22.5.17

Love is Strange 2 Capitulo 80 por Rima-san


Capitulo 80
As flores são a metáfora do amor

       Estava ficando velho, era a conclusão que Hisashi tirava depois de perceber que não estava conseguindo lidar bem com as coisas que aconteciam ao seu redor, estava infinitamente triste por ele e Nobuhiko terem sido injuriados por Yoko-san de tal maneira por os ter apanhada a dar um simples beijo e estava infinitamente preocupado por ter deixado seu filho ir para Tóquio, a grande cidade onde podia engoli-lo, não que Tetsuo tivesse ido sozinho, tinha Masaki consigo e nisso Hisashi não sabia se a companhia de Masaki o preocupava ainda mais ou o aliviava.

       Já estavam dando as sete da tarde quando começaram a arrumar a bancada onde colocavam plantas no exterior da floricultura, quando chegou a velhinha senhora Saeki carregava sua carteira preta e seus cabelos cinza bem apanhados num coque e usava seus brincos de perola.
_Hisashi-san ainda vou a tempo de comprar umas flores?_ Ela parando junto dele.
_Mas claro… estamos sempre abertos para si… que tipo de flores procura dessa vez?_ Esfregou as mãos ao avental e acompanhou-a até ao interior.
_ Gerbérias cor de rosa._ A mulher de longa idade observou ao ser redor._ Bom vê-lo Nobubiko-kun!
_Senhora Saeki nos veio fazer uma visita?_ Nobuhiko pousou a caixa que trazia consigo._ Veio nos ver, ou veio ver as flores?
_Ambos…_ Riu ela se encostando ao balcão._ Mas me parece que vocês precisam mais de ser alegrados duque as flores, principalmente este rapaz._ Deu pancadinhas nas costas de Hisashi que não teve o que argumentar, Nobuhiko lhe sorriu gentil procurando as gerbérias.
_Todos tem problemas… agora não devemos considerar um problema quando alguém nos critica, temos é que aprender a lidar com as criticas e se elas não são construtivas, ignorar essa pessoa, não é mesmo?_ A velha senhora sorriu agarrando o braço de Hisashi.
_Tem algum motivos para essas palavras senhora Saeki?_ Nobuhiko perguntou ao cortar o caule das flores.
_Três me chegam…_ Ela se referia á quantidade de flores._  Bem… uma mosca bem irritante me contou  que vos viu aos beijos, uma pouca vergonha segundo ela!_ A senhora levantou o dedo como se falasse algo de realmente importância._ Deduzindo pois vocês dois homens namoram?
_Ah eu vi logo que isso ia acontecer… meio mundo já deve saber…_ Hisashi suspirou segurando a cabeça com uma das mãos como se ela realmente pesasse.
_Lá no centro de dia todos sabem… mas tem algum problema nisso? É que eu realmente fiquei feliz em saber que vocês os dois namoravam._  Saeki esfregou a mão no braço de Hisashi várias vezes como se isso fosse lhe dar conforto.
_Fico aliviado de não nos julgar mal…_ Nobuhiko pousou as três flores amarradas com um elástico sobre o balcão.
_Ora…ora… fiquei tão feliz, vocês dão-se tão bem… devem ser um casal tão feliz, e bonito! Porque levar o que Yoko-san disse tão a sério? Eu esquecia e ficava namorando…_Piscou o olho a Nobuhiko que riu controlado._ Quanto  é mesmo?_ Perguntou contando os trocos que trazia na sua carteira, pousou-os sobre o balcão pedindo a Nobuhiko para contar e tirar o preciso, depois guardou o resto do dinheiro que sobrava na carteira já desgastada. _E agora que já vos vi meus lindos, vou indo que está-se a fazer tarde.
_Obrigado por tudo._ Hisashi sorriu e ela acenou antes de sair.
_Viu? Nem todo o mundo pensa que nosso namoro é algo  nojento e asqueroso…_ Nobuhiko debruçou-se sobre o balcão.
_Tens razão…  nosso amor não tem nada de nojento._  Seus dedos foram puxando pelos de Nobuhiko e seus narizes roçaram-se de leve, logo o coração de Hisashi palpitou com mais força esperando um beijo.
_Nosso amor só tem coisas lindas…_ Nobuhiko sorriu e acariciou a face de Hisashi._ E falando em coisas lindas… hoje está uma noite linda para nós aproveitar.
_ Imagino que estejas programando alguma coisa…_ Hisashi estava debruçado sobre o balção e ergue-se._ Mas eu apenas tenho vontade de ir para casa…
_Não estava pensando em nada demais… apenas que temos a noite toda só para nós…mas… então vamos acabar de arrumar e vamos para casa, ainda sobrou comida do meio dia que serve para agora…
          E ambos acabaram de arrumar e limpar e fecharam a floricultura, em casa Nobuhiko esquentou a comida enquanto Hisashi tomou um banho e no  final do jantar o oposto  aconteceu, Hisashi lavou a loiça e Nobuhiko foi tomar um banho,  vestiu uns calções e uma t-shirt e secou os cabelos com uma toalha, deixou-a pendurada no corrimão da escadaria e foi ter com Hisashi.
_Que achas de dar-mos uma caminhada? Apetecia-me dar uma volta a pé…_ Hisashi limpou as mãos e coçou seus cabelos negros.
_Até e boa  ideia, ao menos apanha-se um pouco de ar…_ Sorriu e trocaram um selinho antes de saírem de casa, Hisashi puxou a mão de Nobuhiko, trocaram ternos  olhares enquanto caminhavam, não tinha mais porque esconder o que sentia, negar simples  gestos e sofrer pelos que outros pensavam porque sua relação era a mais bonita do mundo.

3 comentários:

  1. Estava com saudades dos dois!! ♥
    A relação deles é linda, tem nada que se inibir por conta de uma velha rabugenta rs ♥

    ResponderExcluir
  2. Melhor casal de todos esses dois... Só digo isso. ♥ (mentira :P Digo mais!)
    Isso foi bom acontecer, porque o Hisashi pensa demais... Foi bem ele ver que não é todo mundo que reprova a conduta dele ao namorar uma pessoa do mesmo sexo.
    Acho que assim, ele fica mais sossegado.

    ResponderExcluir
  3. Fico tão feliz de ser um casal que adoram :)
    Foi preciso acontecer de verdade.... Dessa maneira ele entendeu que sua relação era mais importante duque o que qualquer acha

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...