6.8.17

Red District - This side of the Moon 1 por C.C & Mel Kiryu


Capítulo 1 por C.C

          O fascínio, as luzes, o brilho, à alguma tempo que passaram a ser apenas mais um extra daquele mundo. Desde sempre que o facto de me encontrar perto de mulheres causa as mais variadas e repulsivas reações apesar de com a morte do meu pai ter-me visto obrigado a tomar posse do negócio de família que basicamente consiste em lidar com mulheres.

Tenho de admitir que quando aqui cheguei isto não passava de uma pocilga horrenda e sem qualquer tipo de regras mas com o tempo e bastante paciência fui capaz de transformar este lugar num negócio de sucesso. Somos agora o Host Club mais bem sucedido e frequentado do Red District. Paradise Host Club, onde todos os seus sonhos se tornam realidade.
Claro que apesar de o gerir continuo a restringir o meu contato com as clientes ao máximo. Tolerar não é sinônimo de estar bem e aquele cheiro repugnante dos perfumes mais caros, a maquiagem excessiva, os toques e palavras doces só me faziam querer vomitar. Mas como o meu pai dizia "uma mulher feliz não traz problemas" logo por vezes era necessário que me deslocasse até ao meio do espaço para cumprimentar as clientes mais assíduas ou até alguém mais prestigiado, afinal a falta de atenção encontrava-se em todo o lado.
Isso e controlar os idiotas dos meus empregados que na maioria só tinham valor pela cara bonita porque a inteligência ficava aquém. Uma das regras, e a mais importante, que reinava no meu estabelecimento era a estrita proibição de ter relacionamentos, com ou sem favores, com as clientes. Para além de não favorecer em nada a vida deles muitas das vezes acabava por trazer ainda mais problemas. E se havia coisa que eu presava era sem dúvida a moralidade e dignidade dos meus empregados. Ali ninguém se vende. Podem dizer o que quiserem. Que vivemos à custa de mulheres, que somos só uma dúzia de mulherengos com caras bonitas ou até que somos parasitas. Tudo isso é conversa. Não obrigamos ninguém a entrar e se pagam é porque podem. A única coisa que fazemos é proporcionar àquelas mulheres, que na maioria se encontram sozinhas em casa o dia todo casadas com estranhos que só se lembram delas quando precisam de aparecer bem numa festa, momentos de carinho e alegria que por outro lado não têm direito.
- Boa noite, Master.
Um dos meus rapazes aproxima-se. Ainda era cedo por isso haviam poucas clientes a circular pelo espaço. E Master fora o apelido que eles escolheram para mim, parece que o meu café é dos melhores que já beberam.
- Boa noite, Haru. Expectativas para hoje?
- Tudo nos conformes. Temos bastantes reservas e o nosso top cinco está lotado!
- Isso são boas noticias. - Podia tentar esconder mas eu conhecia-os como a palma das minhas mãos e naquele instante sabia que me estava a esconder alguma coisa. - Passa-se mais alguma coisa?
- Eh?! Não, claro que não. Tudo ok!
Levantei o sobrolho ao vê-lo começar a suar frio e perguntei a mim mesmo se realmente achavam que me conseguiam enganar quando por coincidência captei uma conversa que se revelou ser a razão de todo aquele desconforto e nervosismo em relação a mim, afinal tal como eu os conhecia também eles me conheciam a mim.
- Parece que a casa ali ao lado anda a fazer sucesso.
- É normal, já viste as beldades que lá estão?
- Sim, mas deve ser difícil para eles. Agradeço ao Master por isso, se não fosse ele a esta hora podíamos ter que nos estar a vender também.

Nota:  A imagem que ilustra o capítulo representa a figura do Master e abaixo, é a imagem do personagem Haru que também aparece nesse capítulo e vai aparecer em muitos outros.


