5.7.17

Ilegítimos Capítulo 51 por Mel Kiryu


Capítulo 51

          Eu parecia um morto vivo.
       Mas, fui para a escola mesmo assim, sabendo que ia dar merda.
      Tomei um banho rápido no apê de Noa para acabar de despertar, comi antes de sair salada de grão de bico.
      E claro, vesti minhas roupas.
      Eu sabia que ia dar merda primeiramente porque estava sem uniforme, eu tinha a mochila comigo, mas nenhum material escolar.

     Minha escola era muito rigorosa quanto ao uso do uniforme. No portão dela já encontrei meu primeiro obstáculo, a inspetora não queria me deixar passar.
    Era meia volta para casa.
    O último lugar do mundo para onde eu queria ir.
    Não porque poderia encontrar alguém, minha mãe e Hidan já deviam ter saído para trabalhar, ou estavam quase de saída.
    A ideia de voltar para aquela casa me deprimia.
    Não era mais o meu lugar.
    Por isso mesmo insisti que queria entrar, inventei algum acidente com meu uniforme que tinha ido parar na tinturaria, mas não me safei de ter uma conversa com a orientadora da escola.
    Meu comportamento e desatenção não tinham passado despercebidos e descobri que naquela manhã minha mãe ligara para escola.
    Com certeza porque eu tinha desobedecido, passado a noite fora, mentido sobre o nome do meu namorado e sabe-se lá o que mais Hidan poderia ter contato para ela, ou as próprias conclusões que Rizel poderia ter tirado.
    Ao menos, consegui assistir às aulas sem poder tomar nota de nada.
    Ia ser uma longa sexta-feira, disso eu não tinha a menor dúvida.

                                                    ☆~☆~☆~☆~☆~☆~☆~

                Eu estava considerando comer algo pela rua e ir direto para meu trabalho no Armazém Cheng.
    Saí da sala após o término das aulas conversando com um colega que tinha partilhado comigo os livros naquele dia, tinha deixado comigo também as anotações para que eu pudesse copiar para meu caderno.
   Não lembro sobre que assunto banal falávamos, isso porque tudo ficou em branco na minha mente quando passamos portão à fora e me deparei com Hidan encostado no carro da minha mãe estacionado rente a calçada.
__Está tudo bem, Demian?__ Meu colega perguntou, assim que encarei Hidan sombriamente calado.  
__Não... Não tem nada.__ Retruquei.__ É só o meu padrasto.
__Então, 'ta... Não tem pressa com as anotações, Demian.
__Segunda-feira te entrego, Glen... Muito obrigado.
    Nos despedimos e apenas restou Hidan e eu.
__Entra no carro, Demian.
    A voz de Hidan soou seca como nunca, somente o tom de voz já era uma ofensa entrelinhas.
__Acho que prefiro pegar o ônibus.__ Arrisquei.
__Não estou dando opção.__ Ele rosnou, abrindo a porta do carro.
    A Inspetora que tinha me barrado mais cedo devia estar observando a situação do portão, outros alunos deixavam a escola.
               Não era uma boa fazer uma cena daquelas.
      Entrei no carro e escorreguei para o assento do carona, puxei nervosamente o cinto de segurança e Hidan também entrou batendo a porta do Audi, dando a partida.
    No entanto, o carro não se moveu e Hidan olhava pra frente, apertando o volante com as duas mãos e seu rosto se contraía involuntariamente.
__Eu te peço para não fazer mais bobagens, Demian... E você se mete com alguém como Noa. Posso saber que porra de afronta é essa agora?
__Não é afronta, Hidan... Eu decidi que não vou ficar quieto e sozinho, esperando que você tenha tempo para me dar alguma atenção.
__E de todas as pessoas que você podia ter escolhido para matar o tempo, tinha que ser o Noa? Meu vizinho porra-louca que se considera um escritor porque publica num jornaleco local? Tenha a santa paciência, Demian!
    Não consegui fitar Hidan, suas palavras soavam agressivas, corrosivas também. Senti-me magoar no mesmo segundo.
__O que você queria, Hidan? Que você e Rizel saíssem para ir ao cinema, quem sabe dar uma transadinha no seu apê e eu ficasse sozinho em casa... Remoendo tudo isso?
    Voltei a ficar tão triste, funguei baixo e meus olhos se encheram de lágrimas.
__Admita... Admita que você não pode ser a pessoa que eu preciso, Hidan.  
__E você espera que o Noa seja essa pessoa?__ O tom de Hidan era injuriado.__ Não fico aborrecido por você querer se envolver com outra pessoa, visto que estou comprometido com sua mãe... Mas, o Noa é um desajustado. Não se deixe enganar pela carinha bonita de universitário que ele tem.
__Eu deixei me enganar por você, Hidan...__ Eu repliquei, limpando as lágrimas, eu podia sentir o gosto salgado delas em minha boca.
__Quando foi que eu te enganei? Eu nunca disse que largaria sua mãe para ser seu namorado, Demian.
      Somente então Hidan saiu com o carro, arrancou brusco e irrompeu a rua, quase fechando outro veículo.
   Ouvi buzinas soarem, a agitação em torno ficando para trás.
__Evidente que eu te gosto, por isso disse que iria te proteger... Mas, as expectativas foram criadas apenas por você.
__Isso não existe, Hidan! Não pode escolher a pessoa com quem vou me envolver, nem ameaçar Noa como fez ontem...
      Meus olhos ardiam, meu rosto doía porque eu lutava contra a vontade de chorar. Funguei com ímpeto, esfregando as costas da mão sobre os olhos.
      Sofrendo inegavelmente com as palavras que insistiam em sair da minha boca.
__Lembra da primeira vez em que me levou ao La Rose?...__ Mudei o tom da conversa depois de respirar fundo.__ Você me perguntou e me recordo perfeitamente das palavras: "Quer voltar atrás e fingir que nunca fomos nada?"
      Hidan me olhou de lado por dois segundos, seu cabelo extremamente claro esvoaçava pelo vento que entrava pela janela soerguida do carro.
    Seus olhos azul-pálidos drenavam parte do meu intento.
    Tive que encarar a mochila em meu colo para não dar pra trás, até a sensação do cinto de segurança passando por meu corpo era asfixiante.
     Minha resposta era uma faca de dois gumes, também me fazendo sangrar.
__Eu quero... Quero muito fingir que nunca fomos nada.

