5.8.17

Hasu no hana Capitulo 9 por Rima-san


Capitulo 9
O desejo de o tempo parar

Era quinta feira.
Tinha mais três dias para estar com aquele que desejou se tornar seu namorado, três dias que se tornariam preciosos demais para os jogar fora.
E depois o que faria?
Quando voltaria a ver Yasuhiko?

A ideia de nunca mais o ver era sufocante, mesmo que amar um rapazinho de 18 anos parecesse impossível, estava ali deitado ao lado dele, observando com ternura desmedida a face de Yasuhiko adormecido, era tão adorável que Kyoichi tinha vontade de pegar nele e leva-lo para Himizuka, quando o rapaz acordasse não tinha como voltar atrás.
Sorriu com seu plano maléfico que não se concretizaria, o garotinho se mexeu agarrando-se á almofada, suas bochechas rosadas esbarravam no tecido fofo, acariciou-lhe os cabelos longos e ele se tornou a mover, sinal que seu sono era leve, então Kyoichi se encostou mais a ele e beijou-lhe o pescoço, o garoto encolheu de leve os ombros, riu baixinho.
_Yasuhiko…_ Chamou por ele baixinho._ Yasu… são horas de acordar…_ Cobriu-o o rosto de beijos e o garoto começou a se espreguiçar, até que seus olhinhos pestanejaram várias vezes até abrirem, sorriu e se aconchegou a Kyoichi._ Desculpa acordar…
_Não…_ Agarrou o tecido  do lençol e suas pernas se encolheram._ Eu pensava que estava tendo um sonho… afinal não…
_Um sonho? Que tipo de sonho? Se… é que eu possa saber…_ Se sentou na cama e Yasuhiko ainda se ergueu mas acabou deitando a cabeça sobre as pernas de Kyoichi.
_Eu sonhei que estávamos assim juntinhos… mas no fundo isso é realidade não é?_ Suas bochechas estavam ainda mais avermelhadas, seus olhos estavam brilhando de pura felicidade.
_Queres que te belisque para veres se é verdade?_ Kyoichi se apaixonava ao deslizar os dedos no cabelo longo e macio do rapaz.
_Não quero não!_ Yasuhiko de imediato se levantou, esticou suas pernas e passou a mão no curativo do seu joelho.
_Ainda está doendo?_ Kyoichi perguntou pousando a mão sobre a do garoto.
_Não…_ Sorriu sem jeito e Kyoichi beijou-lhe a nuca.
_Porque não tomas um banho e eu te faço um curativo novo a seguir?_ Yasuhiko rotulou um pouco, não gostava da ideia de um novo  curativo, sabia que ia doer,  mas acabou aceitando.
Kyoichi ficou esperando no quarto, olhava pela janela e percebia a calma em que seus dias se tinham tornado, sorriu, de tudo que lhe podia acontecer não esperava se apaixonar novamente, era um sentimento tão diferente, adorava a meiguice de Yasuhiko, queria o proteger das mais pequenas coisas, queria mima-lo, beija-lo e então vinha o desejo ardente… a atração inevitável,  recompôs-se, encostou-se á janela e lhe deu vontade de fumar.
Tinha uns cinco anos que não fumava, mas a vontade sobrevinha  de um jeito que acabou saindo e procurou a primeira loja de conveniência, comprou um maço de tabaco Marlboro e ainda passou numa farmácia comprando gázeas e ligaduras novas para tratar da ferida de Yasuhiko.
Yasuhiko saiu do banho e entrou no quarto apenas trajando um robe branco felpudo, estava tudo silencioso e nem sinal de Kyoichi, olhou ao seu redor perguntando-se onde ele estaria e nisso a porta bateu.
_Já estavas á muito á minha espera?_ Kyoichi sorriu e pousou a saquinha da farmácia em cima da comoda.
_Estranhei não te encontrar…_ Baixou o rosto, seus cabelos ainda pingavam e Kyoichi se aproximou oferecendo um beijo, um beijo cheio de saliva e com sabor a nicotina, tinha tragado um só cigarro durante o caminho.
_Só fui até á farmácia… senta ai…_empurrou o garoto até á  cama fazendo-o sentar-se de frente a ele._ Tirou a atadura antiga e removeu com cuidado o penso, Yasuhiko trincou o lábio para não se queixar de dor, desinfetou de novo a ferida e colocou uma pomada cicatrizante que também tinha comprando colocando a gázea por cima e um adesivo a segurar, envolveu a ligadura e lhe beijou o joelho como se a dor passasse assim._ Já está! Não custou assim tanto pois não?_ Yasuhiko apenas gesticulou negativamente com a cabeça e Kyoichi se sentou ao lado dele na cama, levou uma madeixa do cabelo do menino atrás da orelha  e beijou-lhe os lábios demoradamente, empurrou-o contra o colchão e desceu-lhe o robe, beijando-lhe o pescoço, desceu a língua até um dos mamilos rosados, mordeu e lambeu até sentir os dedos do garoto apertarem seu braço, olhou aquele rostinho rubro e lhe beijou o queixo.
_Não queres diz que eu paro._ Mas ele apenas acenou negativamente com a cabeça._ Então porque essa vergonha toda?_ Yasuhiko virou o rosto, apertou uma perna contra a outra._ Não eras tu que querias fazer sexo comigo?_ O garoto arregalou os olhos surpresos e puxou o tecido do robe tapando o peito.
_Não… não é que.. eu apenas…_ Yasuhiko não sabia mais o que dizer e gemeu ao sentir a mão de Kyoichi agarrar seu membro, seus lábios se chocaram e seu robe fugiu por completo do corpo, os dedos de Kyoichi acariciavam ardorosamente o pénis de Yasuhiko que sem jeito se sentou fitou sem companheiro e percebeu a ereção escondida dentro das calças de Kyoichi , seus dedos tremularam ao abrir o ziper das calças e ousou acariciar aquele membro rijo por fora dos  boxers, Kyoichi percebia a vergonha e a falta de experiencia do rapaz, agarrou-lhe as duas mãos e beijou-as, havia tanto que Yasuhiko ainda não compreendia… deitou-se ao lado dele e seus membros roçavam-se, masturbou os dois ao mesmo tempo, enquanto Yasuhiko se agarrava a ele contendo seus gemidos de inocência e timidez, gozaram ao mesmo tempo e deixarem-se ficar em cima daquela cama a trocar beijos, Kyoichi adorava acaricia os longos cabelos do rapaz e ao afastados das costas finas de Yasuhiko descobrir uma linda flor de lotus desenhada na pele branca do rapaz.

2 comentários:

  1. Ah, eu não pensei que os dois se abririam assim rápido, mas que bom hahah
    Sao dois fofos, gnt ♡.♡
    Pena que falta pouco tempo para Kyoichi ir embora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Golden!
      Era só para ser uns extrinhas e não me estou conseguindo separar desses personagens rsrsrs
      Eles se abriram um pouco, mas ainda falta chegar ao sexo mesmo...
      É uma pena eles se virem a separar, mas não quer dizer que deixem de ser namorados, podem o ser á distancia

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...