19.5.17

Linden Twins ♫ ♬ Capítulo 37 por Mel Kiryu


Capítulo 37

             Era raro entrar no quarto de seu irmão, mas houve uma ocasião que realmente precisava.
       Queria muito tirar uma música em seu contra baixo, mas ainda não tinha desenvolvido um bom ouvido musical.
       Huang tinha a partitura da música que tanto desejava tocar.
       Mas, pedir a ele era o mesmo que ter que implorar a uma parede.
       Por isso, resolveu observa-lo e esperar o momento certo em que Huang se ausentasse do quarto, assim poderia pegar a partitura, copiar as sequência de acordes em seu caderno e depois dar um jeito de por no mesmo lugar.

     Na verdade, Jiang não tinha pensado direito na segunda parte do plano, quando fosse devolver a partitura.
     Os irmãos Linden tinham quinze anos nessa ocasião.
   
     Jiang esperou seu irmão entrar no banho, passou pela porta do banheiro naquele corredor onde também ficavam os quartos e se assegurou de estar ouvindo a água cair.
     Seu pai não permitia que os filhos se trancassem nos quartos, de modo que não houve dificuldade em entrar, bastou girar a maçaneta e penetrar o cômodo na surdina.
     O quarto de Huang parecia-lhe tão incrível, tinha frescor e personalidade.
    Já o seu tinha uma atmosfera demasiado calma, era tão brando, sem nada de especial. Era como encarar a cor branca e nada mais.
    Ao menos sabia que Huang guardava as partituras numa pasta preta, certa vez de relance tinha visto ele joga-la de qualquer jeito dentro da gaveta da mesa de cabeceira e por sorte ainda estava lá.
   Contudo, antes de fechar a gaveta, justo quando tinha a pasta que tanto queria na mão... Chamou a atenção de Jiang um livro que antes estava debaixo da pasta, uma edição de A redoma de vidro de autoria de Sylvia Plath.
    As páginas do livro estavam marcadas por vários pedaços de papel, passagens do livro que Huang devia considerar importante.
     Jiang sentiu-se inquieto porque não era um livro que estava simplesmente disposto junto aos outros, era algo que Huang guardava bem perto de sua cama, escondido pela pasta de partituras.
   Apenas olhava para o livro e tinha uma sensação ruim que nem sabia explicar, já que nunca lera o tal livro ou conhecia por alto seu conteúdo.
   Rapidamente a partitura que queria ficou em segundo plano.
   Com a gaveta ainda aberta, tocou a capa morrendo de vontade de folhear.
   Sua curiosidade não tinha se quer fundamento, a única coisa que Huang e Jiang tinham em comum além de serem idênticos em aparência, era o gosto pela música.
    Um não se interessava pelo o que outro lia, ou fazia, cada um tinha um mundo a parte.
    Exclusivo e impenetrável.
    Então, a porta do quarto abriu repentina.

