7.5.17

Linden Twins ♫ ♬ Capítulo 34 por Mel Kiryu


Capítulo 34

      Quase foi embora.
      Daí desistiu de ir embora e pensou em ir até a polícia.
      Mas, o que diria? Que seu namorado que morava em Shoei tinha desaparecido?
      Os policiais não o levariam a sério por se quer ser da família e correria um o risco de ser ridicularizado dentro do Distrito Policial por ser gay.
      Jiang simplesmente havia trocado de roupa rapidamente e saído, sumido dentro do nevoeiro que tinha baixado no bairro com o anoitecer.
      Por isso, Syaoran não sabia bem o que pensar.
     

      Leu várias vezes os manuscritos de Huang jogados sobre a cama e pensou de forma hipermnésica em uma de suas últimas conversas com Jiang.

       "__Mas... E se o Huang estiver mesmo em perigo? Uma pessoa triste pode ser um perigo para si mesma!
__Ou pode estar querendo chamar toda atenção para si!__ Jiang berrou e nas palavras seguintes, seu tom soou desapaixonado.__ Porque é justo isso o que Huang faz!... Ele é o cara difícil e problemático, é o "gênio da música", é o mais carismático... E quando eu é que fico triste, ninguém dá atenção... Por que somente os sentimentos dele são de fato dignos de atenção?
    Jiang se deixou cair na beira da cama, sentar-se de mal jeito, aquele monte de papeis e o caderno espiral de capa dura estavam entre seus corpos.
__Por que eu sou o irmão medíocre que ele deixou para trás?... O cara comum que tem apenas uma loja de discos? Uma pessoa que não passa da réplica inferior do irmão mais velho?... Se quer registrar o desaparecimento dele, vá em frente! Só não me envolva mais nisso!
    Respirava depressa após seu rompante, sua barriga doía de tensão e para piorar um silêncio demasiado pesado teve que recair dentro daquele quarto.
     Syaoran ainda lhe negou o contato visual."