15 comentários:

  1. Fazia um tempo que nao saia Ilegitimos :)
    Bem... essa conversa foi tensa e Hidan parecia mais dando um sermao de pai e foi frio... acho que Demian tomou a decisão certa mas infelizmente acho que Hidan nao o vai largar ..

    ResponderExcluir
  2. Rima, por incrível que possa parecer... Eu esqueci de postar. -.-"
    É porque o documento de texto estava separado num cartão de memória.
    No próximo posto a reação do Hidan. :)
    Mas, ao menos o Demian vai pelo caminho certo...

    ResponderExcluir
  3. Ah entao se eu sabia tinha lhe avivado a memória
    eu ando pensando em comprar um disco rigido nao me quero arriscar a perder outra vez meus documentos ...
    Eu vou ficar à espera XD
    Sim desta vez o Demian acertou em alguma coisa ainda assim seus caminhos ainda tem que endireitar um bocado

    ResponderExcluir
  4. Sim, pode avivar a memória da Mel. ^^"
    Você diz HD Externo? Eu tenho um já bem antiguinho, mas olha que funciona direitinho. Por via das dúvidas, é sempre bom salvar em nuvem também.
    Vou postar essa semana.
    Com o Noa é meio complicado endireitar xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs assim o farei
      sim isso... meu cunhado tambem tem e acho bem legal.... sabe que nunca liguei muito em guardar em nuvem
      Ok :)
      Mas quem sabe ele endireita o Noa ^^"

      Olha tambem li o seu outro capitulo achei o pai do Jiamg um bocado severo .. bem ele tinha que dizer essas coisas... contudo tambem tem que pensar im pouco do Jiang acho que ele ta inteiramente focado no Huang

      Excluir
    2. Ah, passei a salvar em nuvem depois que perdi alguns documentos de texto... Lembra? Há uns dois anos atrás.
      Ainda uso o Evernote.

      Ou o Noa entorta o Demian de vez.

      Foi sim... É da personalidade do Guzheng, ele é de extremos, tão gentil quanto severo. Pode ser que depois do pior passar, o Guzheng mude de atitude e pense um pouco mais no Jiang.

      Excluir
    3. Eu lembro sim... eu tambem perdi quando formatei o computador ...
      olha esses dias dei com meu evernote... ja nem lembrava dele

      Ao menos que seja feliz ... é o mal que posso desejar ao Demian

      Eu espero que sim.... ter um conversa calma com o Jiang e tentar entender seu outro filho (ou melhor dizer entender as mentes dos dois filhos) fazia bem

      Excluir
    4. Desculpa sumir, Rima... Tive que sair do PC para dar o almoço.

      Eu uso o meu evernote direto... Tem mais de 200 capítulos guardados nele.

      Bom... A estória do Demian a princípio termina em aberto... O que nos dá a chance de imaginar um final ao nosso modo.

      Sim... A situação em Linden Twins é aprendizado longo para todos os personagens.

      Excluir
    5. Eu respondendo depois ee um tempo cuf cuf ...

      Acho que voce ja tinha falado do final ser assim... vai ainda ficaria bem com o scarface

      Bem todos na historia erraram e todos tem a aprender ...

      Excluir
  5. Mel, boa noite! Vc vai continuar a estória por aqui? Lembro que li os capítulos no Spirit e fiquei na vontade de mais kkkkkk
    Se for, fico bem feliz em saber *♡*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Golden! Eu pretendo, mas ainda tenho que escrever a segunda parte.
      Desculpe mesmo a demora em responder, tem horas que preciso me isolar um pouquinho.

      Excluir
  6. bom dia Mel! estava com saudade de ilegitimos, o capitulo esta maravilhoso. o hidan nao se manca, se ele esta bem com a mae do demian por que ele nao deixa o demian em paz. Mel de qual e o manga da foto acima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações, Dineia! Como vai?
      Obrigada, viu? Hoje vou postar mais um se a net ajudar.
      Eu acho que o Hidan vai ter que se mancar na marra. \o
      A foto de cima você diz do header do Blog ou da postagem?

      Excluir
    2. oi Mel! a foto header do blog e da postagem

      Excluir
    3. O header do Blog é uma fanart de Sekai Ichii Hatsukoi, representado o Takano e o Onodera (e o Sorata, que é o gato).
      A imagem que ilustra o capítulo é do mangá Ilegenes.

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...