7.5.16

Love is strange 2 Capitulo 12 por Rima-san


Capitulo 12
Uma fatia de sol, um buzio e água salgada

           Três dias tinham-se passado a voar e Nobuhiko tinha arranjado uma menina a part time para tomar conta da sua floricultura os dois dias que estaria fora, era uma quarta feira quente e ainda pela manhã bem cedo em que o nevoeiro ainda cobria as plantas mais baixas partiram, Hisashi nem sabia ao certo o destino apenas levava consigo um saco com o básico e sua ansiedade de viver dois dias somente para a pessoa que amava.

          A viagem foi um pouco longa, quase de três horas, estiveram para parar numa estação de serviço mas Nobuhiko afirmou estarem perto que já não valia apena e  Hisashi ficou deveras entusiasmando quando viu o mar ao longe.
_Nobuhiko é o mar!_ Sua mão embateu no  vidro da janela do carro.
_Estamos em Tomori, acho que alguém gosta do mar._  Sorriu percebendo que de facto tinha acertado o local para passarem aqueles dois dias.
_Se gosto…._ Disse baixinho nem percebendo que estavam perto a estacionar.
_Primeiro vamos comer alguma coisa e arranjar alojamento depois sim vamos ver o mar._ Era um parque publico onde deixou o carro coberto pela sobra das grandes arvores.
_Acho uma ótima ideia._ Andaram um pouco pelo centro da cidade até encontrarem um cafezinho para lancharem e no final Nobuhiko perguntou á empregada de balcão onde poderia encontrar uma pousada para passar a noite, a menina pegou numa caneta e escreveu num papel indicações de alguns bons locais para descasarem.
_Temos mesmo que procurar primeiro um lugar para passar a noite?_ Hisashi ia tão distraído que nem se apercebia as pessoas que o olhavam de mão dada com outro homem.
_Aquela menina disse que tinha um lugar muito bom aqui perto, fico mais sossegado em arranjar um quartinho para nós primeiro._ Sorriu-lhe e Hisashi corou, então percebeu os olhares, aquelas pessoas que passavam por eles deviam estar cheias de mãos pensamentos, ainda pensou puxar sua mão, separa-la de Nobuhiko, mas fazendo isso estaria a rejeitar seu próprio namorado também._ Olha acho que é aqui, vamos entrar._ Puxou por ele e os dois entraram na pequena pensão._ Bom dia._ Nobuhiko disse gentil para a velha senhora ao balcão._ Tem um quarto de vago para passar essa noite?
_Ora deixa-me cá ver._ A mulherzinha demorou um tempo a confirmar, pois não tinha muito jeito a mexer em computadores._ Não seria melhor dois quartos?
_Não minha senhora, um quarto de casal está bom._ Nobuhiko manteve o doce sorriso enquanto Hisashi se manteve um pouco mais afastado.
_Um quarto de casal?_ Tornou a insistir a velha mulher.
_Sim… sim! Fica mais económico não é mesmo? E é para passar apenas uma noite, nós os dois não nos importamos._ Tentou dar um justificativa que não fizesse a mulher continuar a olhar para eles de lado.
_Sendo assim tenho um quarto, vou vos acompanhar até lá._ Arrastou a cadeira e levantando-se subiu a escadaria de madeira levando-os atrás de si, um quarto não muito grande mas com uma linda vista para o mar, só isso era o suficiente para preencher Hisashi de felicidade.
_Vou buscar nossas malas ao carro, porque não esperas por mim aqui?_ Nobuhiko sugeriu depois da senhora os deixar a sós.
_Posso muito bem ir ajudar-te._ Fechou a janela encarando-o.
_Hum… mas é pouca coisa, trago bem sozinha, fica aqui e espera por mim._ Piscou-lhe o olho e Hisashi acabou aceitando, viu-o sair e sentou-se na cama, olhou tudo a sua volta era um quarto bem diferente daquele que costuma dormir todos os dias, mas o sol que batia na vidraça esse era o mesmo, era  tão belo que podia jurar que aqueles dois dias seriam mágicos.
Nobuhiko não demorou mais que um quarto de hora a chegar, arrumaram seus pertences e saíram, finalmente Hisashi podia ir até junto do mar, chegando junto á praia descalçou-se e correu pela areia até chegar perto da água, Nobuhiko o ficou observando um pouco mais atrás.
Nunca vira Hisashi tão animado, afinal pedir uma opinião a Tetsuo tinha-se tornado uma grande ajuda, chegou um pouco mais perto dele e o abraçou pelas costas, aquela hora poucas pessoas passeavam na praia então não achava que era necessário esconder a intimidade entre os dois.
_Hisashi…. Agora que estás perto do mar me diz o que sentes?_ Perguntou pousando o rosto no ombro dele.
_Me sinto…_ Respirou fundo e fechou os olhos._ Me sinto.. muito feliz, o som do mar é tão calminho._ Uma das mãos apertou a de Nobuhiko e a outra passou em seu cabelo._ É parecido como…_ Trincou o lábio e gesticulou a cabeça negativamente._ Nada… esquece.
_Ah agora não esqueço não!_ Levantou o seu rosto injuriado e Hisashi riu.
_Depois te conto._ Puxou pela mão dele para caminharem á beira-mar _ “É parecido como quando ouço o teu coração….essa pequena musiquinha que me acalma e que me faz amar, sons diferentes, mas com significados bem idênticos”_ Confessou só para si, porque no final havia sempre coisas que seriam seus pequenos segredos preciosos que nem Nobuhiko tinha total acesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...