27.6.17

Linden Twins ♫ ♬ Capítulo 55 por Mel Kiryu


Capítulo 55
O estranho recomeço de Jiang

     O primeiro trem para Kuan partiu às oito horas daquela manhã de sexta-feira.
      Jiang tinha um peso a menos em sua bolsa, porque a agenda de Huang que antes viajara consigo, ficara com Syaoran em Shoei.
     Chegou a cochilar durante o trajeto de trem, mais pesadamente do que dormira durante a madrugada.
     Dormir no apartamento de seu irmão foi como dormir num lugar povoado por fantasmas.

     E quando Jiang despertou em meados da viagem de volta, dentro do trem, tocou de leve o próprio rosto tendo a sensação de acordara de um sonho, que também não deixava de ser um pesadelo e qualquer um deles tinha sido um grande erro.
      Ao desembarcar em Kuan, observou um pé após o outro abandonarem o trem.
     Era como um recomeço em câmera lenta.
     O dia não estava claro como em Shoei e encarou o céu feito de um imobilidade sombria.
    Pensou em ir para casa, mas acabou parando numa lanchonete para comer. Estava mastigando, terminando a pequena refeição no balcão e o som da chuva desabando fez Jiang mirar-se melancólico em direção à calçada.
    O cheiro da chuva, dos telhados mornos tocados pela água, da terra dos canteiros se encharcando chegou as suas narinas.
    Pagou o que comeu e andou sem pressa até a loja sob o temporal.
    Fitou a placa da loja tal como se não a visse há muito tempo.

                                              Tommy & Levon Discos

             
          Pensou nas coisas que tinha a fazer no começo do dia anterior, recomeçar da onde tinha parado no dia anterior antes de sair feito louco atrás de seu irmão, fazia Jiang apagar parcialmente a sensação torturante de erro.
      Destrancou as portas a sentir a roupa molhada colando em seu corpo, a bolsa transversal pesando em seu ombro e subiu as portas metálicas pela metade.
     Ao acender as luzes da loja sinistramente silenciosa, Jiang encontrou sobre o balcão as contas que deveriam ter sido pagas no dia anterior.
     Ter que escolher entre abrir a loja, ou pagar as contas sobre o balcão era a constatação cruel de que não podia contar com ninguém e estava só.
     Não encontraria Luciel no andar de cima. Olhar para as escadas que davam no segundo pavimento causavam um aperto em seu coração.
     No entanto, as coisas ainda seriam suportáveis enquanto não tivesse que voltar para casa.
     Saiu de novo como se a chuva não fosse absolutamente nada, trancou de novo a loja e foi pagar as contas. Voltou antes das quatro, abriu a loja e mesmo com o tempo ruim, conseguiu fazer algumas vendas.
     Distraiu-se conversando com um cliente ou outro, ouvindo uma pequena pilha de discos de vinil.
        Miles Davis, depois Progressive Blues do Johnny Winter, assim como o "disco do pêssego" como um de seus clientes costumava chamar um dos vinis do Allman Brothers.
     Quase podia se convencer que as horas anteriores vividas em Shoei eram suficientes distantes para serem esquecidas.
     Por volta das oito horas da noite a loja foi fechada.
     A chuva estiara.
     E a volta para casa era inevitável.

