3.6.17

Linden Twins ♫ ♬ Capítulo 42 por Mel Kiryu


Capítulo 42

       No dia seguinte
                                  Terça feira

          Quando Jiang chegou para abrir a loja, encontrou as portas abertas pela metade.
        Sinal de que Luciel tinha chego mais cedo, pois somente ele ou o próprio Jiang tinham a chave.
        Até aí tudo bem... Nada estranho.
        Porém, Jiang se agachou e passou pela porta de metal e deparou-se com Luciel segurando uma caixa com o que parecia ser seu material de trabalho, ou parte dele.
    E no instante que trocaram olhares, soube que havia algo errado.

__Bom dia, Lu...
    Luciel entreabriu os lábios, mas não conseguiu desejar bom dia. Se a sua noite já havia sido ruim, não esperava nada de bom para o dia seguinte.
__Precisamos conversar.__ Foi tudo que Luciel conseguiu articular.
__Aconteceu alguma coisa, Lu? Você... Está com uma expressão tão abatida.
__Jiang... Eu vou dar um tempo de tudo isso, de ser tatuador... Vou fechar o estúdio.
__Fechar?... Mas, Lu! A gente comprou esse espaço juntos, é o investimento das nossas vidas... Seu pai anda interferindo na sua vida de novo? Meu pai comentou que o senhor Daniel...
__Não tem nada a ver com o meu pai, Jiang.__ Luciel cortou Jiang, sua voz firme embora não gritasse.__ É um lance pessoal.
__"Pessoal"...__ Jiang refilou a ironizar.__ Não diga algo assim para mim! Como você pretende se manter se vai fechar o estúdio?
__Isso não é da sua conta.__ Luciel simplificou com um distanciamento na voz que para os mais atentos soava tristonho.
     E já ia passando para sair, quando Jiang puxou Luciel pela jaqueta de couro.
__Não vem dizer isso para mim, Lu!__ Jiang replicou, seus dedos beliscavam nervosamente o couro da jaqueta.__ Tem que ter algo mais, merda! Por que não pode simplesmente dizer o que houve?
__Eu só quero perguntar uma coisa...__ Luciel suspirou breve, sem buscar Jiang com o olhar.__ É verdade que você pediu ao Syaoran para ficar morando contigo?
            Recaiu um silêncio mínimo.
__Mas... O que...__ Jiang já ia respondendo com outra pergunta, coisa que Luciel tratou de interromper.
__Apenas responda, Jiang!    
__Eu pedi sim, Lu...__ E admitiu, miseravelmente desarmado.__ Só que...
__Chega disso, Jiang.__ Luciel rebateu num tom tão cavo quanto incisivo.__ Eu preciso de um tempo longe de você.  
    Não pode evitar que Luciel se afastasse, seus dedos suavam frios e não conseguiam se prender mais ao couro.
__Volto outra hora para pegar o resto do material.
    Foi tudo que Luciel disse antes de passar abaixando-se pela porta da loja aberta pela metade.  
   Jiang pensou em ir atrás dele, impedir que fosse embora, esbravejar e conseguir a atenção de Luciel de qualquer jeito.
     O problema é que Jiang não tinha como justificar o que era simplesmente injustificável...

                                                          *********
              Aquela noite de segunda-feira
                                       O dia anterior (Passava das dez e quinze da noite)