     Jiang teve um sobressalto, fechou a gaveta bruscamente e sem querer deixou a pasta cair aberta no chão.
    Virou-se com o coração fugindo pela boca e ficou sem ação quando percebeu Huang prendendo a cadeira da escrivaninha na maçaneta da porta. Fê-lo tão absurdamente frio e virou-se a encará-lo, vestindo apenas um jeans desbotado, sem camisa e descalço, o cabelo molhado e a toalha de banho pendurada em um dos ombros.  
   Jiang primeiro vislumbrou o seu irmão, o olhar de uma sagacidade frígida e mordaz. Exalando o mesmo frescor e fascínio de seu quarto, como uma antessala escondida e proibida.
    Depois colocou-se atento a porta trancada a sua maneira, sem chave, mas com a cadeira prendendo estrategicamente a maçaneta.
__Não sei se qualifico isso como estupidez ou atrevimento.__ Huang puxou a toalha do ombro, portando um meio sorriso afiado.
__Por que você colocou essa cadeira prendendo a porta? É óbvio que você me quer fora daqui.
__Pra início de conversa, nem devia ter entrado... Agora acha que vai sair assim fácil?
__Eu só queria uma partitura...
__Então, por que não pediu?__ Huang desafiou a cortar incisivo as palavras de seu irmão.
__Sabe bem que não emprestaria, mesmo que eu implorasse!__ Jiang rebateu.__ É você quem não facilita as coisas entre nós dois.
__Oh, que gracinha...__ Huang se aproximou, largando a toalha molhada na beira da cama.__ Mas, acontece que você estava bisbilhotando na minha gaveta e eu detesto isso. O que você pretendia encontrar? Drogas? Preservativos?... Um canivete manchado de sangue?
     Huang parecia se divertir ao levantar as hipóteses, oferecendo um sorriso encantador que contrastava com a malícia de seu olhar.
__Eu não esperava nada, Huang! Que mal tem se fiquei curioso com o livro que estava por baixo da pasta de partituras? Nós somos irmãos, poxa... Não posso ficar curioso com o que você anda lendo?  
    Normalmente Jiang já estaria gritando desaforos para seu irmão, um não costumava ter a menor tolerância com o outro.
            Todavia, estava cansado de brigar por tudo e nada.
            Cansado de fingir que não se importava, que não dava a mínima.
__Você não estava aqui por mim!__ Huang gritou empurrando Jiang.__ Entrou no meu quarto escondido por causa de um pedaço de papel cifrado! Você só queria a porra de um papel, Jiang!
__Huang!... Chega!
      Foi um empurrão furioso atrás do outro, até derrubar Jiang na transversal da cama.
     E Jiang estava desnorteado, nem bem caiu a sentir as costas doerem, deparou com Huang subindo sobre seu corpo, as gotículas do cabelo molhado dele em seu rosto.
   Os dois irmãos se olharam, ambos arfavam pelo momento anterior.
__Huang... Você queria que eu tivesse entrado aqui por sua causa?...__ Jiang baixou o tom de sua voz na esperança que a situação se apazigasse e por isso sua voz contida tremia.__ Posso não ter entrado... Mas, posso ficar aqui por sua causa se quiser.
     As mãos de Huang seguravam de leve os pulsos de Jiang, observando o cabelo dele bagunçado espalhado em sua cama, aquele semblante tão igual ao seu.
    Mas, não com sua impetuosidade mordaz.
    Não, Jiang era demasiado meigo e quando gritava, era um berro frágil e fácil de desmantelar.
    Huang estava atento aquela doçura que secretamente também o encantava, ainda que para Jiang seu irmão parecesse tão distante, intangível.
__Há quanto tempo não nos abraçamos?__ Huang também baixou a voz, como se meditasse profundamente a buscar esse instante em qualquer trama do passado de ambos.
    Jiang que estava placidamente surpreso tinha em mente tomada pelo vazio ao buscar qualquer resposta.
__Não lembro se algum dia nos abraçamos.__ Jiang refletiu, tendo a voz cava.__ Você... Quer tentar?
      Não estava certo de suas palavras, da proposta simples e delicada que havia nelas e seu corpo estremeceu sobre a cama tomado por um estranho nervosismo. Palavras que ainda que incertas, não podia evitar.    
     Entre uma sentença e outra seus olhares se perdiam, mas num breve silêncio tornaram a se buscar.
       Jiang percebeu que nenhum dos dois sabia como começar um abraço, fechou os olhos e pensou: "Cara, isso é ridículo..."
     Não era como se nunca tivesse abraçado ninguém.
     Desfez-se dócil do toque de Huang em seus pulsos e ensaiou cuidadoso com seus braços o movimento que trazia Huang para junto de seu corpo. Seus braços que pareciam levitar no espaço entre ambos acabou por se encontrarem nas costas de seu irmão.
     Jiang fechou os olhos,  mais do que isso, apertou os olhos até doerem quando seu corpo virou de lado na cama e também sentiu os braços de Huang prendendo-o por inteiro num abraço forte.
     Não questionou por Huang tê-lo abraçado após ter levantado sua blusa, afinal também abraçava as costas nuas dele, frescas e ainda úmidas pela sensação do banho.
            Contudo, o abraço logo se transfigurou.

