6.8.17

"Senta que lá vem história..."

   
     

          O título da postagem foi tirado do fundo do baú, para quem não sabe, nunca viu ou apenas não se lembra, era uma das vinhetas do programa infantil Castelo Rá-ti-bum (quando eu trabalhei de babá, tomei conta de um garotinho que amava esse programa, eu assistia com ele todas as tardes.)

    Mas, enfim... Lá vem história, é verdade, uma nova história para o blog ๑Yαoi Tαles๑.
Desde junho, a autora C.C e eu estamos escrevendo juntas um novo conto que intitula-se "Red District - This side of the Moon", ainda estamos escrevendo e já temos um bom número de capítulos prontos.

    É a primeira vez que tenho a experiência de fazer um conto junto com o outra autora, olha... É uma loucura, principalmente porque ela está em Portugal e eu no Brasil (um fuso-horário desencontrado, além de um oceano, nos separam!). Eu sinceramente espero que gostem do resultado, tanto quanto nós duas estamos gostando da experiência (se bem que eu sou chataaaaaaa! Não sei como a C.C me aguenta! Sabe quantos e-mails já trocamos desde que começamos a escrever? Uns mil e trezentos, por aí...)

   Vou começar a postar essa nova estória por estes dias, hoje, amanhã... (Vocês devem estar pensando: "Alguém mate essa autora!"

      Ah, sim... Os capítulos ímpares são escritos pela C.C, e tem a visão do personagem dela, os capítulos pares são meus e geralmente também escritos em primeira pessoa tendo a visão do meu personagem, além dos prólogos que geralmente são em terceira pessoa, onde acabamos por desenvolver uma estória secundária com outros personagens.
    O enredo, como título da história enfoca, ocorre num Distrito de luz vermelha, onde o centro do enredo está entre um elegante Host Club e um prostíbulo suntuoso do outro lado da rua.

    E claro... Opiniões são sempre bem vindas. ^^"
    Continuaremos por aqui.

   

        

20 comentários:

  1. Opa, ainda bem que minhas ferias estão chegando pra eu acompanhar direitinho mais uma estória ♡.♡
    Adoro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Golden! Eu espero realmente que você goste... Porque tem horas que meu personagem e eu sentimo-nos num impasse, a C.C criou um personagem que às vezes foge a minha compreensão. ^^"

      Excluir
    2. Oi, Mel! Bom, se for um personagem complicado estilo Huang, acho que posso acabar gostando sim. Esses complexados me chamam atenção! Kkk

      Excluir
    3. Olha, é estilo C.C mesmo. Como explicar?... Sabe, tipo o jeitinho dela de escrever, meio misterioso e enevoado, ao mesmo tempo um homem com várias facetas que pensa demais.

      Excluir
  2. Geralmente, homens misteriosos são bem interessantes haha Estão dentro dos meus tipos favoritos :-)
    A única estoria da C.C que acompanhei até agora foi Ghost Memories e os personagens são muito bons. Me deixa curiosa a saber mais sobre eles

    ResponderExcluir
  3. Eu achei um pouco inusitado misturar meu tipo de escrita com o dela... A gente tem estilos bem diferentes. Bom... Tomara que você goste do meu personagem também... (Início de estória sempre me deixa insegura)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, mesmo que eu tenha acompanhado pouco da C.C, percebi que os estilos de vcs são diferentes msm kkk
      É muito difícil eu não gostar de um personagem seu haha

      Excluir
    2. Mas, vou te contar... É estranho que meu personagem principal seja uke, :P
      Geralmente, não apenas eu, mas as autoras do blog tem personagens bem cativantes... A sua estória The Golden Rose, é a minha favorita, sabia? O Freyr é um personagem adorável.

      Excluir
    3. Ah! Pq estranho? Seus ukes sempre são diferentes dos outros, eu adoro isso.
      Eu gosto muito dos personagens da Rima também, todos têm uma fofura muito peculiar ^.^ Sao simples e doces.

      Own, obrigada ^.^ eu guardo essa estória dm meu coração.. Foi a primeira estória longa que escrevi. Freyr é meu menino de ouro... ♡.♡

      Excluir
    4. Hum... No caso da Rima...É os personagens são bem como ela.^^"
      A Rima é uma pessoa meiga e doce. Mas, o meu personagem favorito dela está numa estória em que ela não tem escrito... Eu adoro um personagem dela chamado Shuji.