               Estava distraído, deitado em sua cama e consumido pelas palavras escritas na agenda de seu irmão.
     Huang tinha sempre tantos planos, todos escritos e detalhados na agenda. Era evidente que ele passava muito tempo sonhando acordado e por alguma razão, esse fato preenchia Jiang de uma leve e flutuante ternura.
    Jiang queria poder ter sonhado acordado com o seu irmão, queria ter feito planos junto com ele e acima de tudo, queria ter realizado metade das coisas imaginadas.
    Mas, tudo isso estava longe de tornar-se real.
    Huang sonhava, sorria e chorava sozinho.
    Já Jiang fazia questão de compartilhar seus sonhos e vontades, sorrisos e tristezas.
    Se não compartilhava com seu pai, compartilhava com Luciel.
    Luciel era o único com quem tinha sonhos em comum, planos que se completavam.
    Vários tipos de emoções vagavam em Jiang enquanto lia a agenda de Huang, emoções que oscilavam rapidamente enquanto pensava em seu irmão ou em Luciel e que foram bruscamente interrompidas por Syaoran que subiu repentino por cima de seu corpo preguiçosamente acomodado sobre a cama, foram as mãos de Syaoran que fecharam também bruscamente a agenda.
__Seu idiota!__ Jiang ralhou contrariado.__ O que pensa que está fazendo?
__Sabe, você está é me ignorando enquanto fica lendo esse troço aí.__ Syaoran resmungou sentado sobre as pernas de Jiang.
__Não é um "troço" qualquer, Syaoran... É uma agenda do meu irmão.__ Jiang revirou o olhar, algo cansado e pouco paciente.
    Syaoran puxou com as mãos grandes e mornas a agenda para si, mas não a abriu, não fitou a caligrafia de Huang, evitou hesitante e levemente irritado ler qualquer palavra escrita por ele. Apenas examinou pensativo a capa dura e escura da agenda.
     Quantas vezes Huang tocara nela? As mãos dele, as mesmas mão que tocavam guitarra, as mesmas mãos que já tinham tocado tantas vezes o seu corpo.
    Syaoran apertou os olhos como se quisesse renegar essas lembranças ou a saudade que sentia de Huang querendo ou não.
    Sentiu a textura da capa com os olhos fechados e deixou-a na beira da cama, de modo que ela pudesse cair no chão ao mais sutil esbarrão.
    Fixando agora seu olhar, sua carente devoção em Jiang.
    Colocando-se sobre ele, apoiando-se com seus braços na cama que também o cercavam.
    E Jiang jogou um dos braços sobre a cabeça e seu cabelo esparramado sobre os vincos da fronha, seu gestual era macio e despretensioso a corresponder o olhar devocional de Syaoran.
__Jiang, quero dormir com você.
__De novo? Parece até que sou seu ursinho de pelúcia, que espanta os pesadelos...
__Não... Você entendeu errado...__ Syaoran sussurrou.__ Quis dizer que quero fazer sexo contigo... E dormir contigo abraçado depois.
__Syaoran... Nós já conversamos sobre isso...
    Sabia o que Jiang ia dizer e não queria ouvir, por conta disso lacrou por um momento os lábios dele com as pontas dos dedos.
__Naquela sala de música, pediu que eu ficasse com você...__ Syaoran verbalizou calidamente.__ E eu vou ficar... Eu só peço "você" em troca.
    Jiang censurou a si mesmo por ter o coração desobediente a disparar de ansiedade. Puxou para seu queixo os dedos de Syaoran que antes tocavam seus lábios.
__Eu fiz mal em confessar que gostava de você...__ Jiang refletiu, sua voz ressoou baixa tomada pela culpa e pelo desejo dócil e insensato.__ É evidente que está confuso, mas é só por que você olha para mim e continua vendo o Huang.
__Não...__ Syaoran cochichou descendo seu corpo que se emparelhava ao de Jiang, seus dedos antes pousados no queixo delicado e bem desenhado correram com uma carícia pelas laterais daquele rosto que tanto desejava.__ É Jiang Linden que eu vejo e... É esse Jiang Linden que eu quero.
      A mão de Syaoran era mais pesada e quente do que se lembrava desde a última vez que tinha sido tocado com mais intimidade por ele. Exalava uma sensualidade pulsante que corrompia todo ímpeto de fuga em Jiang, assim como qualquer bom senso que tentasse inutilmente submergir naquele instante.
    Não que Jiang tenha tentado protestar, sua mão um tanto alarmada tentou impedir Syaoran de provocar o atrito entre seus lábios, mas antes que se desse conta, já tinha o corpo dele junto ao seu, a ereção dele provocando a sua quando ainda estavam vestidos.
    Suas bocas fundidas num beijo demorado, o gemido de delícia se instalando na garganta.
    A respiração dele mais rápida contaminando a sua, descompassando seu ritmo. Desnorteando até a cutis, sua menor vontade.
    E se Syoran buscava incansável sua pele, Jiang também o tornava nu e todo seu corpo ondulando sobre o dele queria sentir cada recôncavo, cada pedacinho de Syaoran. Enquanto Jiang mordia-lhe o pescoço, não sentia tão forte o cheiro do cigarro entranhado no cabelo e sim o aroma familiar de seu condicionador de maçã.
     O corpo de Syaoran estava fresco e Jiang teve certeza absoluta que ele tomara um banho há poucos minutos pensando nesse instante, pensando no sexo que ele queria fazer, remoendo o desejo que tinha acumulado...
        Esses pensamentos entre as carícias enchiam Jiang de fascínio.

