Hoshi wa shitte iru 14 por Rima-san & Mel Kiryu

    

 Prólogo por Mel Kiryu
                                                Doces & Pequenas Perversões  

          Antes de qualquer coisa, fomos até o banheiro masculino do Shopping no primeiro piso.
        Lavei o rosto e as mãos e pensei em ocupar uma das partições vazias para trocar de roupa, notei que duas delas eram mais espaçosas e uma delas estava vaga.
      Passei o olhar em Katsuo e ele parecia fazer menção de me esperar ali, imóvel e sem jeito.
       Ah, isso decididamente não tinha graça nenhuma...
       Sem que ele esperasse, o puxei pela mão e nós dois nos vimos fechados naquela partição que tinha um vaso sanitário, um cesto de lixo e um cabide de parede que devia servir para pendurar bolsas, mochilas ou roupas.

__ Lang, tu estás louco?__ Katsuo debateu-se comigo, fazendo questão de tentar tornar a sair.
__ Você queria que eu te deixasse sozinho?__ Eu tentei replicar calmamente.__ Que tem demais ficar aqui comigo?... Nós dois somos homens.
__ Não sei... Mas, teu olhar parece querer fazer algo que não devia.__ Katsuo admitiu encostando-se na parede.
      Eu soltei uma risada baixa e um "tsh" com os lábios enquanto descia o camisão xadrez pelos braços, sem desviar-me de Katsuo.
__ E trocar de roupa parece ser algo tão ruim assim para você?__ Perguntei em tom de brincadeira, tratando de agora tirar a camisa mostarda... Deixando o peitoral nu.
__ Não...__ Katsuo disse baixo sem conseguir desviar os olhos de mim.
    Eu me inclinei um pouco para abrir a mochila que estava sobre o vaso sanitário fechado, minha mente fervilhava, pensava em nossa conversa pelo telefone no dia anterior no mesmo instante que também pensava no clima estranho que havia ficado quando estávamos na praça após o número de dança.
     Meu cabelo cobria um pouco meu rosto e como se não bastasse lá estava eu pensando bobagens... Senti meu rosto se aquecer de forma desconcertante.
    E foi meio no impulso que ergui um pouco meu olhar e espiei Katsuo por entre as mechas de meu cabelo. Seus olhos ainda em mim.
__ Katsuo... Lembra o que você disse ontem? Quando falamos pelo telemóvel...
__ Que... me querias beijar? Eu disse para guardares os beijos para hoje... Vais me oferece-los agora?__ Katsuo trincou o lábio, sua mão deslizou pelo azulejo frio.
      Fiquei aliviado por ele ter lembrado e ir direto ao ponto e deixei a mochila de lado, dessa vez mirei-me mais direto em sua direção, ainda tendo o tórax nu.
__ Você não quer? Porque... Não vamos poder nos beijar quando irmos para a pista de patinação no segundo piso.
__ Eu... eu quero...__ Katsuo engoliu o excesso de saliva e entre abriu os lábios como esperasse o beijo.
     O espaço que nos separava talvez fosse o limite de dois ou três passos e cheguei um pouco mais perto, morrendo de vontade de toca-lo. Contudo, eu me coloquei a sua frente, tendo a ínfima distância de uma mão aberta entre nossos corpos e meus lábios encaixaram-se aos dele ao passo que meus dedos entraram num afago despretensioso por seu cabelo.
__ Lang...__ Katsuo sussurrou meu nome no término do beijo.__ Queres... passar a noite comigo?
              Eu nunca tinha visto a face de Katsuo tão ruborizada.
          Não obstante, antes de responder, segurei sua mão e fiz com que segurasse em minha cintura, tocando em parte na minha pele desnuda.
__ Se me der a garantia de que vou sentir suas mãos em meu corpo... Quero.__ Sussurrei abraçando-o pelos ombros, o beijo prestes a recomeçar.__ Quero muito...
     O segundo beijo aconteceu ainda mais repleto de malícia e por um momento, pensei que estívessemos indo rápido demais... Mas, eu não podia fazer nada.
          Eu apenas seguia o rítmo que ditavam as batidas do meu próprio coração.