23 comentários:

  1. Opa, essa imagem do Master está em sexy.
    Haru também é lindo *♡*
    Adorei o fato de que se passa em um Host Club, essa segunda casa serão de rivais?
    Já quero o próximo capitulo ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Golden!! A segunda casa corresponde aos meus personagens, ao prostíbulo citado na outra postagem que fica do outro lado da rua.
      É... O Master é bem sexy... De fato e quanto ao Haru... Ele é tão bonito quanto tem uma língua afiada.
      Amanhã tem mais. \o

      Excluir
    2. Oi, Mel! *♡* Ah, entendi! E.. Bem, apenas rapazes ou é misto? Não entendo muito bem kkkkk
      Quero ver mais dessa sensualidade do Master além da imagem ~.~ Haru tem uma língua afiada? Iiih

      Excluir
    3. O prostíbulo é misto e no Host Club só trabalham rapazes. (Eu custei a entender como funcionava o Host Club)
      Eu também, menina... Mas, o Master às vezes pensa demais.
      Ah, tem... Mas, o Haru tem seu lado bom, com toda certeza.

      Excluir
    4. Já vi rapidamente sobre Host Club's rapidamente em animes, mas nada muito aprofundado.... Logo, sei quase nada kkkk
      Você tb, Mel? Vixi, deve tá difícil então kkkkk Mas vamos esperar pra ver.

      Excluir
    5. Ignora os dois rapidamente kkkkkkk

      Excluir
    6. É meu caso, só vi muito mal sobre Host Clubs em animes... Por que você acha que eu escolhi o prostíbulo para ser meu território? Ao menos é um lugar que estou um pouco mais familiarizada...
      Eu te falo que o Master é uma figura difícil... Adoro, juro que adoro ele. Mas, ele tem um jeito bem racional e sistemático de pensar.
      Considere ignorado. :)

      Excluir
    7. Bom, acho que vou entender mais lendo a estoria. Pelo que me parece é um lugar bem peculiar.
      Na verdade, vou conhecer melhor os dois ambientes, mas o prostíbulo é o que mais sei alguma coisa kkk
      Esses personagens muito racionais complicam as coisas mesmo. Principalmente se for daqueles que em tudo pode ver um problema, nao sei se é o caso kkk

      Excluir
    8. Vou deixar você tirar suas conclusões. Amanhã vou postar o segundo. ^^"
      Golden, vou me despedir de ti porque tenho que dormir. Amanhã eu vou ao dentista pela manhã.
      Bom descanso e ótima semana!
      Beijos ♡

      Excluir
    9. Vou esperar ansiosa, então! Boa noite, Mel! Obrigada pelo bom papo hoje *♡*
      Excelente semana pra ti, beijo!

      Excluir
  2. Olá Mel
    Voce sabia que eu andava morrendo para ler esses capitulos!
    O Master parece ser do tipo que põem acima de tudo a razão, os sentimentos são apenas supérfluos
    E realmente tem o ar de uma pessoa bem atraente <3

    Ah voce queria saber o siginifado da tatuagem do Yasuhiko, a mãe dele amava essa flor como sempre dizia que o filho tinha nascido num dia em que tinham florido muitas, ela fez para ficar com uma lembrança da mãe
    Mas é como o Kyoichi diz se fosse ele a tentar explicar porque o Yasuhiko tem essa flor diria que o rapaz é parecido com a flor de lotus

    Desculpe não ter aparecido ontem mas sai de tarde e acho que meus olhos ainda anda meios atrufiados da mudaça dos oculos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Rima!
      Sabia sim e conversei o mais breve que pude com a C.C sobre começar a posta-los. ^^"
      Tenho que concordar no que diz respeito ao Master.

      Tanto para o Yasuhiko quanto para o Kyoichi, o significado é realmente belo.

      É mesmo? Você está sentindo alguma pressão nas vistas? Eu nunca mudei de grau no óculos, mas deve ser tão estranho quanto a ocasião que temos que usa-lo pela primeira vez.