        Não havia questionamentos naquele momento, a ideia de fazer sexo com outro homem não intimidava Jiang.
     Talvez, por conta da atração que sentia por Syaoran e por estar adentrando num território proibido ao envolver-se com o namorado de seu irmão.
     Syaoran era como a partitura que tentou pegar às escondidas quando tinha quinze anos, enquanto Huang tomava banho. Era tal como o livro Redoma de Vidro dentro da gaveta de cabeceira que tinha vontade de ler e não podia. Syaoran como era tudo que Huang havia lhe negado, representava para Jiang uma conquista nunca alcançada.
     Enfim, tinha algo de Huang somente para si.
     Sem ter que pedir, ou precisar se humilhar, sem ter que engolir um desaforo cruel.
     Na altura em que os dois estavam nus sobre a cama, inverteram-se ainda um sobre o outro, Syaoran manipulava ardoroso seu pênis e penetrava seu ânus com o dedo... Mas, Jiang segurava-lhe os testículos e chupava-lhe o membro com extrema vontade.
    Os gemidos de Syaoran acresciam sua excitação.
    Pensou que ele fosse gozar em sua boca de novo, sua língua sentia o sabor levemente salgado do pênis teso, seus lábios estalavam toda vez que passavam pela glande.
    Mas, não... Syaoran queria entrar com seu membro em Jiang.
    Deitando-se de lado a cama, Jiang não ofereceu resistência, tinha Syaoran juntos às suas costas e o membro dele ensaiando o movimento de penetração entre a maciez de suas nádegas.
    O único instante em que Jiang sentiu o prazer diminuir foi pouco antes da penetração.
    Sentiu Syaoran envolver amorosamente seu corpo, encher de beijos seu ombro e a curva graciosa de seu pescoço.
__Relaxa, Jiang... Vou entrar devagar...
    A voz de Syaoran parecia uma inocente brincadeira, o riso dele soava ainda melhor durante o sexo.
__Não...__ O braço de Jiang abraçava com força os braço de Syaoran que o envolvia, o trazia para bem perto de forma que suas peles se confundissem.__ Não faça devagar...
    Já a voz de Jiang saiu num gemido repleto de deleite, comprimia seu corpo fazendo a cabeça do pênis de Syaoran roçar, quase entrar em seu ânus.
    Faminto, afoito pela penetração.
__Tem certeza?...__ O cochicho era quente.__ Não quero te machucar...
__Tudo bem se me machucar...__ Jiang tentou se virar a segredar, buscar o olhar de Syaoran.
    Suas bocas se encontraram de mau jeito num beijo fulguroso e Jiang mordeu com força o próprio lábio inferior assim que Syoran empurrou com vontade seu próprio sexo, que sumiu inteiro dentro de Jiang numa única estocada.
    Seu corpo inteiro estremeceu, todo seu ser se aquecia e sentia o gosto de sangue em sua boca ao lamber o próprio lábio onde tinha enterrado os dentes.
   Syaoran estava desesperado de prazer, seus gemidos ressoaram altos dentro do quarto enquanto começava a mover seu pênis dentro de Jiang que respirava de forma irregular, tendo a nítida sensação que seu coração pulsava na garganta.
    Os gemidos de Jiang saíam retraídos como se chocassem contra seus dentes trincados e se escondessem sob a língua. Virou-se guiado por Syaoran de bruços e Jiang enterrou o rosto nos vincos do travesseiro a sentir o pênis de Syaoran sair e tornar a entrar por inteiro dentro de si.
    Não tinha controle sobre nada, nem sobre a própria excitação.
    Seus dedos dos pés se contorciam enquanto suas mãos por baixo do travesseiro apertavam o lençol.
     O jeito que suas unhas apertavam as tramas do tecido fez Jiang se recordar da ocasião em que ficara aos beijos com Luciel no sofá, quando estavam no apartamento dele.
     Tinham se beijado longamente e Jiang abraçou Luciel e suas mãos entraram por dentro da blusa da Hard Rock Cafe que ele usava, seus dedos e unhas percorreram com gana e desejo as costas, sentindo viciosamente a pele.                                    
     Ao vivenciar o instante em sua mente enquanto era penetrado por Syaoran, gozou com seu membro imprensado entre seu corpo e o lençol que forrava o colchão.
     A sensação do orgasmo entumesceu todo seu corpo enquanto pensava compulsivamente em Luciel.
       A agenda de capa dura de Huang caíra ao chão, despencara da beira da cama em algum momento.

