1.5.16

O Segundo Anjo - Crônicas de Antuerpéria Parte 2 Chapter 2 por Mel Kiryu


Parte 2 Chapter 2 O mago sai em busca do anjo perdido

    Acordou na manhã do sétimo dia, maldizendo o sol que entrava pela janela do aposento, a voz de um cliente no portão de sua morada atrás de sua poção de amor.
   Não sabia porque estava de mau-humor, sentou-se na cama sentindo instantaneamente falta de Shou, seu corpo nu embolado nas roupas de cama.
   Cada vez mais irritado, Etzel arrumou o que vestir dentro daquele aposento e gritou da janela para o cliente em seu portão esperar.

   Não demorou a vestir-se, atendeu sem paciência alguma o aldeão em seu portão.
     Deu uma olhadela cuidadosa no quintal, verificou que se Shou estava nas partes mais altas das árvores, mas somente ouvia o barulho do vento.
   Não havia nada, a não ser a presença de sua salamandra de estimação entre os arbustos de hibisco de seu quintal.
   Etzel não tinha apenas um mal pressentimento, entrou em casa cada vez mais inquieto e o silêncio apenas quebrado por sua respiração o consumia.
    Ia se teletransportar para o interior da fenda na montanha Damion, mas desistiu ao perceber que um de seus livros haviam sumido de uma das prateleiras sem fim de sua parede.
   O presságio que o envolvia era a cada instante mais pesado de carregar, mesmo assim olhou em cada cômodo de sua antiga casa, também foi até a caverna na montanha, seu interior úmido e vazio.
    Sem qualquer sinal de Shou.
    O livro era a chave, Etzel lembrou-se de Shou comentando sobre o feitiço que ele tinha achado, o feitiço que abriria o portal para outro mundo, outra possível dimensão.
    Etzel conhecia esse feitiço vagamente, não se interessava grandemente por esse tipo de encanto, além de ser um encantamento em proporções que não estava acostumado executar.
   Contudo, sabia.
    Shou era ingênuo o suficiente para tentar executá-lo.

     Não podia perder tempo, não tinha como conseguir naquela altura algum animal hibrido alado para facilitar sua mobilidade. Tinha que seguir mesmo por terra, conseguiu um cavalo montês quase na saída da Aldeia de Hanja e levou consigo a salamandra Yang que poderia quem sabe seguir o rastro de Shou.
    Havia tido o cuidado de deixar o território de sua casa protegido com magia.
   Apenas levando consigo algumas moedas, caso precisasse pagar algum abrigo para passar a noite, assim como fazer algum a refeição e um alforge com poções, venenos e pergaminhos de feitiços como alguma garantia de proteção.
    Estava certo de que Shou não tinha se deslocado por terra, voar sem dúvida fazia com que ganhasse tempo e tinha menos chance de encontrar perigos indo pelo céu.
     Todavia, Yang talvez tivesse um faro poderoso o suficiente para sentir a essência de Shou ainda que ele tivesse se deslocado pelo ar.
     Se Shou tinha ido para onde Etzel imaginava, tinha três dias de viagem pela frente.
     Era a primeira vez em sua vida que o mago deixava a Aldeia de Hanja.

                                                     ********
     Sobrevoaram juntos a Floresta de Tânatos, a parte de sua mata densa e fechada.
    Sob suas cabeças haviam nuvens escuras que pareciam rosnar entre si, não parecia ser exatamente o melhor dia para voar.
     Shou e Dawn voaram cerca de quarenta minutos, o anjo seguiu a fada.
     Cegamente.
     Quando Dawn ficou imóvel num ponto fixo do céu, apenas agitando suas asas translúcidas o suficiente para se manter no ar, Shou olhou para a paisagem abaixo, o que parecia ser um templo no alto de um monte de difícil acesso por terra.
__Eu não posso ir além, anjo... Mas, o Tabernáculo está logo abaixo de nós.
__Entendi... Diz isso porque Magos e fadas tem essa tola rivalidade?
__Não é somente isso... É uma rivalidade muito antiga, não que não seja de fato tola.
__Dawn... Assim que nos conhecemos... Você disse que era uma fada exilada.
__Prestou atenção, não é?__ Ela sorriu vagamente tendo seu cabelo verde sacudido pelo vento.__ Foi justo porque... Gostei bastante de um mago, não podia ser uma afronta maior para o reino das fadas.
    As asas de Shou também o deixavam suspenso no ar e mirou-se ainda mais profundamente em Dawn sem conseguir dizer que sabia muito bem como ela se sentia.
   Gostar de Etzel também era uma afronta para o Deus que habitava o plano Etéreo.
__Dawn... Como posso retribuir o favor?__ Shou indagou afim de distrair-se de seus pensamentos mais sombrios.
__Já que perguntou...__ A fada replicou levando uma mecha de seu cabelo atrás das orelhas pontudas.__ Quando encontrar o Mago Sacerdote do Tabernáculo... Diga a ele que Dawn sente falta do som de sua cítara.
__Eu direi.__ Shou acenou serenamente com a cabeça.
    A fada deu meia volta a se afastar e Shou sentiu um aperto sinistro no coração, não havia ninguém que pudesse dar algum recado seu a Etzel, como evitara a Aldeia de Hanja não encontrara nenhum mago, tão pouco deixara se quer um bilhete para Etzel antes de deixar a casa onde o mago havia lhe dado abrigo.
     Não tinha agradecido, não tinha se despedido, nem dito tudo que sentia.
     Foi perdendo altitude e devagar desceu de fronte a entrada do Tabernáculo, olhou a íngreme descida apertando o livro antigo contra seu peito, suas asas desparecendo para dentro de seu ser logo que seus pés tocaram o chão.
     Seu coração pulsava tão intensamente que perturbava seus sentidos.
     Fechou os olhos antes de prosseguir a sentir o interior de sua boca seca.
     "Etzel... Perdoa-me... Não queria ter sido tão ingrato com você."