      Porque sei lá... Eu gosto mais de escrever sobre os personagens que são seme ou seke (que inverte a posição dentro da relação, às vezes), sempre quando eu me imaginava escrevendo uma estória com outra pessoa, imaginava que meu personagem seria o seme... No fundo, eu sei que é bobagem da minha parte.

      E essa sua estória tem um clima antigo, você se sente transportado mesmo para outra era... Um mundo a parte.

      Excluir
    5. Ah, que fofa! *_* Nao converso muito com a Rima, mas pelos comentários dá pra perceber que ela bem fofa.
      Eu as vezes acho que meus personagens carregam alguns traços meus também... Mas em geral eu sempre dou um jeito de reverter isso. William é o maior exemplo. É o meio e o oposto de mim xD

      Hm.. Eu entendo. Acho que não parece bobagem, vc se sentiria mais confortável? Geralmente eu prefiro escrever semes.. Eu queria continuar The Golden Rose em escrito, pq na minha cabeça ela ainda continua kkk Zeenon originalmente era pra ser Seme,mas acabou virando um Seke ótimo. Kkk

      Excluir
    6. William é seu oposto? Jura? Então você coloca mais de si no Dylan?

      É... Bem por aí, acho que me sinto mais confortável. Hum... Mas, nada mal ser seke... Na verdade eu acho bem interessante essa inversão de posições.

      Excluir
    7. Siim, ele é meio e oposto kk Bem, não sei se dá pra entender, mas ele preserva algumas características mínimas minhas (tipo o jeito reservado e a preocupação) mas Will tem uma ousadia que o distancia muito de mim. Dylan é mais silencioso, na dele. Então me identifico mais com ele.
      Porem, os personagens que mais gosto de desenvolver são os irmãos D'Greece. Em especial, o Louis. Atualmente ele tem estado mais presente na estória e é um personagem que me cativa.

      Excluir
    8. Em verdade... Então os dois tem características suas, mas o Dylan tem um pouco mais.
      Ah, adoro o Louis... Ele tem algo de sombrio, também um senso de ironia afiado. (Mas, pode ser que a autora o veja de um jeito bem diferente, né? ^^")

      Excluir
    9. Pois é hahah
      Com o Louis é totalmente diferente. Acho que é por isso que gosto tanto dele. Ele é bem sombrio mesmo, e nos proximos capítulos quero mostrar um pouco do lado protetor dele. E Philippe também, que é todo alegre, tem nada de mim esse menino kk

      Excluir
    10. Pelo jeito que o Louis trata a gata, percebe-se já um pouco de seu lado protetor. E eu acho impressionante como o Philippe é o extremíssimo oposto dele! Eles receberam o mesmo tipo de criação, não é?

      Excluir
    11. Sim, é verdade, Isis é como uma filhinha pra ele (e mais adiante.. Sua criaturinha mística) Mas é mais em relaçao a Philippe... A ligação entre eles é muito forte, apesar de serem opostos.
      Bom, eu posso te adiantar.. Bem, sim, receberam. Mas a atitude de Lippe é um pouco pra se libertar dessa nevoa de maldição que envolve a família dele. Desde sempre, ele não gosta.. Nao quer se envolver, por mais que tenha a maldição em seu corpo também. Ainda mais por ter perdido o pai cedo, é como uma defesa pra dor. Já Louis, puxou o lado taciturno da mãe e não reverteu isso com o tempo... Leva tudo muito a serio. Por isso, ele tem um lado muito protetor com Philippe... Que mostro mais adiante.

      Excluir
    12. E também por não terem pai, Louis se sente nessa função de manter Philippe seguro.

      Excluir
    13. Por que? O Louis sente como se o Philippe fosse mais ingênuo? Claro que não ter pai realmente faz com que o Louis desenvolva um instinto protetor mais forte.

      Excluir
    14. Sim... Ser dessa família tem muitas implicações, por mais que ele queira se afastar, muito gira em torno da maldição que eles careegam. Mas Louis respeita a decisão do irmão, apesar de tudo.

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...