   

55 comentários:

  1. Eu acho que vou ler e reler esse capítulo milhões de vezes... pq... TÁ MUITO PERFEITO! Quanta sensualidade dos dois, tô doidaaaaa! A excitação de Jiang por "possuir" Syaoran que era namorado do irmão soou como uma "vingancinha" hahah Achei maravilhoso...!! E pensar no Lu bem no finalzinho?? Que duvida cruel :p
    Voltei a ficar em duvidas sobre Lu x Jiang ou Syaoran x Jiang!! Ainda tem muito o que ver pra decidir D:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (Mel está embasbacada... Tipo assim: "Jura? Jura juradinho?" 0_o rsrs... Que bom que gostou, viu?)

      Pode ter sido sim uma pequena vingança, mas também uma espécie de júbilo para Jiang, porque secretamente ele se sente mais próximo do Huang ao ter para si uma coisa que ainda pertence ao seu irmão.
      Você está tão na dúvida quanto o próprio Jiang, pelo visto. ^^"

      Excluir
    2. Sim, eu amei tanto que fiquei meio desnorteada pra escrever o comentário kkkk (perdoa minha loucura, Mel kkk)
      Jiang meio que é dividido em tudo, né? Ele é bem indeciso, tadinho... Eu acho que estamos na mesma haha Atraídos pelos dois ao mesmo tempo, sem querer se desfazer :p

      Excluir
    3. Que nada, adoro loucura e paixão... Ainda mais expressada de forma sincera.
      Sim... Acho que é o fato de nunca ter se apaixonado e de repente as coisas ocorrem tão desenfreadas, Syaoran é como algo proibido que Jiang sente que vai perder com o retorno do Huang... Ficar dividido entre duas pessoas que ele gosta creio que é algo que ele nunca cogitou que fosse lhe acontecer.

      Excluir
  2. Olá Mel
    Tudo bem?
    Olha Mel eu contava com esse momento mas não agora... e que foi isso do Jiang achar-se satisfeito em ter algo do irmão... ainda assim acho que ele teve a sua felicidade propria por segundos ( sem pensar no Huang ou no Luciel)
    Voce ja tinha falado mas pensei que na primeira vez ele queria que o Syaoran fosse mais meiguinho

    ResponderExcluir
  3. Oi, Rima! Bom dia. Tô bem!
    As coisas acontecem nessa estória quando menos se espera. ^^"
    O Syaoran queria ser meigo com o Jiang, mas o Jiang tem essa coisa de gostar do brutal... (é uma espécie de masoquismo mesmo).


    ResponderExcluir
  4. Ainda bem :)
    Mas foi mesmo eu nao julguei que eles se fossem envolver tipo bastou o Syaoran pedir
    tenho pena do Syaoran porque ele gosta de fazer tudo com amor (e meio que nao da com esse masoquismo)

    ResponderExcluir
  5. Como eu te disse, o Syaoran ainda vai conversar coim o Jiang sobre isso... Ele se sente mal por penetrar o Jiang com força.
    Vamos combinar que o Jiang não resiste ao Syaoran... Ele gosta muito dele, só fica hesitante porque sabe que o Huang está entre os dois.