                                                               ********
                                                    Capítulo 14 por Rima-san

           Aquele encontro trazia um turbilhão de emoções que eu desconhecia, descobrira que Lang dançava e o desejo de o conhecer apossou-se de mim, também percebi que não o queria vê-lo agarrado a mais ninguém e de tudo isso… um  desejo insano me apossou dentro do banheiro quando nos beijamos, não sei onde tinha a cabeça para ter convidado Lang a passar a noite comigo, eu apenas queria ter mais tempo com ele, eu queria beija-lo, toca-lo, ah! Meu raciocínio não parecia estar muito bom… enquanto calçava os patins me perguntava onde passaríamos a noite em minha casa era totalmente impossível, ergui-me segurando-me na barra de proteção, não conseguindo obter o melhor equilíbrio, eu nunca tinha patinado na vida e já me estava era a espetar redondo no chão, mas Lang devia ter percebido a minha insegurança e tocou a minha mão que mantinha firme na barra do ringe .
_Katsuo, não precisa ficar inseguro… É só aplicar aos seus pés o equilíbrio que você usa no treino de Kendo._ Isso me parecia bem difícil numa pista gelada e escorregadia, mas lá arranquei coragem para dar um passinho sem me firmar em nada, dei outro encorajando-me que era fácil e lá no terceiro me espetei desequilibrei e abanei os braços como se tivesse asas para voar.
        Nisso me agarrei a Lang que se tinha colocado na minha frente, mas apliquei tanta força no gesto que caímos os dois, eu por cima dele, minhas mão segurando em seu peitoral, meus cabelos cobriam o rosto, levei uma madeixa a trás do cabelo e tratei-me de desculpar.
_Lang, tu estás bem? Desculpa… eu sou um desastre….
_Olha o lado bom! Pelo menos a gente inverteu! Na primeira vez que nos encontramos, eu que cai em cima de você._ Lang estava sorrindo, um largo sorriso que escondia sua dor.
_Mas…. A culpa não foi sua…._ Eu me sentia como se a culpa tinha sido minha, eu o tinha magoado pela certa e ainda me sentia pior porque queria beija-lo, seu rosto estava tão próximo a mim…. Mas eu não podia._ Talvez seja melhor eu ficar só te vendo patinar…
_Você não vai desistir só por causa de um tombo de nada, né?_  Ele me apertou o nariz e soltou uma risada._ Não leve tudo tão a sério, Katsuo…
             Ele tinha razão, nós estávamos ali para nos divertir, fazer asneira, nada precisava ser perfeito, mas eu queria, aceitei a ajuda dele para me levantar e comecei a dar uns passos com a ajuda de Lang, com o tempo eu me sentia seguro para patinar sozinho, mas eu não queria, eu apenas queria continuar a segurar as mãos dele, perdi a conta ao tempo dentro daquela pista, eu me estava a divertir.
_Lang estás cansado? Queres… fazer uma pausa? Podemos ir comer qualquer coisa…_ Na verdade eu também já estava sentido uma misera fome e sede.
_Sabe que é uma boa ideia? Mas só se a gente dividir a conta… Pode ser?
_Se preferes assim… quem sou eu para reclamar?_ Eu realmente não tinha por onde reclamar, tinha um namorado, alegre, bonito e justo até com as despesas._ Tens… alguma sugestão de sitio para irmos comer?
_Eu só não como carne, mas de resto podemos comer o que quiser…_ Lang respondeu brincando com um dos patins calçado, como se fizesse desenhos no gelo seco._ Aqui  tem um pouco de tudo… Pizzaria, gelados… o que você mais gosta, Katsuo?
_Como sobrevives sem carne?_ Eu estava surpreendido, afinal carne era uma rica fonte de fortalecimento e só depois me pus a pensar no que queria comer._ Eu bem… pode ser pizza…_ Me custou admitir porque meu pai sempre resmungava que não era alimentos que fizessem bem a um atleta, mas sempre que podia tentava fugir á regra e eu tinha a oportunidade no momento.
_Não me faz falta… Eu compenso ingerindo proteína com o consumo  de ovos e de grão de bico._ Lang deu de ombros como se fosse a coisa mais natural._ Então vamos lá! A gente pode pedir uma pizza média metade vegetariana e metade a lá Katsuo.
           Eu ri…. Eu não tinha nada a contestar, bem que eu podia experimentar também a pizza vegetariana…era uma ideia.
         Subindo ao piso de cima pensando unicamente em comer, mas quando eu olhei a vidraça que dava para o exterior apercebi-me que estava a anoitecer, onde é  que eu e Lang poderíamos passar a noite?

Nenhum comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.