20.7.17

Hasu no Hana Capitulo 5 por Rima-san


Capitulo 5
O significado dos beijos

      Andaram um longo caminho a passo apressado, segurando a mão um do outro, ambos em silencio,  quase como perdidos, até que pararam e sentaram-se num banco de jardim, Yasuhiko tinha em seu colo o shamisen e  respirava ofegante.
_Cada vez tenho mais certeza que tua tia é meia maluca._ Kyoichi encostou-se para trás contemplando o céu.
_ Ela só não gosta de certas coisas…_ Yasuhiko tentou dar a melhor desculpa, quando no fundo era a mais esfarrapada que podia dar.

_Como não gosta de te ouvir tocar? Quando tocas tão bem.._ Os olhos castanhos de Kyoichi pousaram nas feições do rapaz que inda segurava aquele instrumento com afinco.
_Ela só não gosta que eu toque este shamisen, o shamisen da minha mãe…_ Ele suspirou profundamente, sem ser capaz de olhar em direção alguma, apenas o chão, de onde nasciam pequenas ervas daninhas.
_Tua… mãe morreu á muito tempo?_ De imediato arrependeu-se da pergunta que fizera, mas não viu irritação na face do garoto.
_Quando eu tinha cinco anos… quando era mais novo me diziam que ela morreu de doença… agora todo mundo me diz que ela se matou.._ Yasuhiko balançava os pés e ergueu sua face, seus olhos imitiam alguma tristeza mas continuava com um pequeno sorriso no rosto._ Mas isso tanto faz… afinal ela morreu, de um jeito ou de outro… e junto morreu meu pai._ Yasuhiko trincou o lábio como se falasse de algo proibido.
_Narumi contou-me essa parte._ Kyoichi foi o mais breve possível.
_Desde então a tia me criou… ela não é má… ela sempre me tratou como um filho.
_Tenho minhas duvidas… mas melhor cada um fica com suas opiniões._ Kyoichi  levantou-se  e abriu a carteira._ Fiquei sem dinheiro…tu não me sabes dizer onde tem uma caixa multibanco aqui nas redondezas?
_Eu não sei…eu nem sequer dinheiro tenho para por no banco…_Kyoichi não consegui evitar o riso afinal tinha feito a pergunta errada á pessoa errada.
_Bem… ao menos  ajudas-me a procurar uma?_ Yasuhiko afirmou que sim, demoraram um tempo até encontrar um multibanco num pequena rua comercial, Yasuhiko ficou esperando por Kyoichi a uma certa distância, achando para si algo interessante com um pequeno cartãozinho conseguir obter dinheiro, acabaram por parar numa pequena lanchonete e lá comeram dango, fazia tempo que Yasuhiko não comia dango e Kyoichi acabou oferecendo alguns dos seus.
_Parece-me que gostas bastante de dango.._ Kyoichi riu ao caminhar já por uma rua estreita.
_Eu gosto de dango…mas não é algo que se possa comer todos os dias…_  Yasuhiko caminhava atrás dele, carregando o shamisen em seus braços, o sol se punha enquanto caminhavam passando junto do mesmo rio do dia anterior.
_A vista daqui  e realmente bonita…_ Parou e nisso Yasuhiko sentou-se sobre a relva, já deveria estar cansado de carregar seu instrumento e Kyoichi acabou fazendo o mesmo._ Podia-me apaixonar por essa paisagem todos os dias e não me cansar… já alguma vez te apaixonas-te Yasuhiko?
_Não… acho que não._  O rapaz encolheu as pernas corando.
_Nunca namoras-te?_ O rapaz gesticulou  negativamente a cabeça._ Nem beijar? Nunca?_ Kyoichi perguntou já com alguma malicia, nunca tinha visto alguém se envergonhar tanto com tão pouco e isso o atraiu de alguma forma.
_Beijar… eu beijo minha tia se isso conta…_  Yasuhiko umedeceu o lábio sentindo seu rosto arder.
_De que jeito beijas ela?_ Kyoichi  esticou as pernas, sentindo a relva fazer cocegas em sua pele.
_Desse…_ Yasuhiko apoiou uma mão na perna de Kyoichi a outra levou uma madeixa atrás da orelha e seus lábios tocaram delicadamente a bochecha de Kyoichi.
_Eu me sentiria feliz  se recebesse todos os dias beijos tão doces como esse._ Kyoichi riu ajeitando os óculos.
_Beijos doces? Meu beijo é doce? Yasuhiko perguntou  se virando na direção de Kyoichi.
_ Acho… que beijos tem sabor… tem diferentes sentimentos, formas e sentidos… tu tens um jeito doce, genuíno, diria… delicioso de beijar… esse beijo me soube bem…_ E apenas tinha sido um beijo na bochecha, foi o que Kyoichi pensou._  Podes pedir-me um beijo se quiseres ou outra coisa.. te darei de agradecimento por me dares um beijo tão bom.
_Então…_ Yasuhiko pensou apertando o tecido da sua Yukata._ Eu vou querer… um beijo com carinho….um beijo cheio de amor.._ Seus cabelos teimavam em cair na frente dos olhos e Yasuhiko segurava nas madeixas nervoso.
_ Vou tentar o que me pediste._ Kyoichi pensava para si que era impossível beijar com amor, amor era algo que devia ser vivido com intensidade e o que poderia ele sentir por Yasuhiko, uma garoto que tinha conhecido no dia anterior, segurou no queixo dele e olhou profundamente no verde daquele olhar, Yasuhiko acabou fechando os olhos por sentir que liam sua alma e então o beijo aconteceu, seus lábios se tocaram de leve e se separaram num pequeno estalido breve._   Esse é um beijo carinhoso._ Kyoichi disse baixinho e Yasuhiko abriu os olhos não esperando receber outro beijo, suas boca tornou  a ser coberta pela de Kyoichi e suas línguas trocaram caricias, num beijo demorado que deixou Yasuhiko sem ar.
Se afastou ligeiramente de Kyoichi e o espiava pelo canto do olho em silencio, se aquilo era suposto ser um beijo devia ser um dos mais ardentes ou pelo menos para Yasuhiko que nunca tinha experimentado nenhum beijo.

2 comentários:

  1. Finalmente esses dois! Que lindinhos ♡ Estava esperando esse beijo!

    ResponderExcluir
  2. Kkk verdade finalmente o Beijo!
    Eles tem muito para aproveitar juntos

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...