    Sobre seu capítulo, sempre acho tão doce a preocupação do Hisashi... É difícil ver o filho crescer tão rápido. (Ainda mais sabendo o quanto é tarado o namorado do tetsuo, rsrs...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs eu ja tou imaginando o Syaoran dando voltinhas para falar de um jeito meiguinho sobre o assunto
      E essa hesitacao faz com que ele crie ideias com o Luciel quando so sente atração

      Eu acho que o Hisashi é como qualquer pai (vá nao era qualquer pai que deixaria o filho namorar com um tarado)

      Excluir
    2. Olha, tô doida para escrever essa parte do Syaoran, mas antes o Jiang tem que se resolver com o Huang.

      Não é só isso... O Hisashi é uma boa pessoa em todos os sentidos, não é só um bom pai.
      Isso porque o tarado é irmão do namorado dele. ^^"

      Excluir
    3. Imagino porque é um assunto serio mas nao deixa de ser meio comico so de imaginar o Syaoran falar
      Mas resolver se com o Huang tambem é um quebra cabecas...

      Eu sempre acho que pessoas boas sao as que sofre mais ele ja sofreu a parte dele (e tem muito momentos bonitinhos para vir *-*)
      Ahahah tem razao e o irmao do taradp é boa pessoa entao o tarado tambem deve ser

      Excluir
    4. Devo dizer que no período atual da estória o Syaoran amadureceu um pouquinho, sabe? Mas, continua parecendo um moleque.
      Se os irmãos ao menos pararem de brigar já vai ser um grande avanço.

      É, isso passou pela minha cabeça.
      Oba! Sou fã desses momentos bonitinhos.
      É o que se pensa, cabe ao Masaki não provar o contrário, ou vai deixar o Hisashi zangado.

      Excluir
    5. Mas mesmo ele sendo o mais moleque eu acho que é o mais sincero de sentimentos
      sim isso ja seria bom ! Porque assim iriam comecar a escutar o que um e outro tem a dizer

      E eu ando tentando escreve los -.-"
      É precisamente esse o meu medo é o Masaki fazer algum coisa errada e magoar o tetsuo e ainda ter de levar com o Hisashi em cima

      Excluir
    6. O Huang também é sincero, mas esconde o mais importante... Esse é o problema.
      É... Ainda não sei o que acontecerá quando um começar a ouvir o outro verdadeiramente.

      Devagarinho você escreve. ^^"
      Nós autoras nunca estamos no total controle dos nossos personagens, né?

      Excluir
    7. É mesmo porque fica remoendo sozinho ai que causa o transtorno todo
      Eu tou pensanso que quando esse momento chegar eles vao virar melhores amigos :)

      É que essa semana foi mais corrida para a semana penso conseguir
      tem razao por isso que se fica aguniando às vezes...

      Excluir
    8. Desculpa a demora, estava servindo o almoço.

      Sobretudo a si mesmo! Huang é o maior prejudicado.
      Puxa, não sei... Isso seria incrível.

      Tem umas semanas mesmo que... Meu Deus, fica até difícil respirar.
      Tem que colocar uma coleira no Masaki!

      Excluir
  6. Nao tem problema eu tambem tou trabalhando :)

    Mas bem com o Luciel pode ser que ele ganhe confianca para contar tudo que lhe vai na alma ... amar às vezes é a solucao
    Seria tao incrível que a autora nem se consegue acreditar em tal realidade ^^"

    Imagino que tambem ande bem ocupada...
    coleira com trela ... so que mesmo que o erro seja dos dois o Hisashi so conseguira compreender o lado do filho

    ResponderExcluir
  7. Com o tempo pode ser que o Huang se sinta mais a vontade para contar tudo que sente ao Luciel. Mas, nesse momento no enredo que estou escrevendo, a situação para o Huang tende a ser difícil.

    É que tem certas coisas que o Jiang não aceita... E o Huang não deixa de querer.

    Bom, tô um pouco pilhada porque vou na Terça feira na mastologista.
    E eu não sei? O Hisashi parece que vigia essa relação com certa desconfiança.

    ResponderExcluir
  8. Bem também so com o tempo se ganha confiança
    no momento imagino que o Huang se sinta inteiramente sozinho...