     Percorreu o caminho de sempre, fez uma parada rápida num mercadinho que ficava no trajeto e não tardou a subir a ladeira e estar diante do portão de onde morava.
    Antes de entrar em casa, deu uma olhada na noitinha nublada de sexta, a lua prateada oculta por nuvens densas que percorriam o breu sem qualquer indício de pressa.
    Penetrou em sua sala e acendeu a luz.
    O primeiro pensamento, a primeira reação foi fitar seu telefone e se perguntar se acaso seu pai tinha ligado com notícias de Huang e uma bronca na ponta da língua.
     Trocou de cômodo evitando pensar nisso.
      E em cada cômodo que entrava acendia a luz, na cozinha guardou o que tinha comprado. Não tinha porque fazer jantar e preferiu fazer um lanche com café recém coado.
      Depois se enfiou num banho, se enrolou na mesmo toalha usada para se enxugar e abriu o armarinho para escovar os dentes.
     A água de seu cabelo encorria em filete pelas laterais de seu corpo quando encarou a escova de dentes de Syaoran ao lado da sua.
     Sentiu-se irritar e a puxou do suporte no armarinho com uma força desnecessária e atirou a escova que pertencia Syaoran ao lixo.
    Tudo que sentira por ele nos dias anteriores, a atração sexual e sua enganosa paixão, deviam ser jogados no mesmo lugar: no cesto de lixo cheio de papéis com resíduo fecal.
    Foi até o quarto com a toalha enrolada no corpo úmido, também acendeu a luz.
    E enquanto se vestia, não pode ignorar o colchonete que Syaoran costumava usar, quando não pedia para dormir em sua cama.
    Jiang guardou tudo, queria seu quarto livre de qualquer coisa que o fizesse recordar.
    Mas, não tudo... Não havia jeito de se livrar das letras de música de Huang que havia resgatado da garagem do velho Stan.
    Não conseguia faltar com respeito a última vontade de Stan.
    Devolver o caderno, as folhas avulsas, as composições de Huang.
    Jiang suspirou em meio ao silêncio, zombando em pensamento de sua própria estupidez.
    Seu recomeço mais parecia uma caminhada dentro de um labirinto.
    Sentia como se já tivesse passado três vezes pela mesma parede.
    Sua tentativa de recomeçar mais parecia o patético retorno ao início de tudo que queria evitar.
   
                                             

22 comentários:

  1. Olá Mel
    tudo bem ( espero que sua net esteja melhor)
    Olha no momento o Jiang é o que esta sofrendo porque não tem ninguém em quem se apoiar... ele está tentando fazer dos sentimentos que tinha pelo Syaoran virar raiva, mas com o tempo acho que isso lhe vai passar

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rima!
    Por incrível que pareça, fiquei a manhã toda sem net de novo... Mas, agora parece que voltou. :P
    E o seu moden de net? Conseguiu resolver?

    Acho que não dá para transformar assim em raiva tudo o que ele passou com o Syaoran, por mais que ele tente (e sim, com certeza ele vai tentar!).
    Deve melhorar um bocadinho quando reencontrar o Luciel... ^^"

    ResponderExcluir
  3. Ah ressuscitou!
    Meio que resolvi, estou á espera que me venham entregar um novo -.-"

    Acho que ele vai tentar demonstrar mais em gestos e ficar chorando por dentro
    O Luciel vai ser o seu analgético pena que depois o Luciel vai precisar de um

    ResponderExcluir
  4. Espero que sim, né? ^^"
    Oba, que bom então.

    Ah, é... O Jiang é danado para sentir pena de si mesmo e ainda há de ter uma conversa bem delicada com o pai dele.
    Hum... Lembra do Lalo dos capítulos mais para frente que eu te mostrei?
    O Lalo ainda dá um colinho para o Luciel, depois dos maus momentos com o Jiang. (E eu shippei, viu? Ainda faça o Lalo pegar homem :P)

    E o Masaki??..
    Cheio dos fetiches com o uniforme do Tetsuo...
    Adoro as reações do Hisashi quando o Masaki quer sequestrar o Tetsuo para a casa dele, soa tão assim: "Olha lá o que você vai fazer com meu filhinho lindo, hein?"

    ResponderExcluir
  5. Espero que com uma pen nova não tenha problemas, ficaram de entregar em três dias, mas a encomenda ainda está em processamento, então tenho que continuar a usar a mais venhinha de todas ^^"

    Eu não sei como uma pessoa consegue ter pena de si mesma... essa conversa delicada vai ser dificil...
    lembro do Lalo sim
    Ao menos alguém do lado do Luciel ( olha que o Lalo parece ser um tipo porreirinho)

    Masaki nunca vai mudar
    nem na velhice :p
    Acho que o Hisashi deve pensar algo do tipo " ele é irmão gemeo do meu namorado então deve ser outra mente perversa "
    E o Hisashi tem que proteger sua cria...
    Adoro escrever com eles, mas tenho aproveitado o tempo para escrever o extra do Yasuhiko e do Kyoichi e estes dias consegui escrever alguns capitulos :)

    ResponderExcluir
  6. Ainda bem que o antigo ainda está quebrando o galho, né?
    Quando você menos esperar deve estar chegando por aí.

