26.5.16

O Segundo Anjo - Crônicas de Antuerpéria Parte 2 Chapter 8 por Mel Kiryu


Parte 2 Chapter 8      Seu nome e o meu selam um novo destino

         Teve ganas de manifestar suas asas e voar.
       Se afastou um pouco indo até o início da mata, sob uma clareira e uniu suas palmas na altura do peito, fechou os olhos e suas asas se materializaram em dois feixes de luz.
    Ergueu o rosto por cima da clareira e viu o céu noturno.
    Shou tinha saudade de suas asas mesmo que tivesse ficado apenas dois dias inconsciente.
    Quando levantou voo do ponto que estava atravessando a clareira no início da mata se deparou com as duas luas de Finis Tempore vagando entre nuvens.
     De pronto foi atingido pela recordação de vislumbrar as duas luas ao lado de Etzel, encostados na rocha encrustada no quintal do mago a sentir o aroma dos hibiscos-de-fogo.
   
      "Etzel... Será que está em seu quintal nesse instante olhando estas duas luas tão belas? Eu amo as noites, mas confesso a mim mesmo... Que mesmo que eu possa ver as duas luas, não é o mesmo quando estou sem você."

       Poder apreciar as duas luas não lhe causava mais alegria, mas sim um aperto frio no coração.
    Por isso, Shou desistiu de voar, desistiu momentaneamente de suas asas naquela noite.
    Recolheu a saudade que sentia assim como suas grandes asas e abandonou o início da mata, indo entrar no casebre abandonado.
    Encontrou o rapaz ruivo sentado no chão sujo, as costas contra as paredes de constituição duvidosa, aparentemente descansando abraçado a sua espada guardada na bainha.
   Mas, o que de fato chamou sua atenção foi uma das paredes estarem tomadas por inúmeros pirilampos, piscando e conversando entre si tão juntos como uma constelação.
__E esses vaga-lumes?
__Desde que eu trouxe você para cá, eles aparecem toda noite... Como se viessem brilhar só para você.__ Jang replicou de olhos fechados, a suspirar.__ Sinceramente... Isso é irritante.
__Pretende dormir aí?... Por que hoje não troca de lugar comigo? Já me sinto melhor.
__Estou bem assim...__ Jang retorquiu observando Shou pelo canto do olho.__ Vê se deita aí e sossega.
     Como de costume, não havia uma brecha para conversas.
   Shou não estava totalmente a vontade, mas acabou por ocupar a esteira que era a única coisa limpa e de aspecto de conservado naquele lugar.
     Apoiou os braços por baixo de sua cabeça e seu cabelo corria por um de seus ombros se estendendo por seu peito e abdômen... Uma cascata azul.
    Ouvindo a respiração do rapaz acomodado no chão ao seu lado.
__Hoje na beira do rio... Você me disse que estava atrás de uma presa.__ Shou disse, como se estivesse confabulando com o teto esburacado da cabana.__ Estava caçando o lobo que abateu mais cedo?
__Claro que não... Eu estava pensando em caçar um animal menor para comer, matar aquele lobo foi uma casualidade. Não se pode chamá-lo de presa... Estou no encalço de uma criatura de asas cinzentas, um ser monstruoso que dizimou parte dos habitantes da Aldeia dos Contrários.
      A voz de Jang soou mais grave, apesar de calma e preguiçosa.
    Todavia, Shou tornou-se ainda mais inquieto. Virou seu corpo de lado e ergueu parte de seu tórax a mirar-se no rapaz.
    Não podia deixar de associar essa "criatura de asas cinzentas" ao mesmo ser que ceifara a vida de Zessiel.
       Shou estava certo de que não era coincidência! Estava ainda mais agitado, desde o acontecimento sinistro no Tabernáculo de Antares, tinha suas suspeitas de que o ser alado que assassinara o mago Zessiel era um anjo.
       Mas, não um anjo como ele.
                     Um anjo decaído.
                  As asas cinzentas eram o símbolo de sua desobediência e decadência.
__E você está a procura dessa criatura alada sozinho?... Essa criatura dizimou parte de uma aldeia! Você mesmo disse...
__Acha que não sou forte o bastante?__ Tinha uma ponta de escárnio no sorriso de Jang.
    Era impossível dormir diante do rumo daquela conversa e por isso Shou se sentou sobre a esteira algo consternado.
     Será que podia contar que já tinha presenciado o anjo de asas cinzentas matar alguém bem diante de seus olhos? Seu receio em dizer o que sabia vinha do fato de sentir que aquele rapaz abraçando sua espada não confiava em ninguém.
__Eu vou com você!__ Shou disse num rompante, em meio aos seus pensamentos que se atropelavam.
__Está brincando?__Jang zombou franzindo o cenho.__ Alguém frágil como você só ia atrapalhar.
__Você não faz ideia do que é essa criatura!
__Ah! E você sabe?
    Um desafio impertinente pairava em sua voz.
__Para que quer se meter numa briga que se quer é sua?__ Jang emendou se inclinando para Shou, as luzes dos vaga-lumes se alternavam em suas faces, dentro daquele espaço tão limitado e úmido.
__Você cuidou de mim... E eu quero retribuir o favor.
__Tem noção do que está querendo fazer?__ Jang questionou num sussurro, seus rostos próximos.__ Está pedindo para ficar ao lado de um completo estranho e caçar cegamente uma besta assassina.
__Sabe... Você não me disse seu nome.__ Shou replicou, havia um pedido gentil em sua voz suave que reafirmava sua vontade.
__Nem você o seu... Se não tem certeza se quer unir seu destino ao meu, é melhor que eu não saiba seu nome.
       Toda criatura tem um nome e esse fato é tão corriqueiro que torna-se uma verdade banalizada.
   No entanto, Shou entendia que continuar ou não um estranho podia ser uma escolha que mudava toda uma sina.
      Mas, que sina? Parecia não ter mais nenhuma que não fosse ficar vagando eternamente perdido.
    De tão inquieto terminou por sentar-se ao lado do rapaz, seu ombro encostou rígido e tímido no dele.
    Já não trocavam olhares apesar de terem passado um tempo a se olharem atentamente, demasiadamente próximos.
   Engoliu a seco, não sabia se talvez ele já estivesse dormindo ou mesmo atento a sua voz.
__Meu nome é Shou...
     Ouviu apenas a respiração do rapaz recostado na lateral de seu corpo e um pouco hesitante espiou para ver se o ruivo tinha as pálpebras suspensas.
    Espiou feito um garoto medroso por baixo do próprio braço e encontrou o sorriso sagaz, o olhar dele vindo em sua direção como se já adivinhasse que faria algo tão bobo.
__Chega disso.__ Ele riu baixo.__ Agora trate de dormir, Shou.
__Não sem saber seu nome.__ Shou replicou baixinho.
__É Jang... Jang Hae.  
   

