10.5.16

Kimi o hajimeru Capitulo 45 por Rima-san


Capitulo 45
Depois de decidido é impossível voltar atrás

A terça-feira enfiam havia chegado e com ela o nervosismo de Ikki apenas tinha aumentado, tinha aulas de manhã e mesmo ainda sendo um dia de inverno estava mais quente que o habitual, a neve que tinha acumulado nas ruas tinha derretido e aquele solzinho inverneiro tornava-se gostoso mas Ikki nem ligava para ele.
Pouco tempo teve para conversar com Tadashi e Shuji antes de ir para aulas e no intervalo encontrou com Kazoumi e não teve chance de os encontrar, o menino ingénuo nem se apercebeu que Kazoumi tinha feito isso de propósito, apenas para cumprir o capricho de ter Ikki só para ele.

_Ikki-chan hoje estás diferente…_ Comentou bebendo o restinho do sumo do pacote, fazendo um barulho de sucção com a palhinha.
_Não tô nada._ Ikki puxou os seus cabelos, ainda não tinha comido nada nem sequer tinha vontade de comer.
_Estás sim pareces, nervoso ou ansioso._ Kazoumi deduziu apenas observando o garoto._ Ou…. Tu não queres estar comigo?
_Não é nada disso… não mesmo._  Suspirou e arrastou a cadeira._ Só tou pensando numas coisas que tenho que fazer logo de tarde._ Levantou-se mas Kazoumi segurou-o pelo pulso.
_Que coisas?_ Seus olhos azuis mostravam-se preocupados e curiosos.
_Coisas minhas._ Puxou o seu braço recuando um passo.
_Desculpa se me intrometi demais, só estava preocupado._ Ikki baixou o rosto e tricou o lábio percebendo o quão ríspido tinha sido.
_Sem problema eu que tou com pressa, quero falar com uns colegas sobre um trabalho._ Puxou a alça da mochila e tentou mostrar-se mais calmo._ Tenho mesmo de ir…_ Falou baixinho e acenou-lhe deixando Kazoumi sozinho, talvez meditando sobre o que realmente necessitava fazer para cativar o menino de uma vez por todas, algo estava falhando ali.
O garoto foi simplesmente para a sala de aula não que presença de Kazoumi o perturbasse mas queria estar sozinho, tentou focar-se nas aulas e quando terminaram arrumou suas coisas, naquele dia Ren tinha combinado de o ir esperar para que ainda almoçassem juntos, mas á saída encontrou com Shuji e Tadashi.
_Olha o Sr. Desaparecido._ Shuji desdenhou agarrando o miúdo pelos ombros.
_Eu não andava desaparecido, só não me apeteceu falar._ Retorquiu fazendo um beicinho.
_Mas estás chateado connosco ou com alguma coisa ?_ Tadashi adiantou-se a perguntar preocupado.
_Não nada disso… eu que arranjei um trabalho._ Admitiu tricando o lábio.
_Que trabalho?_ Shuji perguntou curioso largando o miúdo.
_É meio complicado._ Começou a falar mas logo ouviu a buzina de um carro e olhando percebeu que era Ren que o esperava dentro do BWM branco._ Amanhã a gente fala como mais calma, agora tenho que ir… Ren está a minha espera.
_Ok… boa sorte._ Tadashi disse amigável e os amigos despediram-se.
Ikki entrou no carro e cumprimentou Ren com um leve selinho e logo Ren arrancou, o menino não sabia o que dizer então acabou por ficar calado á espera que Ren falasse primeiro.
_Parece-me que alguém está nervoso._ Comentou atento ao movimento na estrada.
_Um pouco não é todos os dias que se vai tirar fotos vestido de menina!_ Sua voz saiu mais ríspida e logo se arrependeu do jeito que falou.
_Vá não fiques assim preparei um almoço com coisas que tu gostas._ Tentou animar o garoto e então ele começou a falar mais, quando chegaram a casa Ikki tomou um banho almoçou e vestiu-se de uma forma casual mas feminina colocando a peruca que lhe tinham dado, seu segredo seria esconder sua verdadeira sexualidade, o bom da situação é que podia dizer a quem quer que fosse que Ren era seu namorado e andar de mão dada com ele por onde quisesse.
Ao chegarem aos estúdios de Vanilla Secret, Akira os esperava deu algumas indicações a Ikki, foram-lhe dadas as roupas que devia vestir e uma menina fez-lhe a maquiagem, antes da sessão começar olhou-se ao espelho, seus longos cabelos levemente ondulados nas pontas, seus longos cílios postiços , seus lábios pintados com um discreto gloss, usava um soutien para fazer algum volume e uma mini saia aos folhos tudo eram coisas que o faziam parecer uma delicada garotinha e sobre aquela figura  tentava-se mentalizar, quem estava ali não era mais Ikki Touma mas sim Nina Touma, esse era o nome que lhe deram para se transformar uma garota, agora sobre os holofotes apenas tinha que agir como tal, sendo Nina…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...