19.6.16

Love is strange 2 Capitulo 19 por Rima-san


Capitulo 19
Um beijo, infinitos pensamentos 

          Por precaução Tetsuo foi ao hospital, apenas tratava-se de um entorse ao que o médico receitou uma pomada e enfaixou-lhe o pé, depois de perdidas duas horas no hospital regressaram a casa, não havia muito que conversar tão pouco  vontade de comer.
_Eu falei que era só um entorse._ Tetsuo se sentou na cama e Hisashi ficou ao seu lado.
_Mas um pai sempre se preocupa._ Hisashi tentou sorriu mas no fundo estava desiludido consigo mesmo, pois o dia tinha ficado estragado e seu filho com um pé magoado.
_De qualquer jeito não é nada de grave e só dói um bocadinho, o dia foi divertido ._ Esticou-se na cama e Hisashi colocou-lhe uma almofada debaixo do pé.

_Verdade! Mas tua mãe vai ficar fula quando souber o que se passou._ Hisashi deu uma risadinha, as discussões com Ina ultimamente já não o afetavam.
_Quando eu voltar para casa já vou estar bom, ela nem dá por nada._ Tetsuo tentou mostrar-se animado, apesar de bem saber que a sua mãe andava bem chateada de ele querer passar tempo com o pai.
_Tenho minhas duvidas, mas é melhor pensar assim._ Hisashi também queria pensar assim, ainda tinham mais um dia e não valia apena ficar a lamuriar-se, entretanto bateram á porta e Masaki colocou a cabeça de dentro.
_Pode-se entrar?_ Masaki sorriu só com a cabeça enfiada na porta.
_Claro… esse quarto também é teu._ Tetsuo adiantou-se e o rapaz de cabelos prateados entrou.
_Fiquem bem os dois._ Hisashi se levantou pressentiu de imediato que aqueles dois queriam conversar e agradecia no seu intimo de Masaki se ter tornado amigo do seu filho, pois bem sabia que era difícil ter acesso aos sentimentos de Tetsuo.
_Ainda dói muito?_ Masaki perguntou sentando-se ao lado dele.
_Só um pouco._ Tetsuo deu de ombros, começava a ficar aborrecido de ser sempre tema de conversa.
_Quando quiser faço-te uma massagem, o teu pé fica logo bom._ Piscou-lhe o olho e Tetsuo tentou não se rir.
_Eu acho que os ossos do meu pé quebravam de vez, não confio em ti meu pé!_  Brincou e logo Masaki fez beiço.
_Pô eu sei ser meiguinho, toda a gente gosta das minhas massagens._ Cruzou os braços e se deitou de costas encarando o teto.
_És meiguinho para quem?_ Tetsuo se inclinou sobre ele tapando a sua visão sobre o teto._ Com as garotas?
_Nem só com elas._ Respondeu desinteressado, nem imaginado até que ponto Tetsuo estava interessado naquela conversa, apenas não queria falar de mulheres com ele.
           Naquela noite dormiram juntos como o habitual de novo Tetsuo adormecera abraçado nele, ter aquele corpo delicado colado ao seu, sentir aquela respiração na sua pele, o shampoo que usava tornavam-se uma tortura para Masaki e ainda mais sabendo que domingo era o ultimo dia que estaria com ele, mais uma semana em vazio passaria aguardando o ver.
           Iria para Tóquio a um congresso o que o impossibilitava de convidar o garoto para sair, tentava-se mentalizar do jeito que o seu irmão tinha falado, esquecer Tetsuo, quem sabe em Tóquio não encontraria alguém interessante.
         Naquele Domingo Tetsuo sentia-se melhor do seu pé contudo ainda mancava um pouco, não era desculpa para saírem mas ainda assim preferiu ficar em casa, jogar playstation com o seu pai, colocar a leitura em dia, fazer coisas simples naquele mundo pacato.
         Ao final da tarde Tetsuo arrumava suas coisas na mochila e Masaki apenas de o ver se angustiava, Tetsuo ajeitou todas as suas coisas e ao vê-lo sorrir na sua direção já sabia que se iria despedir.
_Masaki que cara é essa?_ Perguntou o menino já de mochila ás costas.
_Ah só estava aqui pensando que esse fim de semana passou rápido._ Encolheu-se em cima da cama e Tetsuo se aproximou.
_Também achei o mesmo…_ Admitiu deslizando os dedos no cabelo macio de Masaki, o toque era convidativo podia-se dizer mesmo irresistível._ Mas logo, logo a gente tá junto de novo.
_Sim…_ Masaki sorriu-lhe.
_Agora tenho que ir._ Tetsuo de novo se afastou, aquele toque iria para longe, escapar de Masaki sem mais nem menos, preenchia de novo o coração de Masaki de angustia.
_Espera!_ Puxou-lhe pelo braço levantando-se da cama, de novo puxou o menino para os seus braços, não resistiu e apossou-se daqueles lábios, tão macios e ainda que finos delicados._ Esse é nosso beijo de despedida._ Masaki falou baixo como num sussurro amoroso e de novo seus lábios se chocaram num beijo mais intenso ao qual Tetsuo cedia deixando sua língua se embolar na de Masaki, quase perdeu a respiração até que o beijo terminou._ Esse é…_ Mas antes que Masaki terminasse de falar Tetsuo ofereceu-lhe um estalo bem assente na face direita de Masaki.
_Esse foi o ultimo._ Tetsuo parecia o fitar furioso e ao mesmo tempo á beira de chorar._ Isso é nojento, repugnante, mas pensas que eu sou o quê? Teu brinquedo? Não quero que faças comigo o que fazes com qualquer um!_ Virou costas e saiu mancando, era mesmo isso que Tetsuo pensara que Masaki apenas se aproveitara dele e se irritava, assustava, aquela sensação do beijo ainda estava tão presente, seu coração ainda batia forte e enquanto descia as escadas apercebia-se que só tinha dito coisas feias na confusão do momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...