     Não tinha encontrado nenhuma pista relevante de onde Huang poderia estar.
    Syaoran pensava no pior.
    E se nem Jiang voltasse?
    Não tinha porque levantar essa questão, mas ela havia brotado de sua falta de respostas, de sua tremenda confusão. De seus pensamentos desencontrados.
     Fumou três cigarros no quintal dos fundos da casa num curto período de tempo e comeu sozinho uma cumbuca cheia de sopa que antes estava guardada na geladeira.
     Caminhava inquieto pela casa e quando ouviu o barulho do portão sendo aberto, correu apressado para a sala e abriu abrupto a porta.
     Naquele milésimo de segundo que seu olhar identificou o rosto de Jiang, o abraçou pelos ombros e o beijou na boca intensamente aliviado.
    E ficou ainda mais aliviado, quando Jiang o empurrou do jeito que esperava, aquele gestual às vezes mal-humorado que nem assim perdia a meiguice comum.
   No entanto, só não esperava encontrar Luciel logo atrás, de braços cruzados a olha-lo de cara feia.
   Cara feia era pouco!
   Luciel estava era fuzilando Syaoran com o olhar.
__Ei, Syaoran! Que deu em você, criatura?__ Jiang inqueriu, assim que o empurrou.
__Ah, desculpa aí... Foi mal, Jiang.__ Syaoran sorriu coçando a nuca.__ Fiquei preocupado quando você saiu sem dizer onde ia... E como a gente tinha discutido, né?
__Mas, você é biltre mesmo!__ Luciel ralhou.__ Nem chegou a pensar que o Jiang poderia estar comigo?
__Ah, sei lá... Você dois andavam se estranhando, cara.__ Syaoran deu levemente de ombros.__ Como eu ia adivinhar? Isso quer dizer... Que vocês fizeram as pazes?
__Claro, seu lerdo! Por que você acha que eu trouxe Jiang em casa?
    Syaoran quase deixou escapar um comentário como: "Hum... Que bonitinho isso, Luciel!", mas Jiang interrompeu suas intenções ao se virar para Luciel ali na entrada.
__Tem certeza que não quer entrar, Lu?
__Não... 'Tô de boa, é melhor voltar para meu apê.__ Luciel fixou seu olhar em Jiang, enquanto socava as mãos no bolso.
__Bom, se é assim... Valeu por ter me acompanhado até em casa.
__'Tá, tudo bem... Até amanhã, mano.
     Syaoran franziu de leve a testa a observar aqueles dois, sorriu de lado percebendo como se olhavam, a entonação mais que amiga das palavras que cortavam o nevoeiro fino que ia até o chão.
    E acima de tudo, Jiang que ficou parado na entrada  a observar Luciel sair pelo portão e em seguida, o mesmo portão a se fechar...
   Syaoran não ouviu o pequeno suspiro que Jiang exalou, mas nem precisava!
   Quando Jiang se virou para entrar na casa, Syoaran riu a encara-lo com malícia velada.
__Que foi, seu besta? Por que 'tá me olhando desse jeito? Eu voltei, não foi?__ Jiang rosnou.
__Agora eu tô entendo...
__Não tem nada pra entender, pô.__ Jiang rebateu sisudo, entrando na casa.
    Syaoran fechou a porta, enquanto segurava outra risada que queria escapar de sua garganta.
__E eu achando que você tinha ficado mal por minha causa, essa foi engraçada... Fiquei aqui me remoendo átoa.
__Ficou se remoendo por mim? Achei que era por causa do Huang.__ Jiang se virou de novo para Syaoran quando estava no meio da sala.
__É que... Você disse mais de uma vez que gostava de mim, juntei com as coisas que o Luciel me disse da outra vez e pensei que tinha ferido seus sentimentos da pior maneira.
__Esquece o que eu disse, Syaoran.__Jiang ia prender seu cabelo e quando procurou a liga no pulso, lembrou-se que ficou em cima da pia no apartamento quando Luciel soltou seu cabelo durante o beijo.__ Eu surtei um pouco, mas é evidente que vou te ajudar... Nós dois vamos encontrar o Huang.
__E você não vai me contar sobre você e o Luciel?__ Syaoran riu traquinas, aquele jeito de moleque.
__Você já sabe... Ficamos de bem, ora.__ Jiang desviou o olhar sem fazer ideia do quanto se ruborizava.
__Uhum... Me engana que foi só isso! O Luciel comeu meu fígado em pensamento quando me viu te beijando na porta e o cara te trouxe em casa! Olha que coisa mais fofa de se fazer... Afora, que você parece um tomate, Jiang.
__Escuta aqui! 'Tá muito tarde para ficar falando besteira!__ Jiang ralhou, apontando enfático para Syaoran.__ Menos conversa e vamos dormir! A gente tem uma loja para abrir amanhã!
    Jiang saiu a passos largos e pesados da sala e Syaoran sacudiu a cabeça a rir meio que somente para si.
    Quem sabe o que aguardava os três durante toda aquela semana prestes a começar...

