não apenas vê-lo, era urgente tocar Yuki.
    Freei meus pés bruscamente e Togashi segurou meus ombros para me ajudar a parar, nossos olhares colidiram sob a chuva torrencial.
    Nós dois pensamos no mesmo, não dissemos nada durante aquela profunda troca de olhares.
    Como meus chinelos eram demasiado baixos, fiquei na ponta dos pés e nossas bocas se mesclaram com fissura e nos abraçamos, nos agarramos sentindo as gotas frias e contínuas ensopando nossos corpos, escorrendo por nosso cabelos.
     A chuva se misturava ao sabor do beijo.
     E mesmo a chuva sendo tão fria, eu me sentia tão subitamente quente.
     Não era só o desejo meramente sexual, era se sentir vivo.
     Sentir-se envolvido pelo calor, pela existência de outro ser humano.
     Tendo o sentimento recíproco, enquanto nitidamente eu sentia aquela solidão deserdar meu espírito.
     Era paixão o que eu sentia?
     Um sentimento indiscernível que me deixava tonto, quando dei por mim tinha as costas pressionadas contra o Mazda branco e os braços de Togashi me detinham num abraço quase sufocante.
     Meus dedos que seguravam meu óculos pela haste tremiam quase dormentes, a ponto de deixá-lo cair...

           
               

14 comentários:

  1. Bom dia Mel
    Que capitulo lindo, uma noite de chuva se torou em algo bem romantico, estava á espera desse encontro mas não tão caloroso *-*

    ResponderExcluir
  2. Bom dia!
    Do jeito que o Hitaki estava se sentindo só a ponto de desistir de tudo em Sunakawa, o Togashi Yuki foi um verdadeiro milagre nessa noite cinzenta e chuvosa e que não parecia oferecer coisa alguma.

    ResponderExcluir
  3. Verdade... e pode-se dizer mesmo um milagre
    Quase como uma anjinho aparecendo para o confortar, O Hitaki não poderia desejar algo melhor

    ResponderExcluir
  4. E é um anjinho mesmo... O anjo da água tônica.
    Eles terão chance de ficar a sós no período do curso, há de ser interessante. (Eu mesmo tenho que reler)

    Agora o Tetsuo é muito sortudo! (também quero um playstation 4 :p)
    Acho que é a primeira vez que o vejo tão contente, mas mesmo a alegria do Tetsuo é meio reservada e tímida.

    ResponderExcluir
  5. Opa se vai ser interessante! (inveja do Hitaki )
    O Hitaki ainda vai se esquecer do Satomi nesse periodo

    rsrsrsr ( minha mana tem eu costumava ir jogar na casa dela era bem legal)
    Bom ele está com muitos desconhecidos e mesmo que fosse só com o pai ainda se sentiria um pouco assim por ter passado um bom tempo sem manter contacto com ele

    ResponderExcluir
  6. Hum... Esquecer do Satomi tenho minhas dúvidas, mas esse é um novo momento na vida do Hitaki.

    Eu adorava jogar Play 1, aqui em casa tem o play 2 só que dos jogos dele não gosto tanto... Não sei se você conhece, mas eu sou fã de um jogo chamado Crash Bandicoot, eu fechei todas as versões que eu tinha do jogo (menos do Crash Bash). Eu tenho esse jogo para Game Boy no meu notebook.
    Não sabia que você curtia vídeo game ^^"

    Entendi... Ainda verei outras facetas do Tetsuo futuramente.

    ResponderExcluir
  7. Que ele certamente não esquecerá

    Sinceramente nem curto o unico que jogava era litlle big planet

    Sim ainda vai... ainda que continue a ser o mesmo retraido de sempre -.-"

    Mel eu vou ter de sair para o almoço
    Beijinhos
    Até mais!

    ResponderExcluir
  8. Pois sim... Tanto que mesmo no momento atual da estória, o Hitaki ainda pensa no Togashi.

    Não curte Games não? 0_o
    Por um momento achei que sim.
    Eu não sou totalmente aficionada por games, mas tem alguns jogos que eu adoro.

    Hum... O Hitaki é reservado, embora por ser mais velho pareça um pouco mais seguro, mas se bobear o Tetsuo é tão imaturo quanto o Hitaki.

    Bom almoço!! E bom apetite. :)
    Até mais. <3

    ResponderExcluir
  9. Passando para demonstrar minha felicidade em rever Yuki: Que maravilhaaaaaaaaaas >o<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, agora o Yuki aparecerá bastante. \o
      Matarás a saudade dele :)

      Excluir
  10. só a única sotaki shipper aqui? troste
    vambora fingindo que eu não sumi é que capítulo lindo!!!! mas eu não shippo isso ew q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Torie, eu sou mais o Satomi e o Hitaki juntos, mas não te escondo que o fã club do Togashi é meio grandinho :p

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...