   

45 comentários:

  1. A briga foi bem bonitinha ahuhusa Huang me parece um menino carente, que gosta de atenção... Mas isso pode ser tóxico às vezes.
    Tô doida pra vê-lo na atualidade...
    Quanto ao final... Fiquei curiosa e imaginando coisas kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou pode ser tóxico sempre... Patológico, talvez.
      No capítulo 50 o Huang aparece, pode deixar. ^^" Já não falta muito.
      Hum... Pode imaginar coisas, porque o Huang também imaginou. :p

      Excluir
    2. É verdade :'( O jeito que Jiang fala me parece que o caso do irmão é esse...
      Capítulo 50?! Do jeito que eu tô ansiosa pra esse encontro, tá perto mesmo... Imagino as emoções (e brigas também, talvez não ache bonitinhas como essa kkk)

      Ele imaginou? Já prevejo Jiang chiando kk

      Excluir
    3. O Huang às vezes exagera com joguinhos psicológicos... Tal como o Syaoran já descreveu algumas vezes.
      Pode crer... Brigas e desentendimentos acima de tudo.

      Jiang chiando, gemendo e gritando... Mas, não necessariamente nessa ordem.

      Excluir
    4. Chiando
      Gemendo
      Gritando?
      Eu tô sedenta.

      Ele deve ser um personagem complicado de escrever... Imagino ter de lidar com Huang.

      Quanto mais eu leio esse conto, mais gosto. ^_~ É minha favorita depois do Segundo anjo kk

      Excluir
    5. Esqueci esse perfil aberto hehe, mas vc já conhece >_<

      Excluir
    6. Tranquilo, amigona! :D

      Ah, o Huang é um personagem complicado de trabalhar dentro da história... Mas, o desafio é legal.

      Obrigada! Fico tão feliz ao saber que você gosta. ♥

      Excluir
  2. Ola Mel
    Tudo bem?
    Olha deu para perceber a carencia do Huang e no final mais duque devia (ah eu fiquei logo pensando en amor entre irmaos eu nao posso ter esses pensamentos!)

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rima... Agora está melhor. Minha mãe tinha se internado na quarta feira para operar, mas teve alta ontem... Então, agora estou mais tranquila.

    Hum... Pode ter esses pensamentos sim, se o Huang também teve... :p
    Esse foi um dos raros momentos do passado em que ele mostrou sua carência para o Jiang.

    ResponderExcluir
  4. Ah ainda bem
    eu disse que seria por poucos dias :)

    Esse Huang é bem arteiro muito que o Jiang ( que ainda parece ter alguns pensamentos bem puros )
    e agora o Jiang lembrou da carencia do irmao

    ResponderExcluir
  5. Mesmo assim foram uns dias bem apreensivos... Que bom que passou.

    O Jiang também era mais imaturo em seu pensar, provavelmente nessa época o Huang já se descoberto sexualmente, o Jiang não.
    Mas, também ser assediado pelo irmão foi um momento marcante para o Jiang... traumático, na verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *Huang já havia se descoberto sexualmente (desculpe)

      Excluir
  6. Bom que passou nao existe mmelhor que ter sua mae em casa mesmo que tenha que ter alguns cuidados

    Acho que o Huang andou sempre um passo à frente dele
    e se o Jiang ainda nao se tinha descoberto sexualmente ainda foi um trauma maior

    ResponderExcluir
  7. Com toda certeza! \o

    E acho que ainda anda um passo à frente.
    Luciel e Jiang fizeram suas descobertas sexuais depois do Huang... Acho que por isso os dois tinham afinidade, eram ambos moleques imaturos enquanto Huang já estava descobrindo as nuances do mundo adulto.
    Eu postei o seguinte a este, para você ver como foi entre o Jiang e Huang.

    ResponderExcluir
  8. Bem cresceram juntos com ideias iguais por isso se davam ... talvez o Huang se afastasse por se sentir incompreendido
    Eu irei ler :)

    ResponderExcluir
  9. O Huang até era amigo também do Luciel, mas não era de forma tão íntima... O Luciel acabava andando mais com o Jiang. Até porque o Luciel acabava se tornando uma espécie de confidente... O Huang parecia não precisar de um confidente, porque aparentava ser muito seguro, então naturalmente o Luciel não se sentia útil sendo amigo íntimo dele.

    ResponderExcluir
  10. Acho que eram amigos tipo conhecidos. ..
    mas sobre esse capitulo que postou eu nao achei que o Huang fosse tao longe... ele conseguiu ate fazer o Jiang nao fugir e depois foi bem mauzinho a fazer queixinhas ao pai dele ...

