5.7.17

True Love Capítulo 98 por Kisu


CAPÍTULO 98 - Por que sentimentos negativos são mais marcantes que os positivos?

- Kazumi-sensei, me chamou? - Daisuke perguntou da entrada da sala dos professores. Era o horário de almoço e só havia Yuki e outros dois professores almoçando macarrão instantâneo.
- Chegou bem na hora, queria falar com você - proferiu cruzando o corredor cheio de mesas e cadeiras de rodinha até a entrada da sala. - Já almoçou?
- Ainda não, não queria te deixar esperando.
- Me acompanhe por um minuto - pediu indicando o caminho como se fossem em direção ao refeitório, mas subiram para o telhado.

Sentaram em um banco sob o sol onde estava mais quente e Yuki lhe ofereceu um pão de curry enquanto pegava um segundo juntamente com sucos da sacola que trazia.
- Yuki, está tudo bem?
- Desculpa… - proferiu em alerta, voltando a si. - Nem perguntei se você se importa em almoçar comigo ou se preferia ir ao refeitório com seus amigos.
- Não, não, imagina - adiantou a se corrigir. - Claro que prefiro passar com você… Mas não me refiro a isso. Você parece pensativo e mal pudemos conversar ontem - proferiu mordendo o pão e sentindo o sabor do molho preencher sua boca.
- A Nana-chan vai morar comigo por uns tempos…
- Que coisa boa! Assim você não vai precisar ficar sozinho naquela casa tão grande! - disse feliz.
Yuki o olhou com certo desolo como que esperando outra reação ou que Daisuke brigasse com ele, que o fizesse mudar de ideia.
- Yuki, sei que você tem seu trabalho, sua vida e seu espaço e pode estar com receio de alguém invadindo seu espaço de repente, mas certas mudanças são melhores do que se espera e você vai poder ficar junto da sua família.
- Mas assim mal teremos oportunidade de estarmos a sós.
- Não tinha pensado nisso… - proferiu desfazendo o sorriso. - Mas… a Nana-chan é uma boa garota e ela gosta muito de você, sei que pensaremos em algo - disse tentando se animar e levantar o astral de Yuki.
Haviam acabado de se entenderem, não queria estragar tudo dessa vez, mas certamente estava mexido por saber que o Yuki não mais seria todo e somente seu. Teria que se contentar com o pouco tempo que teriam na escola para se verem e com a companhia um do outro, mas será que conseguiria aguentar?
- Tem razão… E pensar que tem tanto para resolver por conta de uma simples transferência: roupas, material, documentos. Na próxima vida, crio um sósia para facilitar.
- Vou me dar bem, vou ter dois Yukis - riu.
- Pensando bem, melhor não. Não te dividiria nem comigo mesmo - e deu um selinho rápido em Daisuke. Não queria arriscar serem pegos já que estavam na escola. - Não vou te prender nos próximos dias, senão seus amigos não vão sair do seu pé depois.
- Não precisa se preocupar, eles não vão fazer isso - disse lembrando tristemente que ainda estava distante de Luke.

                                                                        xXx

Luke estava saindo da escola junto com Shinku quando avistou Hotaru desencostando do muro e indo em sua direção. Shinku ainda segurou o pulso de Luke para saírem pelo o outro lado, mas de que adiantaria?
- Soube que você voltava hoje… a trabalhar, sabe… Estava te esperando para irmos juntos se não se importar… - falou ajeitando inconscientemente a alça da mochila.
- Do que está falando? O Luke vai comigo.
- Shinku, eu tenho que trabalhar.
- Sim, eu sei que você tem que trabalhar, já havia desconfiado há tempos, mas o que tem haver uma coisa com a outra? - referiu-se a Hotaru. - Você tá doido se acha que vai com ele.
- Você contou para ele, não foi? - Hotaru murmurou sem acreditar, os olhos querendo encher de lágrimas. - A culpa também é sua, Shinku-senpai! Por que você me fez vestir aquela roupa idiota e ficou indiferente não pode me culpar por tudo! - esbravejou se virando para ir embora sozinho, magoado por Luke ter dito que tinham se beijado.
- Espera, Chibi-tan - Luke espalmou a mão nas madeixas loiras do garoto o segurando no lugar. - Estamos todos exaltados, não vai sair nada de útil assim. Shinku, já tá tudo bem, falô? Mais tarde a gente conversa e eu te explico tudo. Eu estou bem, de verdade… - mentiu querendo acreditar fielmente no que dizia e apertou a mão de Shinku carinhosamente antes de sair.
- Qualquer coisa me liga, seu teimoso…
Luke meteu as mãos nos bolsos da calça e saiu andando com Hotaru em direção à estação.
- Desculpa, não é o que você está pensando. Não contei para o Shinku o que aconteceu.
- Então por que ele reagiu daquele jeito? O que você está escondendo de mim, Hanamura-senpai? Eu tenho o direito de saber por que você está assim se me envolve.
- Porque o que aconteceu me remete a uma pessoa que amei muito no passado e que o Shinku conhece. Algum dia prometo te contar, mas não quero pensar nisso no momento.
- Mas se você a amou, por que isso te entristece? Coisas felizes como o amor devem nos deixar felizes.
A boca de Luke se abriu para falar “como você se sentiria se sua mãe se fosse?”, mas seria descontar em Hotaru cujo pai estava ausente há anos.
Seu coração doía. Ao mesmo tempo que queria esquecer de Makoto, acabava relembrando dos momentos bons pelo jeito que Hotaru agia, pelo modo inocente de enxergar a vida e o amor.
- O metrô chegou - Luke aproveitou a deixa para cortar o assunto.
Adentraram o vagão lotado e Luke se lembrou do que queria falar.
- Deixa a sua quarta-feira livre e avisa a Kimiko-san. Vamos sair para o arcade e comer algo diferente para a despedida do Shinku.
- Também vai ser para comemorar seu aniversário, certo? O Shinku-senpai não vai se incomodar?
- O Shinku se muda no fim dessa semana então deixe que eu lido com ele depois… Ele pode achar que é desnecessário fazer uma despedida decente e está até agindo estranho, mas também sei que ele está ressentido de ter de ir embora.
- Entendi, vou avisar a Kimiko-san e a oka-san.
- Pode deixar que eu falo com a Aoi-san - disse dando um peteleco na testa de Hotaru, - mesmo por que tenho que combinar que dia irei compensar as horas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...