       O Pequeno Epílogo do Capítulo 34

            Entre o restinho daquele domingo e o início da madrugada de segunda

     Tinha apagado as luzes e estava deitado de lado na cama ainda de olhos abertos.
     Nem sabia mais no que andava a pensar, quando sentiu Syaoran deitar-se ao seu lado.
     O que fez Jiang virar-se de imediato, censurando o gesto ao empurrar seu ombro contra ao de Syaoran.
__O que você pensa que 'tá fazendo?__ Jiang resmungou.
__Na outra noite dormimos na mesma cama... Hoje não posso?
__Não é que não possa... Só que não é o certo. Tenho que me desapegar de você, Syaoran.
__Isso é só mesmo por que namoro o Huang? Ou porque iria deixar o Luciel enciumado?__ Syaoran riu suave, apoiado no cotovelo a observar Jiang.
__Você não vai sossegar até saber o que rolou na minha conversa com o Lu, né?__ Jiang se ajeitou de bruços na cama, abraçado ao travesseiro, sua cabeça estava de lado e virada para Syaoran.
__Me engana que vocês dois só conversaram...__ Syaoran fez uma careta boba.__ Eu manjo dessas coisas e sou gay a mais tempo que vocês... E naquela hora, quando vocês conversaram na porta, exalavam a cumplicidade típica de casal.
__"Casal"...__ Jiang repetiu a ironizar.__ Não é como se a gente tivesse decidido namorar de uma hora para outra... Nós apenas nos beijamos, nos beijamos muito...
    O modo como o olhar de Jiang se tornava introspectivo na penumbra, fazia Syaoran crer que ele estava vivenciando o momento do beijo em sua mente.
    Mas, assim que Jiang respirou fundo piscando com as pálpebras pesadas, sua mente inquieta tomava outros rumos.
__Antes de você entrar no quarto, eu estava pensando sobre o Huang... Eu acho que ele não voltou para cá, Syaoran.
   O sorriso maroto de Syaoran sumiu a fitar Jiang na penumbra.
__Isso é sério? Jiang...
__Pense bem! Estivemos nos lugares favoritos dele e ninguém o viu... Você procurou bem em Shoei antes de vir para cá?
__Sim, em cada canto... Mas, se Huang não está aqui e nem em Shoei... Para onde ele foi?
    Jiang também mantinha o semblante sério, mas estava tão cansado... Que todas as possíveis respostas se convertiam em mais dúvidas.
__Não sei mesmo... Ele pode ter ido para qualquer cidade.
     Syaoran se deixou cair de vez na cama, sentindo seu ombro tão tenso e dolorido acabou virando para o outro lado, dando as costas um tanto desolado para Jiang.
   Os dois ficaram quietos e Jiang ouviu um suspiro pesaroso de Syaoran.
   Agiu totalmente por impulso e o abraçou por trás, recostando seu rosto nas costas dele, enquanto se ajeitava devagarinho para dormir.
__Você não disse para eu sair da sua cama?__ Syaoran sussurrou.
__Não, seu besta... Tudo bem... Eu só quero dormir abraçado com você...
    O silêncio cobriu de vez toda casa e Jiang puxou a colcha macia sobre Syaoran antes de se entregar inteiramente ao sono.
        E assim se seguiu... Até o amanhecer.
                                                       
                                           

8 comentários:

  1. Acho que agora eu tô confusa. Não sei se acho mais bonitinho Jiang x Syaoran ou Jiang x Luciel, mas acho que o segundo casal me deixa mais encantada kkkkk
    O ciúme do Lu foi perceptível e adoro o fato de que Syaoran se diverte com isso!

    Ps.: Tô com saudade do conto O Segundo Anjo.. Principalmente de Jang >_<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu adoro te confundir. :)
      Bom... O Syaoran implica com o Luciel, mas vou te falar... Vai chegar num ponto que o Syaoran também vai sentir ciúmes do Jiang com o Luciel... Negócio complicado.

      Amanhã eu posto, viu?
      (se der eu posto hoje, vou ver se dá...)
      Desculpa sumir assim.

      Excluir
    2. Kkkkkk Isso me deixa ainda mais apaixonada pela estória!
      Eu adoro essas complicações e imagino que Syaoran vai ficar ainda mais acido com ciúmes :p

      Certo, eu espero pelos meninos *♡*
      Preocupa não, Mel!

      Excluir
    3. Ih, ainda vai entrar o Huang para acabar de bagunçar o enredo :P
      Mais para frente deveremos ver outras facetas do Syaoran, com certeza...

      Tô vendo aqui qual foi o último e vou postar agora... Só um instante.

      Excluir
    4. Syaoran é um dos personagens mais interessantes da historia, ele é fofo, safadinho, um pouco frágil também. Tô curiosa pra saber mais sobre ele.
      E Huang me chama atençao pelo mistério kkkk

      Ok, tô de plantão!

      Excluir
    5. Verdade que você acha o Syaoran um dos personagens mais interessantes? Isso me surpreende, porque o Syaoran é o personagem menos complexo dos quatro principais...
      E o Huang confesso que estou muito curiosa para saber o que vai achar dele... Acho que o Huang é o personagem mais complexo da história (com certeza é o que me dá mais trabalho)

      Já postei, viu?

      Excluir
    6. Eu gosto muito do Lu, mas também acho Syaoran interessante. Gosto do jeito dele.
      Tô doida pra aparição dele kkkk Esses personagens trabalhosos são os mais intrigantes
      Obrigada! ♡.♡ Acabei de ler, cap muito lindo.

      Excluir
    7. O Luciel também vai amadurecer bastante com o passar da história, para mim os mais tranquilos de se trabalhar na hora de escrever é justo o Lu e o Syaoran... Os irmãos Linden tem muitas lacunas vazias e desentendimentos, criou-se um distanciamento entre eles difícil de quebrar.

      Que isso... Eu que agradeço por você gostar de ler o que eu escrevo. Muito obrigada, Golden. ^^"

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...