18 comentários:

  1. O jeito meigo de Shou conquista qualquer um. Esse rapaz é bem reservado, mas acredito que vai acabar se abrindo pra esse anjinho lindo. Estou gostando de Jang, parece bem seguro de si, do seu poder.. Adoro personagens assim. hahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, Golden... O Shou não tem noção do que desperta nas pessoas.
      E bem que o Jang tenta resistir, mas não consegue deixar de lado sua curiosidade a cerca do Shou.
      Eu diria que o Jang é bem diferente do Etzel... Porque muito da aparente segurança do Etzel é fachada, ele se sustenta mais na lábia e tem pouca experiência, porque é a primeira vez (depois de se tornar um mago adulto) que ele sai da aldeia de Hanja, essa deve ser a primeira aventura real do Etzel.

      Excluir
  2. Bom dia Mel!
    Esse capitulo eu não tinha lido, tudo o que é bonitinho parece que irrita o Jang, imagino que o amor também seja uma coisa irritante para ele e o Shou sabe ser isso perfeitamente do seu jeito inofensivo

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Rima... Eu nunca tinha parado para pensar que o que é bonitinho irrita o Jang. Engraçado isso... Mas, não deixa de ser verdade.
    Na verdade, a curiosidade e interesse que ele tem pelo Shou também é considerada irritante por ele.
    Shou representa tudo que Jang pretendia evitar.

    ResponderExcluir
  4. Foi das primeiras coisas que eu pensei porque até os pirilampos o irritam
    Por tem esse interesse e acha que o tem de descartar esses opostos o irritam
    rsrsrsrs para sua irritante felicidade

    ResponderExcluir
  5. Bom, mas digamos que a felicidade do Jang é a infelicidade do Etzel e conflito para Shou.
    Eu fiquei feliz em saber que esse capítulo você não tinha lido *-* (deu até um calorzinho no peito)
    Estou curiosa para saber o que o pessoal que lê vai achar do Jang e por conseguinte do lado do Etzel que eles ainda não tinham se deparado.

    ResponderExcluir
  6. E já viu a confusão que isso dá?
    Serio? Mas porquê? Eu só consegui ler mesmo hoje, apesar que ontem foi feriado
    Eu duque li agora do Jang não o acho má pessoa, aliás bem atraente, só que uma pessoa já ideializava o Shou com o Etzel

    ResponderExcluir
  7. Ah, esqueci de perguntar... Você melhorou de tudo?
    Ontem pensei em você, se estaria melhor, mas não quis te incomodar.