    ResponderExcluir
  11. Um pouco mais que conhecidos, podiam até ouvir músicas juntos, ou saírem em grupo... Mas, não discutiam sobre assuntos mais profundos, conversavam mais os gostos em comum.
    Huang é uma pessoa de extremos, mas se o Jiang tivesse aceitado a partitura depois de tudo, Huang não teria se queixado com o pai.
    Se bem, que o Jiang podia ter contato ao pai dele que o Huang o tinha molestado... Mas, preferiu contar ao Luciel no dia seguinte, quando saiu do castigo. (Ou seja, o Jiang passou o dia todo remoendo o assédio em seu quarto.)

    ResponderExcluir
  12. Mel desculpe a demora...
    estive a resolver umas coisas com a minha irma...

    Eu percebi isso mas se ele aceitasse a partitura tambem aceitaria se envolver com ele
    O Luciel foi se porto seguro sempre e eu nem sei se o pai dele iria acreditar (deve ter ficado doidinho de tanto pensar)

    ResponderExcluir
  13. Tranquilo, tô aqui escrevendo um capítulo com o Luciel e o Huang (antes disso estava coando café).

    Olha que ia ser até interessante, a estória entre os dois irmãos talvez fosse diferente.
    Bom, o Jiang sempre teve a sensação que o Huang tinha mais poder de persuasão quando se tratava de seu pai, vai ver que por isso ele não quis nem tentar contar a verdade.

    Ah, sobre o seu capítulo... Eu entendi direitinho? Tetsuo estava dolorido por causa do sexo? rsrs... Masaki, seu malvado... Querendo fazer massagem no menino para encurrala-lo de novo!

    ResponderExcluir
  14. Quem me dera puder escrever -.-"
    Bem espero que aproveite bem a escrita :)

    Olha vai a ver e isso foi um ponto decisivo para o destino de ambos
    O Jiang se usasse seus argumentos tambem tinha poder de persuasão ele que nem teve coragem e acaba sofrendo assim

    Estava dolorido sim...
    ah mas sabe que o Masaki tentasse aproveitar o mais que pode e ele trm confianca nas suas massagens XD

    ResponderExcluir
  15. Hoje está a trabalhar, imagino...
    Obrigada, Rima... Tô quase terminando esse.

    Verdade, de repente a vida do Huang nem teria tomado o destino que tomou.
    Mas, era um preço muito alto para o Jiang.

    Mas, também há outros meios de fazer brincadeiras sexuais sem penetrar... Masaki pode usar disso, enquanto o traseiro do Tetsuo se refaz da primeira transa. (Olha que coincidência, também tô aqui escrevendo a primeira vez do Huang com o Luciel! Só que a do Tetsuo com o Masaki foi mais tranquila... O Huang e o Luciel tiveram alguns desentendimentos básicos.)

    ResponderExcluir
  16. Hoje tou ... mas amanha ja volto aquela rotininha de ter as tardes livres :)

    Talvez nao
    bem o Jiang ou comecaria a amar o irmão ou iria odia lo ainda mais
    Eis a questao...

    Nao se preocupe que ele à noite vai ponderar isso... porque acho que ele ainda nao entendeu bem que o Tetsuo nao ta preparado para outra .... e no ultimo que escrevi pensei nisso, o Masaki vai ter que ir com calma
    coincidencia mesmo!
    É melhor eu nao perguntar sobre os desentendimentos basicos porque tenho certeza que isso vai remeter a que é o macho alpha e beta

    ResponderExcluir
  17. Isso já muito bom, ter as tardes para si. ^^"

    Penso que essa situação faria muito mal ao Jiang... Porque mesmo depois de terem se passado anos, ele continua repudiando esse tipo de contato com o Huang.

    Ah, menos mal... Tadinho do Tetsuo! o_o
    Olha que o Luciel até ficou tímido para discutir sobre isso de ser alpha e beta, mas ele se negou mesmo quando percebeu que o Huang queria "ficar por cima".

    ResponderExcluir
  18. Sim eu adoro assim

    Sim acho que ele nem iria querer procurar o irmão
    apesar que acho que o Huang nao tinha intencoes de ficar sempre molestando o Jiang

    O Tetsuo ja devia contar com algo assim
    Ah eu imaginei que o Luciel iria negar afinal ele é muito macho rsrsrs
    e o Huang deve ser mais aberto a deixar se ficar por baixo

    ResponderExcluir
  19. Olha, talvez Huang quisesse ter esse tipo de intimidade com Jiang, porque de outro modo ele tinha muita dificuldade para se aproximar dele. Os dois sempre acabavam ficando muitíssimo na defensiva.