    Imagino que tenha a ver com o facto e serem mais que irmaos...

    O que é mastologista? É algum exame que tem que fazer?
    Eu acho que ele so nao quer ver o filho chorar por amores... apesar que o Masaki se tornou muito mais certinho depois de comecar a namorar o Masaki

    ResponderExcluir
  9. O Huang já sente falta quando fica distante do Luciel, sente que ele é muito mais que um porto seguro.

    Isso com certeza pesa... O Huang tem uma forte atração sexual pelo irmão dele.

    É o médico que cuida das mamas.
    O exame já até peguei, vou levar para a médica ver.
    O que é louvável toda essa preocupação.
    Acho que Masaki pode acabar magoando o Tetsuo sem querer... Não intencionalmente.

    ResponderExcluir
  10. Tou entendo ele se sente mais seguro de si mesmo com o Luciel por perto

    Mas mesmo o Huang tem que saber separar as coisas e voltar todo o seu desejo sexual para o Luciel

    Ah entendi aqui nos fazemos os exames e levamos todos ao medico de familia so se tiver algo muito errado que nos manda para algum departamento mais especializado

    Voce diz que é louvável esza preocupacao toda mas se tivesse no mesmo lugar faria o mesmo
    É o mais certo magoar sem intencoes porque ele tenta paparicar demais esse garoto

    ResponderExcluir
  11. Nem sempre... Mas, o Luciel é um apoio também para suas faltas de segurança.
    Mas, esse desejo sexual também é uma coisa mal resolvida.

    Não sei se eu faria o mesmo... Mas, a gente quer proteger quem ama na medida do possível.
    Também acho, o enche mesmo de mimos. (capaz é de ficar mal acostumado)

    ResponderExcluir
  12. Eu ainda acho que o Luciel é a segurança que lhe faltava >.<"
    Bem acho que tem que ser conversado para ser resolvido

    Verdade e para o Hisashi o Tetsuo é aquela pessoa que vale tudo (nao desprezando a filha mais velha)
    Mas acho que é seu jeito de se conseguir comportar é encher mesmo o Tetsuo de mimos e ver o garoto em todas as vitrines de lojas e ficar pensando que isto ou aquilo ficaria bem no Tetsuo
    (É bem capaz de ficar mesmo mal habituado rsrsrs)

    ResponderExcluir
  13. Eu espero que sim!
    A questão é que para o Huang, esse desejo só se soluciona se realizando. :P

    Talvez pelo Hisashi achar que o filho é mais frágil, mais novo e menos experiente.
    Porque roupas e beleza é algo fortemente ligado ao bem estar do Masaki, né?

    ResponderExcluir
  14. Bem... entao basta que uma vez na vida o Jiang ceda aos caprichos do irmao XD

    Tem razao o Tetsuo foi sempre aquele menino que se manteve fechado no seu mundinho ja a kaya sempre foi mais resolvida
    sim o Masaki é muito vaidoso adora roupa e pode imaginar que tem mais cremes de rosto que eu

    ResponderExcluir
  15. Nossa, essa o Syaoran queria assistir bem de perto!! :D

    Bom, se pensarmos bem... O Hitaki e o primo até que tem bastante em comum, só que o Hitaki não tem irmãos.
    O Masaki tem mais cremes do que nós duas juntas que eu sei. rsrs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ainda entrava junto
      (Ou tirava uma fotos para guardar)

      Sim o Hitaki ainda acaba sendo mais protegido por ser filho unico
      Ai pois tem... o lema dele deve ser andar bonito e cheiroso

      Excluir
    2. Olha que se o Syaoran tivesse opção bem que queria participar... Ele é seguramente louco pelos dois.

      Certamente... Nessa altura, se pudesse, escolheria ter irmãos.
      E qual é o lema do Nobuhiko?

      Excluir
    3. Eu estav imagindo ele logo pulando para o meio dos dois rsrsrsrs

      Se pudesse mas a Hanabi quereria ter outro filho?
      O lema de Nobuhiko acho que é mais viver na simplicidade e beleza de uma flor duque algo material como o irmao (bem oposto um do outro )

      Excluir
    4. Ah, o JIang contou sobre o beijo que Huang deu nele na ocasião do show e o Syaoran ficou até excitado em imaginar.

