26.6.16

Love is strange 2 Capitulo 20 por Rima-san


Capitulo 20
A flor da primavera dos primos

         Era a primeira vez que seu pai o levava  a casa, imaginava que isso lhe trouxesse péssimas recordações ainda assim esse não era o pensamento que mais consumia Tetsuo, a sensação do beijo ainda permanecia bem presente em si, as duras palavras que dissera a Masaki latejavam intensamente na sua cabeça, isso era o que poderiam chamar de culpa?
       Despediu-se de seu pai e de Nobuhiko e entrou dentro da sua casa, sua mãe o esperava e Kaya sua irmã também estava de visita e logo Ina notou que o seu filho mancava.

_Tetsuo o que te aconteceu?
_É só um entorse..  escorreguei na piscina._ Justificou-se mas sua mãe ainda parecia enfeza com a mão na cintura esperando que ele continuasse a falar.
_Teu pai é um irresponsável ! Se não fosse culpa dele não estavas nesse estado._ Bateu a mão no corrimão antes que o garoto se atrevesse a subir a escadaria.
_Ele me levou ao hospital então está tudo bem._ Subiu a escada ainda ouvindo a sua mãe a resmungar, devia ter dito algo a sua irmã, mas acabara por a ignorar por completo.
        Dava-se conta que tinha deixado o seu livro em no quarto que partilhava com Masaki, sem ele o que faria? O mesmo podia-se entender por Masaki o que faria para se entender com ele, tudo era confuso que primeiro sentia necessidade se entender a ele mesmo, tirou sua roupa e vestiu o pijama, fazia tanto calor que deitou-se por cima do édredon, estranhava que sua mãe ainda não tivesse o vindo chatear mas isso não lhe fazia falta.

         Ainda pensava no beijo, sentia-se mal porque no fundo bem sabia que tinha cedido aquele capricho e de seguida tinha injuriado Masaki com quantos dentes tinha, não tinha sido justo e fugira com o rabo entre as pernas e agora para remediar a situação tinha de se decidir com o que sentia, dizer a Masaki que tinha tido aquela reação porque queria ser apenas seu amigo ou dizer que estava confuso por até gostava de ser mais que seu amigo e pensar nessa possibilidade fazia o seu coração disparar, engasgar-se com a sua própria saliva e perder o sono isso por três longos dias insuportáveis.
      Naquela quarta feira quente sua mãe o convencia a sair com alguém da sua idade ou com seu primo Hitaki que era mais parecido com ele duque julgava, Tetsuo não achava muito isso mas dava-se bem com seu primo, foi então que se lembrou que Hitaki namorava um rapaz e se namorava alguém do mesmo sexo de certeza que compreenderia suas duvidas, já tinha ponderado falar com o seu pai, mas isso não era conversa que se sentira bem a ter com ele e a diferença de idades com Hitaki não era tamanha, por isso trancou-se no quarto procurou o numero do seu primo no telemóvel e ligou-lhe.