      Excluir
    2. Ainda bem que decidiram comecar a posta los :)

      Eu tambem comentei o seu outro capitulo... o Lawrence sem duvida tem uma vida mais sofrega ( ainda não li o resto porque ando organizando aqui umas coisas para ir á praia com a Riku amanha :))

      É e tinha que ser uma tatuagem delicada porque não dá para imaginar o Yasuhiko com o seu corpo coberto de tatuagens -.-"

      Sim sinto um pouco, eu ja mudei varias vezes a ultima vez que mudei não senti nada a bem dizer, é estranho sim tá vontade de deixar os oculos pousados em algum canto

      Excluir
    3. Obrigada, Rima. Eu já te respondi. Daqui a pouco tenho que sair para ir ao dentista, então eu já tinha programado o capítulo 2 desde ontem e estou terminando de resolver uns assuntos de trabalho.

      Que coisa boa ir a praia... Faz muito bem.

      Ah, com toda certeza! Porque o Yasuhiko tem um trejeito dócil e delicado. E também, cheio de tatuagens ia parecer um membro da Yakuza.

      Ah, é mais ou meno o que eu sinto depois de algumas horas seguidas usando o óculos.

      Excluir
    4. Ok... sem problema não quero incomodar :)

      Minha patroa deu dois dias de férias de ter trabalho horas extra no sr dos aflitos e junto com a folga faz três dias então amanhã vamos á praia e quarta vamos almoçar a um restaurante de sushi e quinta feira a Riku já vai embora....

      ahaha ele parecendo um membro do Yakuza ia ser engraçado ^^"

      Mas voce devia usa-los sempre -.-"

      Excluir
    5. Não atrapalha, ontem a gente nem conversou, poxa.

      Adoro quando sua patroa tem esses surtos de bondade, rsrs...
      Nossa, depois me conta como é comer Sushi, nunca comi.

      Acho que nem com as tatuagens o Yasuhiko ia parecer um membro da máfia!

      Pois é... Devia, mas sou desobediente.

      Excluir
    6. Verdade -.-"
      Mas não quero mesmo atrapalhar...

      ahaha espero que daqui a uns quinze dias ela tenha esse surto de bondade outra vez(eu pedindo demais ^^")
      Eu também nunca comi, mas Riku ama

      Não por causa do rostinho ^^"
      Como o seu Lawrence tambem não ia parecer

      Isso já deu para entender :p

      Excluir
    7. Quando eu tiver que sair do Pc, te aviso. ^^"

      Acho que de comida japonesa, só comi Yakisoba mesmo... (Comida japonesa é caro demais por aqui)

      Por causa do rostinho e da atitude também.
      Ih, mas o Lawrence não dava para estar na máfia mesmo... Eu o acho muito frágil, em verdade. (E estou me referindo a uma certa fragilidade emocional)

      Mas, eu não queria ser tão desobediente...

      Excluir
    8. Ok:)

      Eu nunca provei nada ^^" ( eles disseram que ficava por dez euros e pode pedir o que quiser e repetir as vezes que quiser)

      O Yasuhiko é doce de todas as maneiras...
      Eu entendi que era fragil emocionalmente... mas olha eu achei ele, apesar de não gostar muito do sexo com os clientes, bem libinidoso, adoraria sexo com uma pessoa que sentisse atração mesmo não a conhecendo

      ahaha então basta controlar seus impulsos ( pode é ser dificil)

      Excluir
    9. Olha que 10 euros até que é um preço razoável.

      Quem? O Lawrence?...É, ele tem uma índole promíscua.
      Acho que isso é até um problema para as futuras relações dele.
      Mas, também vamos combinar que o Lawrence nunca se apaixonou ou amou alguém... Ele só conhece o sexo nu e cru sem afeição real.

      Isso é tão difícil... Assim como Lawrence tem índole promíscua, eu tenho uma índole desobediente... É difícil controlar parte do que se é.

      Excluir
    10. Foi o que achei...

      Sim ele mesmo...
      POde sim trazer como pode conseguir convencer o Master ao sexo e olha quando chegar, vai entender a diferença entre sexo com e se amor

      Sim e personalidade não é coisa que se mude

      Excluir
    11. Bom, agora realmente vou ter que sair, amigona.
      Obrigada pela conversa, viu?
      Grande beijo!

      Excluir
    12. Ok
      Boa ida ao dentista :)
      Beijos

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...