      Hum... Acho que a Hanabi não quer mais filhos, já deve achar que o Hitaki lhe dá trabalho demais.

      Prefiro o tema do Nobuhiko. (Mas, acho que a Rima já sabia disso, né?)

      Excluir
    5. Esse rapaz é mesmo maluquinho pelos dois (em vez de ficar com ciumes)

      Foi o que eu imaginei... ao pelo que o filho nao é o que ela quer

      Eu ja sabia disso sim
      e eu tambem prefiro :)

      Excluir
    6. Com ciúmes? haha... Ficou é de pau duro e o Jiang ainda lhe meteu um cascudo!

      Mas, quando o Hitaki for para a faculdade a Hanabi não vai mais poder ficar no pé dele... Fato. O problema é que ainda não decidi o que acontece até ele entrar na faculdade.

      É, é uma filosofia de vida mais tranquila.

      Excluir
    7. Ai quem ficou con ciume foi o Jiang kkkk e imagino que no final ainda teve que o aliviar

      Talvez quando ela nao tiver o filho em casa sinta mais falta de ter um filho baguncando lhe a vida
      sabe que eu andava pensando o mesmo em relacao ao Tetsuo ainda que ele seja mais novinho

      E a mais bonita
      Mel eu cheguei a tirar foto ao vadl quer aue que lhe mande ?

      Excluir
    8. Ah, mas o Syaoran admite mesmo que adora os dois...O Jiang pode até ficar enciumado, mas nunca sentir-se enganado pelo bobo do Syaoran.

      Será?... Bom, coração de pedra ela não tem, creio que alguma falta do filho vá sentir.
      O Tetsuo por enquanto vai morar com o Masaki?

      Pode mandar. ^^"

      Excluir
    9. Nao sem dúvida pode dizer que o enganada o Syaoran é a sinceridade em pessoa

      Ahaha em fico com a mesma duvida em relacao à Ina
      vai comecar a morar daqui a pouco tempo ... pouco depois das aulas comecar porque a Ina vai descobrir

      Eu vou mandar ja :)

      Excluir
  16. Ai, ai... A Ina vai expulsar o Tetsuo de casa? 0_o

    Já recebi, obrigada. \o
    E te respondi pelo e-mail.

    ResponderExcluir
  17. Nao vai nao.... mas o Tetsuo vai ficar bem magoado a ponto de nao querer voltar para casa
    Nem o Hisashi vai deixar ele voltar

    De nada :)

    ResponderExcluir
  18. Então eu suponho que a briga vai ser feia...
    Hisashi é um paizão mesmo. ^^"

    Fiquei me perguntando (embora eu saiba que é uma pergunta boba), como sua tia conseguiu plantar tantos trevinhos de quatro folhas dentro de um único vaso.

    ResponderExcluir
  19. Se ela nao proibisse o filho de ver um certo alguém e não o deixasse a morrer de pneumonia talvez o Tetsuo ainda moraria la
    É paizao mesmo com a ajuda do Nobuhiko (e verdade é que ele estava morto por ter o filho por perto)

    Nao é pergunta boba eu perguntei o mesmo quando vi o vaso minha mae disse que ela deu um nabo ela colocou num vaso mas no inverno não nasce trevos so à pouco tempo que comecaram a nascer

    ResponderExcluir
  20. Até entendo que ela não aceite a relação dele com o Masaki, mas deixar o filho com pneumonia aí já é crueldade...

    Olha, sua tia tem o que se chama aqui no Brasil de dedo verde... Quem tem mão boa para plantar.

    ResponderExcluir
  21. Ela achou que o Tetsuo estava a figir so para nao ir a escola oara ficar com o namorado... mas ela tambem anda meio eaquecendo que tem um filho em casa

    Por acaso minha tia até que é florista..
    ja eu acho que nao tenho isso de dedo verde

    ResponderExcluir
  22. Caramba! Mas pneumonia não é coisa que se dê para fingir... A Ina tem é minhoca na cabeça.