    Até que sim... Mas, o Masaki tem que levar em conta a falta de experiência do rapaz.
    Negou e ainda ficou tímido... O Huang adorou a reação dele. :P
    Sim, o Huang é do tipo que faz de tudo na cama.

    ResponderExcluir
  20. Ainda bem que nao conseguiu ... por um lado... mas mais valia ter um simples contacto duque acabar por ser tudo ou nada se é que me entende

    Ele demorou um pouco a entender isso mas ele vai entender :p
    Ah eu tambem adoraria ver a reacao dele *-*
    Bem me parecia que o Huang nao se importa de experimentar o sexo de qualquer maneira

    ResponderExcluir
  21. É que o Huang é realmente de extremos e como ele mesmo diz: "tem coisas que eu só sei fazer de maneira errada"... Isso define bem seu jeito de ser.

    Quer que eu te mande o capítulo? Não me importo... Mas, só se não te atrapalhar.
    Não mesmo... Por isso para ele menino ou menina, não importa... Desde que atice seu desejo.

    ResponderExcluir
  22. Essa frase realment defini o bem ... mas no fundo todos nos temos coisas que so sabemos fazer da maneira errada

    Pode mandar eu vou lendo ^^"
    Alias minha colega durante a tarde ate adormeceu...
    então supondo que se eu chegasse junto dele e o aticasse ele nao se ia importar?

    ResponderExcluir
  23. Verdade, associei essa frase a ele por causa de algo que eu só sei fazer errado.

    Eu tô terminando ele e já te mando.
    O movimento tá devagar por aí, né?
    Não ia não... Ele ia se propor ao sexo com certeza.

    ResponderExcluir
  24. Ahaha eu também fiquei associando a tudo o que faco de errado ^^"

    Tudo bem tem tempo :)
    Ta sim....
    E ele se proponha ao sexo mesmo namorando o Luciel?

    ResponderExcluir
  25. É que o capítulo está ficando maior do que eu imagina...
    Não... Acho que namorando com o Luciel não.
    Porque ele sabe que o Luciel não ia perdoar ser traído. (E parece que o Luciel tem se tornado muito importante para o Huang, inclusive para sua sanidade).
    Mas, em outra situação que ele não estivesse namorando ninguém à sério... Com certeza.

    ResponderExcluir
  26. Nao tem mal é bom sinal alias
    era nesse ponto que eu queria chegar... porque se o Luciel é importante ele nao trairia (e o Luciel deve chegar para o saciar )
    Agora livre ele tinha mais que aproveitar :p

    ResponderExcluir
  27. Já mandei para ti o capítulo. :)
    Ah, com certeza! Quem sabe ainda não convence o Luciel a ser o macho beta. :P
    Isso é... Mas, quando se trata do Huang, o nome disso se torna excesso.

    ResponderExcluir
  28. Ah Mel desculpe a demora justo aiando ia ler tive que fazer uma encomenda de francezinhar ( verdade seja dita até as fiz mais depressa com o entusiasmos de ler seu capitulo)
    Olha que esses dois sao mesmo calorosos *-*
    E quem teve essa ideia romantica da banheira? O Huang?
    bem o Luciel recusou e nao parece que queira tornar o assunto de tocarem seu traseiro (ate ri com isso)
    O Huang ja me parece que vai tentar mais umas vezes apesar que quando falou no sexo à chuva ja parecia mentalizado em ficar por baixo mas o capitulo todo ele ta lindo dá para deixar uma pessoa morrer de inveja ..

    ResponderExcluir
  29. Sim, a ideia de fazer sexo na banheira foi do Huang. ^^"
    Eu não consegui imaginar o Luciel brigando com o Huang, então logo pensei que ele fosse ter alguma reação de timidez em forma de surto (ele já tinha esse tipo de reação com o Jiang).
    Hum... O Huang pensa sim em fazer o Luciel Mudar de ideia (afinal, a pessoa não pode dizer que sexo anal é ruim se nunca experimentou!).
    Mas, na ideia do sexo na chuva, ele não se importa de ficar "por baixo". :)

    Não esquenta, Rima.
    De modo algum quero atrapalhar seu trabalho.