    O que é porreirinho? Essa expressão eu não conhecia...
    Ah, quando digo que ele sente pena de si mesmo, é porque ele se sente meio vítima...

    Vish, Masaki vai ser um velhinho tarado!
    Verdade! Falta muito para terminar o extra?

    ResponderExcluir
  7. Sim... esse que estou usando foi o primeiro que eu tive ^^"
    Eu espero bem que sim :)

    Porreiro... ou porreirinho e como legal, ou fixe
    Bem ao menos é verdadeiro porque até eu tenho pena dele ^^"

    ahaha se não for mais em vez de ficar lendo o jornal fica deitando os olhos em alguma revista erótica :p
    Não acho que falta pouco vou no capitulo 12
    tou morrendo de curiosidade para saber se os leitores vão achar essa história interessante

    ResponderExcluir
  8. É, o Lalo é um personagem interessante... Gosto de trabalhar com ele no enredo. Porque ele é um dos poucos que consegue proteger o Luciel (porque o Luciel também se machuca com essa mesma mania de proteger o Jiang e posteriormente o Huang).

    Hum... E eu confesso estar bem curiosa para ler na íntegra.
    Gosto muito do Kyoichi.
    É normal se sentir assim, nem terminei a estória que estou escrevendo com a C.C e já fico imaginando a reação de quem a ler. ^^"

    ResponderExcluir
  9. Ele realmente pareceu bem interessante...
    Até as pessoas fortes como o Luciel precisam de um apoio ( e proteger o Jiang e o Huang é uma missão bem complicada)

    Olha que eu estou adorando escrever as partes dele mais apaixonado
    Mas quando quiser e se quiser postar,eu já estou bem adiantada e pretendo terminar em pouco tempo (aproveitando as férias rsrsr)
    A história da C.C ainda tá no incio mas parece ter bastante ação

    ResponderExcluir
  10. Sobretudo o Huang...
    Acho que o Luciel vai precisar de uma ajuda extra.

    Hum... Faço ideia *-*
    Kyoichi apaixonado deve ser uma fofura.
    SE quiser, me manda o que você já escreveu com as imagens para ilustrar cada capítulo.
    Essa nova de fato está super legal... Por envolver o sobrenatural. (lembrou-me um pouco Natsuyuki rende vouz)
    Mas, essa que a gente tá escrevendo juntas, nem nome tem ainda... Embora eu esteja escrevendo o capítulo 24 :P

    ResponderExcluir
  11. Sim porque para erguer o Huang é preciso ter muita força mesmo

    Acho que tudo o que ele vê faz lembrar o Yasuhiko
    Eu vou escolher as imagens e mandando conforme for escolhendo as imagens
    Bem que achei que itinha algo especial ( pensei mais que fosse do genero de Psycho-pass mas se for sobrenatural natsuyuki)
    Sério? Mas tem tempo de escolher o nome no final o que importa é estar gostando de escrever

    ResponderExcluir
  12. E é nessa hora que o Jiang e o Luciel devem fazer as pazes, porque eles vão unir forças para ajudar o Huang.

    Tudo bem!
    A mim lembra Natsuyuki, mas também tem um criminoso... Quem sabe, podemos considerar uma sutil mistura de ambos.
    C.C e eu ainda não tivemos ideia para o nome... Aliás, muito curiosamente eu só decidi o nome verdadeiro do meu personagem hoje (porque ele usa ou outro nome para se prostituir)... Eu acho que escrever em dupla o trabalho é mais duro, lembra também a gente escrevendo as partes do Tetsuo com o Hitaki, é bem esse processo, sabe?
    Alias, eu estava pensando... Se em algum momento, você precisar usar o Hitaki no enredo de Love is Stranger, fique a vontade... Eu te ajudo.

    ResponderExcluir
  13. Bem que eles pecisavam fazer as pazes
    O Huang precisa dos dois...

    então fica combinado é uma mistura de ambos ^^"
    Talvez precisasse conhece-lo melhor para escolher o nome dele ( verdade muita gente dessa ramo adota outro nome para se prostituir)
    Imagino e a gente pouco trabalha juntas^^"
    Obrigada talvez venha mesmo a precisar do Hitaki mais para a frente ( ou para o aniversário do Tetsuo)
    E digo o mesmo se precisar do Tetsuo ou outro personagem de love is strange é so dizer:)

    ResponderExcluir
  14. É, já comecei a colocar essa reconciliação nos trilhos no último capítulo que escrevi. ^^"

    Verdade, eu imaginava o Lawrence (esse é o nome que ele usa para se prostituir) com uma personalidade mais forte, mas quando eu comecei a colocar a estória dele no documento de texto... Percebi que na verdade ele é uma pessoa frágil e sensível... Sinto como se ele dissesse para mim: "você tinha uma ideia errada ao meu respeito, eu não sou nada forte... Mas, eu bem queria ser uma pessoa forte."