    Só podia ser... Porque o vasinho foi cultivado com uma delicadeza!
    Ah, nem eu... Mas, adoro mexer com terra.

    ResponderExcluir
  23. Acho que tem mesmo ela so quer saber das coisas que lhe dao interesse

    Eu tambem gosto de mexer com terra essa semana andei apanhando batatas e eu bem que gosto de andar descalca na terra fresca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe a demora apareceu uma gentinha para atender...

      Excluir
  24. E o filho não lhe interessa... Isso dói mesmo para o Tetsuo.

    Não é uma delícia? O mesmo pisar na grama os pés descalços... É TÃO BOM!
    Uma pena que que eu não tenha um terreiro na minha casa, só tenho uma varanda de cimento... Tenho uma plantinha em vasinho aqui e ali.

    Sem problemas, Rima... Tô aqui pensando em como terminar o capítulo.

    ResponderExcluir
  25. Ele ja andava meio tristonho com as ausências da mãe em compensação tem um namorado sempre presente

    É bom mesmo ^^"
    Ao menos ainda ten espaco para colocar alguns vasos mas não é a mesma coisa sem duvida

    Terminar um capitulo dá sempre que pensar

    ResponderExcluir
  26. O Masaki, Hisashi e Nobuhiko integram a nova família do Tetsuo... Mas, acho que para ele será difícil superar essas ausências e o descaso da própria mãe.

    Tudo bem... Um dia quem sabe.
    Também foi triste quando eu morava na outra casa e vi a amoreira que eu plantei com tanto carinho ser arrancada.

    Nem fale... Ainda mais que o Huang está mega deprimido no banco de trás do carro do pai dele.

    ResponderExcluir
  27. Ninguem substitui ninguem ele gosta muito dos tres mas ele se esforçava para ser o menino de orgulho da mae foi ele quem escolheu ficar com ela quando os pais se divorciaram..

    Ah à um ano um damasqueiro que eu adorava foi arrancado pelo vento mas é triste ver as coisas morrer

    Ah tadinho do Huang também é dificil tira lo da zona de depressao

    ResponderExcluir
  28. Então, imagino que o Tetsuo vai remoer isso por algum tempo...

    A minha amoreira foi arrancada por uma escavadeira... O homem é mau.

    Sim, mais complicado ainda porque se aproxima a ocasião em que ele tem que estar frente a frente com o psiquiatra e ele odeia esses momentos!

    ResponderExcluir
  29. Sim durante algum tempo vai ser.dificil olhar para a mae que trabalha na escola dele

    E porque ele tinha que a arrancar?

    Se fosse eu tambem odeiaria ir a um psiquiatra entao entendo que ele se sinta mal

    ResponderExcluir
  30. Entendo esse sentimento do Tetsuo.

    Porque ele estava fechando a compra do terreno onde ficava minha antiga casa e as escavadeiras começaram a remexer tudo antes mesmo de sairmos da casa...

    E para ele então que tem receio de acabar internado... É pior ainda.

    ResponderExcluir
  31. Ele vai ter seus momentos complicados
    Mesmo quando o Masaki sofrer o acidente ele nao se vai sentir de grande ajuda

    Ao menos podia ter esperado sair... acho que aqui isso é ilegal

    Imagino que a vontade dele é de fugir

    ResponderExcluir
  32. Hum... Algum acidente automobilístico? Que merda, hein?

    Aqui também deve ser... Mas, quem tem dinheiro manda.

    Fugir e parar de respirar.

    ResponderExcluir
  33. Olha como voce chegou lá Masaki um dia vai ter de aprender a conduzir devagar
    eles vao passar alguns azares que vao ser provações para ambos

    Isso é verdade infelizmente...

    Parar de respirar é que nao! O.o

    Mel eu agora vou ter de sair
    Beijinhos ♡♡♡

    ResponderExcluir
  34. Hum... Vindo do Masaki era previsível. Tetsuo vai mesmo passar por maus bocados!
    Depois dessa, que seja mais cuidadoso ao volante.

    Tudo bem, Rima.
    Obrigada pela conversa.
    Boa noite e bom descanso, viu?
    Beijos :)


    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...