    ResponderExcluir
  30. Ah ele que é o inato das ideias românticas
    mas o bonito é que eles meio que se resolveram depressa pena o Luciel ter saido da banheira logo...
    faz bem ele continuar a tentar (vai que experimente e adora )
    Nao se importa de ficar por baixo ja que é à chuva rsrsrsrs

    Nao atrapalhana nada ja ta tudo arrumadinho outra vez :) ( aqui comendo gelado..)

    ResponderExcluir
  31. Esses capítulo são tipo um especial sobre um domingo na vida do Luciel e do Huang.
    Então deve ter mais coisas românticas para acontecer por influência do Huang.
    Ah, o Luciel fugiu a bem dizer da banheira, vai que o Huang o pegava de jeito, rsrs... Não sei, acho que mesmo se o Huang conseguir fazer o Luciel experimentar o sexo anal... Não vai ser o sexo favorito do Luciel.

    Eita, que delícia... E eu que estava comendo bolacha de água e sal. ^^"

    ResponderExcluir
  32. Mas como especial ou nao ta bem lindo
    O Huang tem esse jeitinho romântico que da cor a toda a relacao dele com o Luciel
    sabe que fiquei pensando nisso...
    Nao acho que de todo o Luciel vai gostar de sexo anal mas devia experimentar ao menos. ( pelo menos dava o gosto ao Huang)

    Eu nao sou muito adepta de bolacha de agua e sal ... mas acho que voce gosta mais de salgadinhos duque doces certo?

    ResponderExcluir
  33. Mas esse domingo deles não foi só flores. O pai do Luciel apareceu e o Luciel ficou em pânico. Acabou que ele deixou o Huang sozinho no apartamento para encontrar com o pai... mas mesmo assim o Luciel se aborreceu um bocado... O que causou um atrito entre ele e o Huang, que foi aí que Huang acabou tendo a ideia do sexo na banheira.
    Eu ainda quero escrever algo assim entre o Syaoran e o Jiang... O Syaoran já fica incomodado com o fato que o Jiang gosta de ser penetrado com certa violência. (O que faz o Syaoran se sentir mal, ele gosta de fazer tudo com carinho)

    U-hum... Eu prefiro salgado. Mas não dispenso chocolate, rsrs...

    ResponderExcluir
  34. Sorte que o Huang nao se aborreceu. .. e verdade nada sao sao flores e imagino o Huang sozinho tem essas ideias brilhantes
    nao pensava tal coisa do Jiang (masoquista nao assumido) e tadinho o Syaoran é mesmo esse tipo que é meigo nao o imagindo fazendo sexo violento

    Chocolate nenhuma das duas dispensa é como bem essencial

    ResponderExcluir
  35. Não é que o Jiang goste de apanhar, mas ele sentd prazer quando a penetração é violenta... no entanto, o Syaoran não sente nenhum prazer ao vê -lo sangrar.
    Na verdade o Huang até ficou meio enfezado pelo Luciel deixa-lo sozinho... mas eles trocam algumas farpas e depois se beijam ♡.
    E se for gelado de chocolate então, melhor ainda!

    ResponderExcluir
  36. Não é que o Jiang goste de apanhar, mas ele sentd prazer quando a penetração é violenta... no entanto, o Syaoran não sente nenhum prazer ao vê -lo sangrar.
    Na verdade o Huang até ficou meio enfezado pelo Luciel deixa-lo sozinho... mas eles trocam algumas farpas e depois se beijam ♡.
    E se for gelado de chocolate então, melhor ainda!

    ResponderExcluir
  37. Acho que o Syaoran deve achar que o esta fazendo sofrer e deve pensar como eu sexo é um ato de amor deve ser feito com carinho e nao com violencia
    ah é o que eu digo esses dois reconciliam se depressa e bem *-*
    Foi o que eu comi um mangum de chocolate adoro ( mas ainda gosto mais de chocolate branco)
    Mel eu agora vou ter de sair...
    (Foi fechando e amanha tenho que abrir ás seis e meia ...)
    Obrigadissima pela conversa ajudou meu domingo a passar depressa ♡
    ☆♡☆♡☆Beijinhos ☆♡☆♡☆

    ResponderExcluir
  38. As brigas do Syaoran com o Jiang é que são engraçadas. ;p
    Ok, Rima. Que bom que ajudei em algo. Boa noite e até amanhã. Bom descanso. ☕

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...