    Nossa, dá mesmo uma confusão das grandes!
    E essa parte que estou escrevendo está um caos daqueles.
    Pela primeira vez na estória o Shou está completamente sozinho... Sem Etzel ou Jang.
    Por quê? Porque eu estava doida que chegasse a parte da estória que você não tinha lido! É muita importante para mim ver a reação de quem lê, porque quem lê dá uma visão diferente a autora. (hoje mesmo você me deu uma perspectiva sobre o Jang que eu mesmo não tinha pensado)
    Bom... O Shou e o Etzel tem tudo para ficarem juntos... (Embora você vai dizer que parece o contrário ao ler os próximos capítulos)

    Eu não sei se você viu, mas no seu último capítulo postado de Love is Strange 2 tem comentário da Golden Moon. ^^"

    ResponderExcluir
  8. Tou melhor sim e já tou quase terminando o antibiotico
    A Mel nunca incomoda <3


    Shou sozinho? Isso não perigo completo!
    Bom assim eu fico convencida rsrrsrs Mas foi mesmo a prespectiva que eu tive
    E tenho a impressão mesmo que tudo se opõem contra a relação deles

    Eu dei uma olhadela, mas já nem lembrava disso

    ResponderExcluir
  9. Eu imaginei que estivesse aproveitando o feriado, não tinha certeza se estaria trabalhando.
    Eu acho que incomodo, ás vezes...

    Com certeza e para mim está até difícil escrever essa parte, porque o Shou está se sentindo como uma criança perdida, o Jang mesmo diz várias vezes que parece que um menino desprotegido habita o corpo de um rapaz... O Shou não se conhece, nunca parou para prestar atenção em si mesmo.

    Quem se apõem principalmente a relação do Etzel e do Shou é o Saejin... Ele nunca imaginou que os dois fossem se gostar de um modo tão sincero.

    Ah, você já tinha visto?
    É que achei bom avisar, pois às vezes você gosta de responder os comentários.

    ResponderExcluir
  10. Eu estive mesmo trabalhando -.-"
    Eu que acho que incomodo ás vezes...

    Então agora sozinho pode ser que perca um tempo para se conhecer, iso faz falta para uma pessoa se decidir no que realmente quer e o que é importante

    Esse Saejin deve ter é ciumes de uma relação tão linda *-*

    Eu vi ontem mas depois esqueci de responder então obrigada por lembrar e eu nem sempre vejo os comentários

    ResponderExcluir
  11. Não é questão de incomodar, não.
    É que na maioria das vezes estou trabalhando, mas isso não é empecilho para deixar de te responder, posso demorar um pouco, mas dou meu jeito. :)

    É nisso que tenho que pensar... Como o Shou vai olhar para si mesmo e se perceber? Não sei ainda.(Alguma sugestão?)
    Ele sabe que o ama o Etzel e que o Jang é uma pessoa muito importante para ele, o Shou tem um carinho imenso pelo Jang... Os dois são como uma parte do coração do Shou e sem eles o Shou se sente no escuro.

    O Saejin achou que o Etzel ia corromper o Shou (já que tem uma índole um tanto safada), mas eles se amarem foi algo que fugiu dos planos do anjo caído.

    De nada! ^^"

    ResponderExcluir
  12. Mesmo assim dá a sensação de estar a atrabalhar

    Sabe que bateu do tipo.... ele se olhando na agua do rio fazendo essa pergunta
    Duvido que alguém lhe dê essa resposta, mas ele nessa escuridão pode começar a interrogar-se nuque realmente é e o que Jang e Etzel fizeram para conhecer um pouco a sua essencia

    Olha isso tenho que pensar no mesmo jeito do Saejin, Etzel é safado mesmo
    Tem sempre coisas que fogem dos planos de uma pessoa até mesmo de um anjo pelos vistos....

    ResponderExcluir
  13. Não está não... É aquele lance, se não vou poder te dar atenção, ou sair do pc, tento dar um jeito de te avisar. Nem sempre consigo, mas tento. (E a Mel é craque em fazer um monte de coisas ao mesmo tempo, hehe...)

    Engraçado que de fato ele se olhou refletido nas águas de um rio subterrâneo, mas o problema é que ele viu uma alucinação causada pelo Saejin (que está bem por perto).
    O Shou está muito confuso nesse pedaço que estou escrevendo e claro... O Saejin vai se aproveitar dessa confusão.
    Sim, o Saejin é poderoso e esperto, mas por mais que queira não consegue ficar no controle absoluto, ele não é Deus. (Embora, bem que tenta sê-lo)

    ResponderExcluir
  14. Eu sei que a Mel é craque em fazer muita coisa ao mesmo tempo, mas sempre me preocupa é mais uma a mais eu estando ai ( mas ainda assim nunca desgrudo -.-")

    Com alucinação não dá hein! O Saejin vá procurar alguem para namorar -.-"
    Nem conheço o Saejin e já fico com raiva dele...
    Pois então vou confiar naquela frase " Deus escreve direito por linhas tortas"

    Mel eu vou ter de sair
    Infelizmente tenho que ir trabalhar -.-"
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Ah, mas esse esquema que usamos para conversar tem dado certo a anos :)
    (Não desgrude, por favor)

    Talvez, o Saejin seja o ser mais interessado o Shou nessa estória toda.
    A questão é Antuerpéria não é domínio de Deus, então Shou vai ter que se virar.

    Ok, Rima.
    Bom trabalho aí para ti! Um ótimo dia.
    Beijos

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...