14 comentários:

  1. Oi Mel
    Martim também diz oi :p
    Eu adoro essa parte que o Etzel quer ir atrás do Shou e quero que o reencontro seja lindo ainda que seja demorado

    ResponderExcluir
  2. Olá, Rima! E Oi, Martim <3
    Hum... Temo não corresponder suas expectativas no que diz respeito ao reencontro ser lindo... Essa parte 3 que estou escrevendo tem sido mais tensa ainda! Também anseio por um momento de tranquilidade e amor entre os dois.

    ResponderExcluir
  3. Eu sei... a Mel já disse isso varias vezes, eu ainda fico aguardando esse momento lindo chegar
    A Mel disse que ia dar uma pausa, mas já está escrevendo os capitulos do anjo

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que repito muito, porque não quero causar decepção -.-"
    Eu dei uma pausa de uma semana e escrevi 17 capítulos da estória nova ^^"
    Mas, me deu vontade de retomar a estória do anjo, porque tive uma ideia para desenvolver entre um confronto entre os magos e os anjos num castelo... Estou num ponto que novos personagens entram... Inclusive o irmão mais velho do Etzel.

    ResponderExcluir
  5. rsrrssr não causa não
    Eu tou curiosa acerca dessa historia nova
    Então melhor aproveitar as ideias enquanto flui melhor, e mano do Etzel é lindo como ele ? *-*

    ResponderExcluir
  6. Ah, não sei...Tenho lá minhas dúvidas.
    Acho que quando retomar, não devo demorar a concluir...
    Pois é!
    Hum... O mano do Etzel é um mago bonito, mas não tem nada a ver com seu irmão mais novo... Porque eles são irmãos por parte de pai somente. Eles tem suas diferenças e modos opostos de pensar... E enxergam os anjos de maneira totalmente diferente!

    ResponderExcluir
  7. Sério? Eu sei que a Mel tem muitos capitulos adiantantos mas a ideia de terminar, me deixa triste....
    O facto de ser bonito ameniza um pouco (tou brincando) Mas falando assim acho que devo ficar um pé atrás com ele

    ResponderExcluir
  8. Mas, não é a estória do anjo que vou concluir... Ai, ai, essa vai demorar.
    Devo concluir mais rápido esta nova que não tem nome... Porque eu acho que deve ser um conto curtinho.

    Claro que o irmão do Etzel tem lá seu fascínio, o Etzel enquanto é um mago preguiçoso, tem um irmão que tem um cargo importante no Conselho Supremo dos magos... Já o Etzel se especializou em magias com fogo e poções e achou que fez demais :p

    Mas, pode crer que o que acontecer de ruim, tem o dedinho mal intencionado do Saejin.

    ResponderExcluir
  9. Então eu já estava entendendo tudo mal
    Ah ainda que seja um conto pequenino de certeza que é bom

    rsrsrs que diferença esses manos tem!
    São agua do vinho

    Desse eu já espero tudo Mel -.-"

    ResponderExcluir
  10. Eu creio que tem muito para acontecer até o Etzel e o Shou tiverem paz para ficarem juntos como se deve e como queremos *-*
    E nessa terceira parte que o Saejin vai se mostrar a valer. (Você mal conhece o Saejin, mas já espera tudo de ruim dele! E olha que há quem se encante por ele)

    São mesmo... Como a maioria dos irmãos aliás.

    ResponderExcluir
  11. Esperar é uma virtude é isso que temos que pensar :)
    Ainda assim imagino o Saejin o mais sensual de todos ( eu espero, só de imaginar que mata pessoas já é o suficiente, só se encanta quem tem os mesmo gostos que ele)

    Sim é verdade, irmão são diferentes, pura realidade

    ResponderExcluir
  12. Verdade, vai valer a pena. ^^"
    É... Pior que deve ser mesmo um dos mais sensuais.
    E quem não conhece de todo, claro que vai achar que ele é encantador... Mas, o demônio tem dessas coisas, não é?

    ResponderExcluir
  13. Serio? Porque os bonitões tem que ser mauzões T^T
    Demónios encantam primeiro é o que eles faz de melhor seduzir...

    Mel eu vou ter de sair
    Beijinhos e até amanhã <3

    ResponderExcluir
  14. Mas, tem uns mauzões que valem a pena... O Muraki de Yami no Matsuei é um vilão que eu adoro ^^"
    Pois é... O Shou que fique esperto!

    Até amanhã, amigona. :)
    Beijos <3

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...