           Não julgou que  fosse atender, mas por fim Hitaki atendeu, Tetsuo estava nervoso e receoso, talvez se não fosse Hitaki desenrolar um pouco a conversa Tetsuo não sairia do sitio.
_Deve ter um mês que não nos falamos._ Hitaki deduziu rapidamente.
_Bem por aqui, Quando você veio na casa da minha mãe._ Não era disso que queira conversar mas nem sabia por onde levar a conversa, começa a achar melhor desistir.
_Aconteceu alguma coisa? Não sei… Sua voz está um pouco mais apreensiva que o normal._ Então seu primo tinha notado.
_Na verdade… Eu te queria perguntar…_ Suspirou fundo, trincou o próprio lábio imaginando as palavras que devia escolher.
_É sobre o Tio Hisashi?_ Hitaki arriscou, estava perto do ponto, bem sabia que seu primo tinha tido problemas com o pai recentemente.
_Não é bem isso.._ Justificou que estava de novo falando com o seu pai e que devido a isso tinha conhecido a uma pessoa, explicou que o namorado do pai tinha um irmão e Hitaki o escutava pacientemente, e então falou que a amizade que tinham era estranho, ao que Hitaki quis que definisse isso melhor, na verdade essa não tinha sido a palavra melhor para definir aquele relacionamento.
_Na primeira semana que o conheci… ele… ele me beijou._ Para Tetsuo admitir isso  sentia uma imensa vergonha, capaz de enfiar a cabeça num buraco igual a uma avestruz._ Na hora eu fiquei bravo a valer…. Meti-lhe um chute se quer saber… Mas a gente tornou-se a beijar e…
_Você gostou não é?_ Hitaki interrompeu para perguntar quando isso parecia tão óbvio.
_É…_ Tetsuo suspirou admitindo._ Mas… eu fiquei apavorado por gostar e fug… acabei dizendo que aquilo era nojento e fugi._ E só de pensar nas palavras que tinha usado Tetsuo se sentia mal.
__Por que não deixa ele saber que não foi tão ruim?... Você não gosta dele?
_Esse é justamente o problema! Você não acha esquisito gostar de uma pessoa que se conhece há duas semanas?
_Nem um pouco... Certa vez, eu conheci um homem na beira de uma estrada e sendo franco... Não precisei de muito para me apaixonar por ele._ Hitaki falou isso para seu primo ainda que não fosse algo de se andar a contar por ai, mas apenas para o incentivar que para se amar não se precisa de muito tempo
  _Está falando do seu namorado?_ Tetsuo inquiriu curioso.
__É uma longa história, Tetsuo-kun..._Tetsuo entendeu de imediato que seu primo não queria falar no assunto apesar de lhe parecer algo ainda mais estranho.
__Hitaki, mas... Eu não sei o que faço.__ Tetsuo ainda continuava nas suas diversas duvidas como tudo fosse um nó difícil de desamarrar .__ Eu não sei o que é gostar... Sinto-me culpado por ter dito coisas feias ao Masaki, quando não foi nem um pouco nojento o que fizemos.
__Diga a ele a verdade... Se você gosta dele, as coisas tomarão seu próprio rumo.__ Hitaki tentava convencer seu primo e depois de uma pausa continuou o discurso._ Aliás, é evidente que você gosta dele... Ou não teria me ligado, teria esquecido e deixado quieto se não tivesse importância.
__É... Acho que tem razão.__ Tetsuo disse pensativo ainda duvidoso sobre o certo ou errado .__ As coisas estão melhores para você agora? Lembro que seu namorado queria morar junto contigo..._ Acabou mudando de assunto apenas para se abstrair e porque no fundo também se importava com Hitaki.
           Hitaki começou a explicar-se de um jeito que pendia ao triste que muita coisa no seu namora tinha mudado, que seu namorado, Satomi tinha um filho e que o tinha que criar sozinho, isso realmente parecia uma responsabilidade demasiado grande aos olhos de Tetsuo, que o escutava e mesmo que quisesse dar um bom concelho para o reconfortar não sabia o que dizer, acabou dizendo ao seu primo que devia abrir os seus sentimentos com o namorado dele, mas não era isso que Tetsuo tinha que fazer? Desse jeito suava um tanto irónico.
           A conversa não se prolongou muito mais, depois de encerrar a ligação Tetsuo ainda ficou pensando em Hitaki, era um amor complicado,  mas se Hitaki não tinha desistido é porque valia apena amar.
           Pegou de novo no seu telemóvel e ligou para Masaki, em sua decisão já tinha tomado uma decisão, infelizmente do outro lado da linha ninguém estava para o atender…

9 comentários:

  1. Poxa, Tetsuo... Pegou mal mesmo.. Mas para ele deve ser bem confuso, realmente. Se até apara um adulto é algo complicado, imagine a um adolescente.

    Tetsuo e Hitaki têm uma relação bem legal entre primos, gostei da conversa entre os dois!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem sido bem legal a Rima e eu interligarmos as estórias.
      Depois eu postarei a minha versão da conversa também... E claro que alguns spoilers acabaram sendo revelados aí.
      Mas, sem dúvida que valeu a pena.

      Excluir
    2. Estou adorando essa conexão das estórias! *_*

      Esqueci de comentar sobre esse filho do Satomi =_= Vai ter de criar sozinho? Complicado! Não consigo imagina-lo como pai.

      Excluir
    3. Eu compreendo... O Satomi nesse momento da estória realmente não tem lá muitas condições de ser pai, ele está ainda se estruturando para ser uma pessoa melhor.
      Mas, quando essa situação chegar... Ele vai ter que encarar, pronto ou não.

      Excluir
  2. Ele é muito novinho golden moon ninca tinha pensando em coisas como amor e muito menos na sua horientacao sexual

    Mas como a mel diz é muito fixe ter interligados as historias e trocarcde ideias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, isso que pensei, Rima! Ele é novo e ainda está se descobrindo, é algo estranho pra ele.
      Mas a situação serve para refletir, né?

      A conversação entre estórias está ótima mesmo, espero os próximos capítulos das duas :-D hehe

      Excluir
    2. Sim serve mesmo e tem ainda tanta coisa para ele descobrir....

      Gico muitíssimo feliz em saber ♡

      Excluir
  3. boa noite Rima o capitulo esta lindo

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Dineia
    fico feliz em saber que esta a gostar

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...