    O que é uma pena, o pouco que trabalhei contigo... Gostei bastante.
    O aniversário do Tetsuo é em que ocasião?...
    Opa, com certeza!

    ResponderExcluir
  15. Isso é muito bom!

    Ah estou vendo, ele se faz forte mas é bem sensivel... ás vezes as pessoas fortes são as que tem o coração mais mole, seu Lawrence é um deles, imagino que se prostituiu mesmo sem querer

    Eu também gostei bastante...
    É em Novembro... so tem em setembro na história, primeiro ele ainda deve sair de casa, ai ele deve precisar de bastante apoio...

    ResponderExcluir
  16. Eu não tenho certeza se o Lawrence consegue passar a ideia de ser forte. Ele só tem 19 anos...E ele acabou por se prostituir por ter tido uma vida dificil.

    Tetsuo é de escorpião?
    Ok. Na época que você for escrever você me fala...

    ResponderExcluir
  17. Com 19 anos já está levando uma vida muito dura.. acho que deve estar crescendo rápido demais ...

    Não é sagitário.... só faz anos no final do mês, acho que escorpião seria um singo forte para ele ( talvez sagitário tambem seja, mas não conheço tanto desse signo)
    Ok eu lhe falo :)

    ResponderExcluir
  18. Sim e não... Porque ao mesmo tempo que ele precisa amadurecer para encarar a situação como garoto de programa, ele tem um lado inocente que carece de crescimento.

    Eu sei o que quer dizer... Escorpião a princípio iria ser o signo do Lawrence, mas também achei que era um signo de gênio forte e o Lawrence assim como o Tetsuo é mais dócil.
    Depois de muito conversar com a C.C... A gente decidiu que seria melhor o Lawrence ser de peixes (porque além de combinar com ele, também é um signo que combina com o do personagem dela que é de capricórnio)

    ResponderExcluir
  19. Assim vai ser dificil ele deixar de ser um garoto de programa, talvez alguém o ajude nesse crescimento

    Não é que as pessoas de Escorpião sejam más, mas não são tão meigas no meu ver... ( e agora que estive a ver que o Masaki e o Nobuhiko são de capricórnio)
    Mas vocês estudaram isso a pormenor eu sinceramente já liguei mais aos signos ... (bem se for pela compatibilidade dos signos acho que esses dois se dão bem, se fosse touro por exemplo não cairia tão bem)
    Bem Mel eu vou ter de sair, já mandei dois capitulos :)
    Beijinhos e até amanhã

    ResponderExcluir
  20. Pois é, é nisso que o personagem do C.C entra... Ele percebe a inocência improvável que ainda existe num garoto de programa.

    Não são mais, mas são difíceis de lidar.
    Hisashi é de que signo?
    Ah,eu sou meio detalhista com essas coisa bobas... :/
    Tá bom, Rima... Obrigada pela conversa!
    Até amanhã. :)
    Bom descanso.

    ResponderExcluir
  21. Boa noite, Mel! Tudo bom?

    Estou sentindo que essa tentativa de Jiang de esquecer tudo só vai piorar o estado dele... A vida inteira dele virou ao avesso por isso.. Querer apagar da memoria é impossível mesmo... Lembrei da carta dele pra Syaoran.

    Ah, quase esqueci... Não gostei muito do Dai nao. Ele parece sentir inveja de Syaoran, sei não.. Tenho um carinho e dó do Sy...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem! E contigo, Golden? :)

      Digamos que quanto mais o Jiang tentar esquecer, mais enraizado nele vai ficar... :/

      Pois é... O Dai.
      Quase escrevi um extra com ele e com o Sy, mas desisti... Achei que o Sy ia sofrer demais por conta do temperamento mesquinho do Dai.

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...